19 de set de 2016

Resenha - Dama da Meia - Noite

Livro: Dama da Meia-Noite #1
Série: Os Artifícios das Trevas
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 574
Gênero: Fantasia/Romance
Sinopse: "Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade? A magia e aventura das Crônicas dos Caçadores de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data."

O que dizer de um livro que começa te puxando pela mão e quando você pensa está todo afundado nele? Estamos falando de Dama da Meia-Noite. Quando pensamos que tia Cassandra não podia melhorar, ela vem com um livro destruidor e muito melhor que qualquer antecessor seu. Estou com o coração na boca porque ainda não temos o próximo.

Aqui temos a história de Emma Carstais e Julian Blackthorn, dois amigos que são muitos próximos, dependem um do outro e que depois da Guerra Maligna resolvem se tornar parabatais. Após alguns anos, se tornando mais velhos, essa velha magia ainda não morreu e eles entrarão em situações não esperadas. A primeira, buscando vingança contra aquilo que lhe foi tirada na guerra, o segundo tentando salvar o que restou de sua família. O que não esperavam é que reviravoltas, sentimentos, traições e muito mais pudessem estar no meio do caminho.

" — Vingança não é família, Emma. Não é uma amiga e é uma amante fria. " pág. 48 

Sabe aquele volume que te deixa sem palavras? É esse! São tantas qualidades que ele se encaixa que fica até difícil de passar para o papel. Todos os erros, todas as coisas que poderiam ter sido modificadas nas séries anteriores e em enredos anteriores, vieram na medida certa aqui.

Primeiro temos que falar das personalidades de cada pessoa da família Blackthorn e da Emma. São pessoas bem variadas, mas que de alguma forma se encaixam. Principalmente nossos dois protagonistas, que se complementam fazendo com que tenhamos esperanças de um futuro romance desde o início.

" — Se tem uma coisa que aprendi na vida, e assumo que não aprendi muito é isso: nem o Povo das Fadas, nem os mortais sabem o que é amor ou não amor. Ninguém sabe." pág. 303 

Segundo, o plano de fundo criado para a trama. É muito mais enriquecedor, detalhado, sem deixar espaços para dúvidas ou furos. Quando o universo criado se fixa ou já foi bem explicado, fica fácil encaixar o que a escritora quer passar. E isso foi um ponto forte da narrativa. Por já ter seus antecessores definindo e delimitando o mundo, por já ter sua parte introdutória em volumes anteriores ficou mais fácil de tudo ser trabalho e expandido. Apesar de alguns já terem desconfiados desde o início, tudo é tão truncado e fechado que não vemos pontas soltas. Tudo tem um porquê e motivos. E isso dá mais veracidade e mais animação para ler já que você quer descobrir o vilão de tudo.

Terceiro e o que mostra a evolução da autora, é a forma que foi trabalhada o romance. Com um motivo mais tangível e mais perto do real, não vemos aquilo jogado de maneira que parece que a autora só quer separá-los para criar mais histórias. Aqui temos uma lista de porque o romance deve acontecer e do porque ele não deve acontecer. Quem leu Instrumentos Mortais com certeza em algum momento sentiu a forçação de barra de tudo girar em volta do romance deles em não ficar juntos. Aqui a sutileza está presente.

" — Quando você ama alguém a pessoa se torna parte de quem você é. Está presente em tudo que você faz. Ela é o ar que você respira, a água que você bebe e o sangue que corre em suas veias." pág 88 

Tenho que destacar também a importância e a influência do que o passado deixou marcado em cada personagem e que isso pode acarretar vários rumos diferente ao andamento da série. E isso é bom que nos deixa com várias teorias do que pode acontecer e vários caminhos em abertos.

E o destaque maior vai para a personagem Emma. Tudo que vimos ou deixamos de ver em personagens anteriores, Cassandra colocou nela. Forte, determinada, atrás do que quer, romântica na medida certa, ela com certeza brilha durante a trajetória toda. E isso também é uma diferença que me fez amar demais esse primeiro livro da trilogia. Toda pessoa tem seu ponto fraco, tem aquela parte que não pode ser cutucada. Ela também tem, porém em nenhum momento isso torna ela fraca, chata, nem sonsa. Torna ela humana. Acho que toda personalidade que vimos no Jace mais algumas melhorias, vieram para a Emma, e isso mostra evolução.

" — Não — disse ela —  Sou quem sou porque faço parte da sua família. Nunca se esqueça, Jules. As escolhas que fazemos também nos fazem" pág. 507

E o gancho no final? Não recomendo a leitura da última página, porque além de ficar sem entendimento, ele deixa um plot twist ENORME para o segundo. Quero muito saber como esse plot vai desenrolar e de como isso pode afetar todos os personagens, já que isso também deixa vários caminhos abertos.

Confesso que se houve pontos negativos, eu deixei passar. Para mim Dama da Meia-Noite pode ser considerado o melhor do universo Shadowhunter e com o possível melhor arco. Agora é aguardar o 2°, que tem previsão de lançar lá fora em Abril de 2017. Já estou roendo unhas esperando ele.

E vocês, alguém é fã da Cassandra Clare? Já leu esse livro? Deixa nos comentários (;

19 comentários :

  1. Oie, acredita que não gosto da Cassandra? Não consigo ler os livros dela, embora acho que a história da Dama da Meia Noite seja bem atrativa.
    Quem sabe um dia.

    ResponderExcluir
  2. Oii Ana, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, não sou muito chegada nesse tipo de livro e não consigo gostar do jeito que a autora escreve, por isso irei pular a dica, mas parabéns pela resenha que está incrível.
    Beijinhos linda

    ResponderExcluir
  3. olá, flor. Bem.. tentei ler outro livro dela mas nas primeiras páginas percebi que a escrita não me agradava,.. então desisti... ler Dama da meia noite seria uma possibilidade beeem remota... hehehe mas que legal que a leitura te extasiou...
    bjs... ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ana, tudo bem? Estava até com vergonha de dizer que não curti muito este livro, mas vi que os outros comentário estão na mesma linha e resolvi ser sincero. Bem, eu não gosto muito de romance e romance/fantasia piorou. Apesar disso, tenho que elogia bastante a sua resenha. Achei ela incrível e gostei bastante da sua escrita. Parabéns.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Apesar da boa resenha (muito bem escrita, aliás) eu não consigo ter paciência para a Cassandra .-. Não tem jeito. Tudo dela, para mim, parece sempre a mesma coisa. Até mesmo esse. Mas devo dizer que a capa arrasou.

    www.cantaremverso.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Sou de outro mundo e ainda não li nada da autora, mas meu irmão adora tendo todos os livros e também já leu todos. Quero roubar dele pois são lindos rsrs
    A premissa é bem interessante, mas pelo fato de a série ainda não ter sido concluída, pretendo adiar a leitura porque odeio ficar esperando o próximo volume ser lançado.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto da capa desse livro. Não sou leitora da Cassandra. Eu juro que tentei gostar de Instrumentos mortais, mas acho tão chato. Tentei a série e o filme, mas não deu mesmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ana!
    ESSE. LIVRO. É. MARAVILHOSO.
    E eu nem precisaria comentar, mas nada hahaha mas nossa, já estou me programando para ler de novo porque uma vez só não é suficiente! D: Fiquei apaixonada pelo Julian e ele e a Emma são um pacote perfeito <3 Com certeza é um dos melhores do universo shadowhunter e um dos meus preferidos também.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Eu acho a capa desse livro muito bonita e diferente. Enredos que envolvem reviravoltas e traições, geralmente, são de tirar o fôlego. Apesar de você ter destacado a ‘evolução da autora’, confesso que considero o termo um pouco forte, acho interessante você destacar que o enredo não é qualquer coisa jogada no papel só para ter uma história. Está tudo muito bem amarrado.

    ResponderExcluir
  10. Olá, confesso que não entendi nada sobre o enredo do livro KKK, acho que a resenha está mais direcionada a quem já leu os outros livros da Cassandra, pois está cheia de referências que eu não consegui pegar, para ler dama da meia noite teria que ler os outros livros da cassandra, o que eu não tenho muita vontade no momento, mas quem sabe um dia

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Uau, esse livro te pegou de jeito mesmo hein?
    Bom saber que esse livro traz um certo crescimento da autora. Mas sei lá, não consigo ter vontade de ler as obras dela. Que me desculpem os fãs! rsrs
    Mas esse com certeza, é um livro que quem gosta da Cassandra Clare tem que ler.
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana, tudo bem?
    Ainda não li nada da Cassandra Clare, apesar de sempre ler elogios as obras dela ainda não tive aquele interesse súbito de lê-los. Fico feliz em saber que esse livro é todo truncado, não tem pontas soltas e tudo é muito bem justificado, gosto de livros que tenham esses elementos. Também gosto de acompanhar o amadurecimento dos autores a medida que vão escrevendo seus livros e nos presenteado com obras cada vez melhores. Fico feliz em saber que você gostou dos personagens.
    No momento não é o tipo de leitura que estou procurando, mas vou deixar a dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ana!
    Apesar de eventuais prós e contras diversos, é fato que os livros da Cassandra são queridos por muitos leitores, e admito que já senti, sim, vontade de conhecer seus personagens, mas realmente foi uma vontade passageira e não tenho mais qualquer interesse nos livros dela de um modo geral. Todo esse universo dos shadowhunters, apesar de bem desenvolvido, realmente não me atrai, até porque sobrenatural é um gênero que propriamente não leio muito por falta de interesse mesmo, então infelizmente vou deixar a dica passar, mas bom saber, de qualquer forma, que a autora conseguiu evoluir diversos pontos nessa nova série. A prática leva à melhorias mesmo, e se os personagens deste são particularmente tão bons, assim como a sutileza do romance, deve mesmo serem pontos muito positivos da leitura! Espero que continue gostando dos demais assim como foi com esse.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  14. Olá! Que bom ter um livro que te prendeu tanto assim, melhor que qualquer livro anterior da autora! Não sou muito chegada ao gênero (magia, sobrenatural), mas realmente adoro quando o livro conta com vinganças. Amo romances bem trabalhados, que têm aquele "que" de real. Que bom que temos uma enorme deixa para um segundo volume! Tomara que lhe agrade tanto quanto esse!

    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá Ana tudo bem, ainda não li nada da Cassandra, não por que não gosto, mas por que nunca tive a oportunidade de ter os livros para ler, mas sempre vejo amigos elogiando as séries já lançadas, Dama da meia noite, chama atenção pela capa, título e enredo, e sua empolgação sobre ele, me deixou ainda mais tentada em conhecer mais a escrita da autora. Bjkas

    ResponderExcluir
  16. Oi Ana!

    Menina, eu ainda não consegui ler Dama da Meia-Noite. Eu até comecei, mas não consegui me conectar com a Emma, acredita? Não que a personagem seja ruim, eu realmente concordo com você: até onde eu li, pude ver que ela é diferente de todas as outras protagonistas criadas pela Cassie. E realmente, a evolução da escrita dela foi o que mais me surpreendeu, ela conseguiu elevar o mundo dos caçadores de sombras a outro nível. Acho que o problema fui eu mesma, acho que não tava muito no clima de livro de fantasia mesmo...

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oiê, recebi esse livro no mês passado, comprei de um amigo que estava desapegando. Gostei bastante da sua resenha, e mesmo tendo o livro aqui em casa, acho que vou acabar a leitura de 'Os instrumentos mortais' para seguir com essa nova série.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi flor!
    Eu tenho um problema com Cassandra, li os dois livros da Série Instrumentos Mortais, e foi uma leitura beeem arrastada rs' e desde então não li nada da autora, mas sabe, tenho muita vontade de tentar dar continuidade na série, só não sei quando. Sou apaixonada pelas capas maravilhosas, me da vontade de comprar todas! rsrs.. Qeu bom que foi aquela leitura, muito bom quando um livro te prende né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Tenho uma vontade enorme de conhecer a série toda da Cassandra, pois é uma autora e histórias que falam muito bem, foram que tem todas as características que eu costumo apreciar em uma boa trama. Gostei bastante de conhecer um pouco mais sobre a Dama da Meia-Noite, recebi o exemplar e fiquei encantada, mas quem vai resenhar no meu blog, é um amigo meu, que é louco por essa série, mas ainda sim, pretendo mais para frente ler todos, e fico feliz em saber que a Dama é tão bom e que você considerou o melhor arco, isso é incentivador.

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)