29 de fev de 2016

Resenha - Reiniciados

Livro: Reiniciados #1
Série: Reiniciados 
Autora: Teri Terry
Editora: Farol Literário
Páginas: 432
Gênero: Distopia
Sinopse: "As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade? "

Reiniciados é uma distopia, onde pessoas infratores, más, ou que tenha feito alguma coisa errada antes dos 16 anos tem suas memórias e lembranças apagadas. Te dão uma segunda chance de viver para mudar atitudes e esquecer seu passado. Após serem Reiniciadas elas recebem um Nizo, espécie de pulseira, que está conectada diretamente com seu teor de alegria. Ou seja, sua felicidade é medida por números. Temos uma escala de medição em que se a pessoa tiver raiva demais, tiver momentos em que sofre grande pressão, elas podem sofrer desmaios ou em casos extremos levar à morte. O nizo está ligado em um "chip" na cabeça dessas pessoas.

25 de fev de 2016

Resenha - Mar da Tranquilidade

Livro: Mar da Tranquilidade
Autora: Katja Millay
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Gênero: Romance
Sinopse: "Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer."

Nastya é uma garota com um passado obscuro que não gosta de utilizar palavras. Ela não fala. Ao se mudar para casa de sua tia, no novo colégio ela conhece Josh. Josh é um garoto que perdeu todos da sua família e por isso acabou se tornando solitário. As duas mentes perturbadas pelo passado acabam se encontrando e fazem essa história linda.

Confesso que quando iniciei o livro mal sabia do que se tratava. Conheci ele quando a Colleen Hoover veio ao Brasil para autógrafos e no bate papo citou o livro em algum momento. Ainda bem que peguei a dica.

24 de fev de 2016

Resenha - Uma Noite e Nada Mais

Livro: Uma Noite e nada Mais #1
Série: Uma Noite e Nada Mais
Autora: Whitney G.
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 121
Gênero: Erótico
Sinopse: "Andrew Hamilton é um advogado extraordinário que só se envolve com mulheres que conhece pela internet. Sua astúcia e beleza, porém, preservam um segredo do passado – aquilo que fez dele o homem que hoje é. Seu lema com as mulheres é simples e direto: “Uma noite e nada mais”. Até o dia em que uma mulher especial entra em sua vida, fazendo-o rever suas convicções sobre relacionamentos e virando seu mundo de pernas para o ar..."

Primeiro livro da trilogia Reasonable Doubt o livro cumpriu o que era esperado. Ele é bem curtinho, narrado pelos pontos de vista da Aubrey e do Andrew intercaladamente. Veio a ser um atiçador para os próximos livros.

Andrew como diz a sinopse é advogado de uma alta empresa e um completo babaca com relação às mulheres. Usa e abusa, sem se importar com os sentimentos delas até conhecer uma garota que muda tudo. Aubrey ou Aly é uma menina que tem sonho de tornar-se uma bailarina profissional só que seus pais não apoiam fazendo com que ela siga a carreira deles: direito. A partir daí, com alguns acasos os dois acabam trabalhando juntos e saem faíscas por todos os lados.

23 de fev de 2016

Resenha - Quatro

Livro: Quatro #4
Série: Divergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 269
Gênero: Distopia

Sinopse: "Reunindo quatro histórias da série Divergente contadas da perspectiva do personagem Tobias, e três cenas exclusivas, Quatro Histórias da série Divergente oferece aos fãs da saga criada por Veronica Roth a chance de conhecer melhor a personalidade de um personagem fascinante e complexo e a chance de mergulhar mais fundo na sociedade dividida em facções criada pela autora."


Para fazer uma melhor resenha resolvi dividir a resenha de acordo com as histórias passadas. Assim fica mais fácil de entender o que o livro pretende. Então vamos lá?

A Transferência

Nos mostra como era a vida do Tobias na Abnegação e sua conturbada ida à Audácia. Aqui também conhecemos um pouco melhor Marcus, pai de Tobias, e todos os motivos que levou Tobias a não escolher a sua facção de origem. Confesso que apesar de tudo mostrado nos livros, ainda tinha minhas dúvidas do porquê isso ter afetado tanto ele. Com a leitura do conto consegui discernir e entender melhor. 

A iniciação

Foi o que mais me lembrou de Divergente por ser parcialmente igual ao da Tris. O que muda de fato, é vermos a personalidade do agora Quatro mudando e evoluindo, crescendo e se destacando na Audácia. A Jeanine já está presente, o irmão da Tori também, Amah, e temos o início da "perseguição" aos divergentes. Claro que não podemos esquecer da entrada do Eric, transferido da Erudição e quem vem a ser importante para o andar dos livros. Aqui já vemos a arrogância e destino que ele toma. Aliás adorei a primeira luta dele com o Quatro.

O Filho 

De forma variada conta vários momentos do Quatro: desde a escolha do cargo dentro da Audácia, seu primeiro "encontro", seu reencontro com a mãe e como ele teve a ideia de fazer a tatuagem nas costas. De longe é uma das histórias preferidas porque conhecemos um pouco mais o protagonista.  Veremos mais uma vez, o que rodeou o início da guerra contra os divergentes.  

O Traidor

Veremos aos poucos Quatro descobrindo o plano da Erudição junto com a Audácia, intercalado com algumas passagens no tempo atual dos livros com a Tris. Vemos o primeiro beijo dos dois, ele salvando ela do Fosso, a morte do Al e  seus sentimento crescendo por ela.  Aqui fica claro todos os sentimentos dele pela protagonista.

Cenas Exclusivas

As cenas exclusivas só me deixaram com mais vontade de querer um livro com a versão dele, mas como nem tudo é como a gente quer me contentei com elas. Aqui encontramos alguns contatos dele com a Tris na iniciação e de quando ele estava bêbado.

"Quero carregar algo que me lembre de que, embora as feridas cicatrizem, elas não somem pra sempre. Eu as carrego para todo lugar a que eu vou, sempre, e é assim que as coisas são, assim que as cicatrizes são."  pag.80

O livro foi um complemento bastante satisfatório para quem queria mais da trilogia. E também pra retirar algumas dúvidas que possam ter ficado implícitas na história embutidas pelo ponto de vista do Quatro. Elas também vieram para nos mostrar o que levou à ele ser tão duro com relação aos sentimentos e conflitos internos. Um personagem forte não deveria passar em branco, e acho que a Veronica também pensou nisso quando criou esse "spin off". Vale a pena a leitura.

E ai, já leu Quatro ou tem vontade de ler? Veja nos comentários (;

22 de fev de 2016

Resenha - Outlander

Livro: Outlander - A Viajante do Tempo #1
Série: Outlander
Autora: Diana Gabaldon
Editora: Saída de Emergência
Página: 800
Gênero: Romance Histórico/Fantasia
Sinopse: "Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?"

Por já ter visto a série, iniciei o livro com uma boa ideia do que aconteceria. O choque veio ao quanto a série é fiel aos livros. A todo momento me lembrava da série e a encaixava na história.

Diana teve uma sensibilidade grande ao nos trazer nas primeiras páginas um pouco do passado da Claire, sua vida atual em 1945, e tudo que levou a viagem no tempo para o século XVIII. Confesso que estava muito temerosa do livro ter narrativa ou descrições demais de acontecimentos (por ser um calhamaço), porém ao contrário de tudo isso eu consegui ver uma escrita rica. O livro só é grande por conter uma grande quantidade de história entrelaçadas ao tema central.

15 de fev de 2016

Resenha - O Destino do Tigre

Livro: O Destino do Tigre #4
Série: A Maldição do Tigre
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Gênero: Fantasia/Romance
Sinopse: "Honra. Sacrifício. Amor. Poderia o fim de tudo levar a um novo começo? Kelsey, Ren e Kishan sobreviveram a três aventuras dramáticas e muitas provações. Mas, antes que possam partir na busca pelo último presente da deusa Durga, têm que enfrentar o feiticeiro Lokesh em seu próprio território. O vilão sequestrou Kelsey e já detém o poder de três amuletos. Ela precisa escapar de suas garras para quebrar a maldição do tigre, libertando seus amados príncipes. Esse, porém, é apenas o início da história em que escolhas difíceis e decisivas devem ser feitas por todos. O elemento principal agora é o fogo, e em meio a lava, demônios, animais fantásticos e zumbis, o trio enfrenta seu derradeiro desafio. O caminho é arriscado e cheio de reviravoltas potencialmente fatais. Só uma coisa é certa: ninguém pode fugir de seu destino."
*ALERTA DE SPOILER SE VOCÊ NÃO LEU OS OUTROS LIVROS DA SAGA.*

Acho que de longe posso eleger O Destino do Tigre como o melhor da saga. Colleen nos deixou uma aventura em altíssimo nível dessa vez com Fênix e o elemento Fogo, e o amadurecimento da Kelsey. Acho que esse sentimento de amadurecimento foi na série toda só que aqui em maior quantidade.

12 de fev de 2016

[TAG] Opiniões Impopulares

Apesar dessa tag ser um pouco antiga sempre achei hilária e AMEI a ideia afinal nem todos tem a mesma opinião. Usada pelos booktubers, você encontra várias vídeos na internet. Para mostrar que também entro nesse ranking, vou respondê-las e espero que não me taquem pedras por favor. Vamos lá?

1. Uma série/livro popular que você não gosta. 

A Culpa é das Estrelas - John Green



Não me matem, nem me odeiem, mas não acho que o autor é tudo isso que falam. A história não andou, não gostei de alguns personagens e achei meio forçado algumas situações. Claro que ainda quero ler mais algum livro dele para tentar tirar essa impressão. Entretanto acho difícil de acontecer porque raramente pego "birra" de autor.

2. Uma série/livro popular que todo mundo parece odiar, mas que você ama. 

House Of Night - P.C. Cast and Kristin Cast



O que dizer de uma série de 12 livros que todo mundo odeia, fala mal e não gosta MESMO? Eu não vou entrar no mérito de fazer as pessoas gostarem, mas eu amo HOF por toda trajetória que ela fez na minha vida. Desde 2009 acompanho ela e não me arrependo. Claro que a escrita que me agradava há 7 anos não é mais o mesmo, todavia é uma história que me fez crescer também. Ainda não li os últimos 3 livros e pretendo ler ainda esse ano. Mesmo que talvez o final não me agrade sei que o sentimento não mudará.

3. Um triângulo amoroso em que o/a personagem principal não acabou com quem você queria. 

Duologia Três Metros Acima do Céu



Odeio spoilers por isso não vou falar nada. Só que não dá pra engolir o triângulo que se forma no 2° livro (Sou louco por você) e o quanto me dá raiva o casal formado. O 1° livro já termina com um final horrível e ao ler o 2° livro só piorou mais. Definitivamente meu shipper não deu certo.

4. Um gênero de livros populares que você não costuma ler. 

Terror



É bem difícil pra alguém que nem gosta de ver filmes de terror tentar ler algum livro do mesmo gênero.  Por causa da Darkside o tema ficou em alta e parece que todo mundo tem algum livro deles na estante. Eu bem que queria tentar, mas o medo fala mais alto e juro que não dá. Não gosto de sustos, imaginar imagens horripilantes nem nada. Espero conseguir em alguns anos ler Terror.

5. Um personagem popular que você odeia. 

Hazel Grace - A Culpa é das Estrelas



Complemento da primeira pergunta, acho que ficou claro porque também não gostei do livro. Irritante demais, não consegui em nenhum momento gostar da Hazel. Aliás em alguns momentos cheguei a achar insuportável. Ela só deu uma melhorada no final porque de alguma forma a doença do Gus conseguiu me fazer ser mais maleável com ela. Mesmo assim, não desce direito.

6. Um autor/a popular que você não consegue se interessar. 

Nicholas Sparks



Abaixando ao cabeça. Nada contra quem ler, quem gosta ou ama o autor. Infelizmente os temas retratados pelo Nicholas não me dá nem vontade pra iniciar os livros. Conhecido por mortes trágicas, doenças terminais é difícil eu tentar me animar pra ler. Esse ano até li um livro dele, O Guardião, que de início foi bom, mas depois decaiu, desandou e não consegui nem dar 3 estrelas. Ainda quero dar mais uma chance para o autor porque MUITAS pessoas gostam.

7. Um clichê que você está cansada de ler. 

" O bad boy se apaixona pela mocinha"



Não é que eu esteja cansada de ler, mas se não tem algo à mais, se não tem pano de fundo ou coisa parecida fica difícil de ler. Sou fã de bad boys (olá Belo Desastre) mas o mercado tá enchendo dessas histórias sem fundo, sem nada para adicionar e fica chato tentar ler um livro desses. O livro tem que ser BOM pra me prender e não cair no mesmo de sempre.

8. Uma série ou livro popular que não tem interesse de ler.

As Crônicas de Gelo e Fogo - George R.R. Martin



Devo ser a única pessoa na terra que não lê, não vê e nem tem vontade nenhuma de iniciar em GoT. E olha que sou fã de fatos históricos, todavia sangue, morte, mais sangue, mais morte, NÃO. E os livros do titio George são CALHAMAÇOS. Ai mesmo que não dá. Não sei nem do que se trata direito esse mundo (e nem quero), mas dou parabéns pra quem gosta.

9. "O filme é melhor que o livro". Diga um livro ou série que você achou o filme melhor que o livro.

Simplesmente Acontece - Cecelia Ahern



Além de motivos da Lily e do Sam melhorarem mil vezes, acredito que o fato do livro ter narrativa lenta me fez preferir o filme. Não tem nem muito o que falar quando eu acho que na escrita a história ficou sem graça. Pode ser que pelo fato de ter visto primeiro o filme tenha influenciado. Acho que nas telonas o recado ficou melhor dado.


Então foi isso. Esse foram os livros/autores escolhidos para a TAG impopulares. E ai você discorda de alguma opinião minha? Ou concorda? Deixa aí nos comentários sua opinião.

10 de fev de 2016

Resenha - O Último dos Canalhas

Livro: O Último dos Canalhas
Autora: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 298
Gênero: Romance de Época
Sinopse: "O devasso Vere Mallory, duque de Ainswood, está pronto para sua próxima conquista e já escolheu o alvo: a jornalista Lydia Grenville. Só que desta vez, além de seduzir uma bela mulher, ele deseja também se vingar dela. Ao se envolver numa discussão numa taverna, Vere foi nocauteado por Lydia e se tornou alvo de chacota de toda a sociedade. Agora ele quer dar o troco manchando a reputação da moça. Mas Lydia não está interessada em romance, principalmente com um homem pervertido feito Mallory. Em seus artigos, ela ataca nobres insensatos como ele, a quem considera a principal causa dos problemas sociais. Nesse duelo de vontades, Vere e Lydia se esforçam para provocar a derrota mais humilhante ao mesmo tempo que lutam contra a atração que o adversário lhe desperta. E, nessa divertida batalha de sedução e malícia, resta saber quem será o primeiro a ceder à tentação."

O Último dos Canalhas segundo livro da série Canalhas aqui no Brasil (mas é o quarto e último nos EUA) chegou pra arrancar corações. Loretta mais uma vez nos colocou numa montanha de emoções desde risos à dramas.

Lydia é uma personagem com personalidade forte, irreverente e corajosa. Acho que isso é uma característica da autora ao colocar as mulheres com personalidades não tão esperadas para a época. E isso rendeu altas brigas com nosso outro protagonista. Vere é o típico canalha não liga pra nada, desleixado por fora e que não deixa transparecer seu lado bom. Ao longo do livro com pequenos atos de bondade deixou mostrar seu lado amoroso e crescer na história.

8 de fev de 2016

Livros Abandonados

Todo mundo que tem estante tem pelo menos UM livro abandonado. Eu não gosto e tento ao máximo não deixar isso acontecer, entretanto por N motivos sempre acaba surgindo alguns por ano. Ironicamente ano passado foi o ano vencedor. Vamos conhecer os livros que abandonei ao longo dos anos.

O Resgate do Tigre - Colleen Houck


Abandonado em 2014, hoje após 5 tentativas de iniciar o livro tenho vergonha de falar que abandonei. Motivo: o início é muito insatisfatório para mim.

Quando li A Maldição do Tigre fiquei encantada pela história dos tigres e pela aventura que a Colleen criou. Não deu outra, já partir para o Resgate do Tigre e nisso surge o que me fez recuar várias vezes. As primeiras páginas é muito lenta, a história demora a engrenar, e quando percebi não consegui ultrapassar disso nem das primeiras 40 páginas. Hoje vejo que melhora incondicionalmente, mas para ultrapassar essas páginas foi difícil.


Convergente - Veronica Roth




Abandonado também em 2014 o motivo é o que todos os leitores odeiam: spoilers. Recebido de forma indesejada e não acreditando no que me foi contado tomei raiva e acabei não querendo terminar o livro. Considero a trilogia Divergente a melhor distopia, entretanto quer acabar com a graça de um livro pra mim é soltar spoiler ou livros previsíveis demais. Depois de meses, e ainda em 2014, acabei lendo o livro e aceitando de alguma maneira o que a autora quis. Todavia foi sufoco ler Convergente.






Promessa de Sangue - Richelle Mead



Vergonha demais desse livro estar nos abandonados. Início de 2015, começando um novo ciclo na minha vida (faculdade) foi difícil e ao mesmo tempo chato abandonar ele. Eu sou APAIXONADA por Academia de Vampiros, mas quando a faculdade começou a apertar não tive escolha a não ser parar de ler. Fiquei em torno de 5 meses sem ler de forma constante. E quem acabou sobrando nesse meio foi Promessa de Sangue, o 4° livro da série. Não abandonei por não gostar da história, mas sim por falta de tempo. Pretendo retomar a série, entretanto terei que recomeçar do 1°. Aliás pretendo voltar ainda esse ano.



Halo - Alenxadra Adornetto





Mais um pra lista abaixa que é vergonha. Eu praticamente li ele todo. Abandonado também em 2015 com menos que 150 páginas pra acabar, esqueci de terminar o livro. Pelo mesmo motivo que A Promessa de Sangue, a faculdade apertou e não tive como acabar quando queria e quando vi tinha abandonado. Com a trilogia completa na estante também está presente na minha meta desse ano.






Entre o Amor e a Vingança - Sarah Maclean




Nunca pensei que algum dia iria abandonar um romance de época. Pois é, 2016 já começou me surpreendendo. Me vi numa ressaca literária quando tentei iniciar o livro e não consegui me prender a história. Passei praticamente 3 dias sem sair das 50 primeiras páginas. Me vi tentada e acabei abandonando. Não deu outra: entrei em ressaca que durou 7 dias. Com toda certeza darei outra chance pro livro da Sarah e o mais rápido possível. Mas esse foi o livro mais difícil de abandonar.



Claro que tem vários outros que abandonei, mas já ou doei, ou troquei o livro e já não estão mais na minha estante. E vocês, já abandonaram algum livro? Ou quis abandonar algum? Fale nos comentários. Lembrando que tem a promoção Comentarista de Fevereiro rolando. Veja as regras aqui.

3 de fev de 2016

Resenha - Como Eu Era Antes de Você

Livro: Como Eu Era Antes de Você
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 318
Gênero: Romance
Sinopse: "Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário. Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado."

Intenso. Emocionante. Lição de Vida. Parece até desrespeito começar uma resenha assim, entretanto quando você perceber estará consumida totalmente pelo livro.

Louisa é uma garota de 26 anos que perdeu o emprego e acabou sendo cuidadora de Will. Will é tetraplégico, tem 35 anos, não é feliz com a sua vida, já tentou suicídio e é arrogante e sarcástico. Nas primeiras páginas você já é tomado pelo baque de como aconteceu o acidente que deixou o protagonista tetraplégico e depois disso só montanha russa de emoções.

1 de fev de 2016

New Adult #2

Nas palavras de JJ em St. Martin, "New Adult é sobre a idade jovem-adulta, quando você é um adulto, mas não estabeleceu a sua vida como um (carreira, família, tudo o que você tem, etc.)."

Tendo protagonistas na faixa de 18 a 26 anos, ou em alguns casos, jovens com 16 ou 17 anos que estão iniciando sua vida NA (sigla), nos traz um mundo onde eles vivem nas primeiras vezes. Primeira vez que saiu de casa, primeiro emprego, primeira bebedeira, primeiro "toco", primeiro namorado entre outros.

Ela aborda infinitas mudanças, mas sempre inserindo conflitos intensos e complexos em sua narrativa, comprovando o fato de que o jovem adulto não está mais imune a toda a sujeira que existe no mundo. Desta forma, lemos sobre abusos sexuais, consumo de drogas, violência, doenças mentais e físicas, relacionamos complicados e discrepantes com o que é considerado ideal pela sociedade, e muitos outros elementos que dão ‘um tapa na cara do leitor’ ao revelarem uma face de nossa sociedade que tentamos evitar. (fonte)

Com o gênero em alta e uma fã assumida, trago pra vocês algumas indicações de autoras. Lembrando que hoje em dia temos muitas como: Jamie McGuire; Jessica Park; TammaraWebber; StephCampbell; Liz Reinhardt; Abbi Glines; Colleen Hoover; Lynn Rush; Cora Carmack; Molly McAdams; Jessica Sorensen; Courtney Cole; J.A.Redmerski; S.C. Stephes e etc. Nas editoras também se vê uma crescente onda de publicações: Grupo Editorial Record nos selos Verus e Galera Record, Editora Pandorga, Editora Valentina e Editora Charme.


Hoje trago pra vocês indicação de 3 autoras:

Colleen Hoover



Autora da duologia Um Caso Perdido, trilogia Métrica e O Lado feio do Amor, Colleen é a escritora mais estourada atualmente nos EUA nesse gênero. Sendo fã de carteirinha, sou até suspeita para falar, mas Hoover nos traz em mundo realista. Com a característica do alto teor dramático em suas histórias, ela nos traz ao que vivemos nos tempos atuais. Amar não é só mil maravilhas, sempre tem altos e baixos e tem obstáculos que devemos ultrapassar. No caso da duologia ela até nos traz um mistério com relação ao passado da Sky e em Métrica traz seu lado romântico com utilização de poemas. Já dei minha opinião no blog com o livro O Lado Feio do Amor e agora em Fevereiro chega no Brasil o livro Nunca Jamais. Colleen parece que tem preocupação e zelo com todo o livro. Desde o pano de fundo até os personagens secundários dos livros. Pelo menos por UM personagem secundário você irá se apaixonar!

Até agora acho que não tem nenhum livro da Colleen que não chorei e ao mesmo tempo não consegui deixar de gostar. Ela consegue dosar o sofrimento, que é o que nos traz a realidade da vida e ao mesmo tempo o romance que sempre dará certo. Dos 6 livros lançados meu preferido é o Sem Esperança (2° livro de Um Caso Perdido). Colleen com certeza é a autora mais conhecida desse gênero no BR.

Métrica
Pausa
Essa Garota
Um Caso Perdido
Sem Esperança
Em Busca de Cinderela
O Lado Feio do Amor
Nunca Jamais (lançamento de Fevereiro)


Abbi Glines




Eu acho que foi umas das primeiras autoras a chegar no mercado brasileiro. Dona da Saga Rosemary Beach, você ama desde o início. Lançados pela Arqueiro eu lembro que meu primeiro contato com a autora foi pela internet. Os livros dela sendo curtinhos, podendo ler numa sentada só, é uma ótima característica pra iniciar no gênero. Trazendo personagens com personalidades fortes, tendo também pano de fundo o drama, em alguns momentos lencinhos sujos vão rolar. Ótima e com vários livros dela por aqui, você não vai se arrepender de ler pelo menos um dela. E emendar mais 3 hehe.

Paixão Sem Limites
Tentação Sem Limites
Estranha Perfeição
Amor Sem Limites
Simples Perfeição
Rush Sem Limites
A Primeira Chance
Mais Uma Chance


Jamie McGuire



Fã ASSUMIDA da família Maddox e do Travis, não teria como deixar de indicar Jamie Mcguire. Lançados pela Verus temos a trilogia Belo Desastre e a série Maddox, a primeira falando do grande bad boy Travis Maddox e a segunda falando da família dele. Confesso pra vocês que no primeiro livro da autora já queria o protagonista pra mim! Jamie mistura, humor, drama, faculdade, família tudo em uma coisa só e te falo: dá super certo. Eu lembro que quando acabei a trilogia Belo Desastre fiquei saudosa com as histórias dela e dei um pulo quando soube da série Maddox. Atualmente com 6 livros no mercado (e mais uma de outro gênero) ela também foi uma das primeiras a me mostrar esse universo. Atualmente rola umas conversas que talvez ela venha para Bienal de SP esse ano. Pra quem gosta de pegar autógrafo em livro, essa também é uma boa para ler os livros dela.

Belo Desastre
Desastre Iminente
Belo Casamento
Bela Distração

NA hoje em dia tem uma vasta quantidade de livros e de autoras. Só não ler ou quem não quer ou quem não sabe reconhecer o gênero. O mercado está cheio de opções e a divulgação pra eles também é em massa. Dar uma oportunidade pra esse tipo de livro é mostrar a mente aberta. Aliás quer começar a ler NA com um livro ganhado em sorteio? Tá rolando uma promoção do Leituras Diárias com outros blogs valendo 9 livros e temos Easy da Tammara Webber. Pra participar basta acessar o Menu Promoções ou ir neste link.

 E ai ficou com vontade de ler? Ou já leu algum livro desses?