30 de jun de 2016

Resenha - A Garota do Calendário, Janeiro

Livro: A Garota do Calendário, Janeiro #1
Série: Garota do Calendário
Autora: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 144
Gênero: Erótico/Romance
Sinopse: "Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.  Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...  Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele."

Me surpreendi positivamente com a história. Mia é uma mulher que está enfrentando problemas familiares. Seu pai, um cara alcoólatra tem uma dívida enorme com um ex-namorado e está em coma. Resta a Mia a pagar essa dívida de maneira rápida, tendo como única escolha ser Acompanhante de Luxo.

Foi uma bela surpresa conhecer esse erótico. Mia é uma mulher de personalidade forte, mas que também sabe quais são defeitos. É uma garota que teve que amadurecer cedo, teve que criar sua irmã mais nova e nem por isso reclama da vida. Tem seu pai com sua doença apoiado nas suas costas, porém nunca fugiu do compromisso. Só por isso já comecei gostar dela. E quando ela entra nesse mundo de acompanhante de cabeça aberta, sujeito a tudo aquilo que pode ser envolvida, ela me ganhou de vez.

Acho que além de um erótico, essa série nos traz na realidade de onde o ser humano pode chegar para sobreviver. Porque querendo ou não é por isso que nossa protagonista entrou para esse mundo, para que ela, sua irmã e seu pai não morram. E o legal é ver também o quanto ela se surpreende nesse meio.

Nesse primeiro livro, seu cliente é o Wes, um roteirista, badalado, moderno, que surfa, tem uma casa belíssima e que a contrata apenas para "espantar" possíveis mulheres que queiram namorar, casar ou atrapalhar sua carreira. De personalidade carismática, tinha tudo para os dois darem certo, e deram. A química dos personagens é perfeita logo de primeira, e vemos além de um favorecimento de ambos os lados, uma amizade sendo formada. E quando você pensa, já está torcendo para se tornarem um casal.

" Eu não era uma donzela em perigo e ele não era um príncipe num cavalo branco, tentando salvar o dia. Contos de fadas não existem, especialmente para garotas de Las Vegas com um caminhão de bagagem." pág. 110

A escolha do final, achei acertada para o universo que a Audrey criou e que me foi satisfatório. Como cada livro conta um mês diferente, com um cliente diferente, também temos a introdução do próximo personagem e o primeiro capítulo.

Confesso que quando a Verus iniciou a publicidade desse livro, fiquei com receio apesar de ele ter sido bem popular lá fora. Primeiro que achava essa divisão dos livros por meses ruins por serem curtinhos demais e que isso teria acontecido visando apenas lucro. Hoje eu vejo que encaixa na história e foi acertada. Outra que, história de acompanhante de luxo? Não é uma novidade no gênero, mas também não é algo diferencial. Eu queria ver como a autora iria encaixar a história sem fazer tudo ser só sexo. Outra seria como nossa protagonista iria lidar com seus sentimentos e os caras que estão ao seu redor sem parecer repetitivo e chato. Com a Garota do Calendário Janeiro alguma dessas perguntas foram respondidas positivamente. Adorei a postura que a autora deixou na Mia e até mesmo no Wes e que foi fundamental para eu decidir que vou continuar na série. 

Gostei bastante do livro e já estou ansiosa para o segundo. Falando dos aspectos físicos, a capa foi escolhida através de votos na páginas e achei bem acertada. Poderiam talvez ter relacionado a cor da capa com algum vestido usado durante o mês referente, mas mesmo assim se encaixa dentro do conceito. É narrado em primeira pessoa pelo ponto de vista da personagem e é fluida. Imagino que consiga ser lido em um dia. A ideia também de lançarem 2 livros por meses foi ótima, pois como já falei são curtinhos e a demora para lançamentos de séries as vezes é prejudicial. Ainda como essa, que serão 12 livros. Ou seja, nesse mês de Junho temos no mercado o dos meses de Janeiro e Fevereiro.

E vocês, gostariam de ler A Garota do Calendário? Deixa nos comentários (;

5 comentários :

  1. Sou apaixonada por livro erótico, então desde que ouvi falar da série já fiquei meio enlouquecida.
    A cada resenha a certeza de que vou me viciar só aumenta.
    Estou esperando lançarem mais alguns para eu começar a coleção.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. Olá, ele já está na minha lista, estava preocupada por ser muitos livros, mas agora que você me falou que eles são curtinhos eu tõ mais aliviada.

    ResponderExcluir
  3. Estou acompanhado a série pelas resenhas tenho gostado do que estou lendo, por isso vou querer sim ler e acompanhar esta serie. Que bom que você gostou.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Eu acabei de terminar de ler o mês de abril da série e estou surpreendida também pela forma positiva como a história está se desenrolando. Sem tantos clichês...com uma história fluída e rápida. Espero que goste dos demais livros assim como gostou desse.
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Olá, confesso não curtir muito o gênero, mas tudo o que tenho lido a respeito da série tem me deixado bem curiosa, acho que vou dar uma chance...

    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)