31 de mai de 2017

[Resenha] Príncipe Mecânico

em 31 de mai de 2017

30 comentários
Livro: Príncipe Mecânico #2
Série: Trilogia As Peças Infernais
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Gênero: Fantasia/Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐
Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres (ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada) foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.



Cassandra Clare não acabou com meu coração. Ela destraçou, me entregou e avisou: tem mais histórias pela frente. E pensar que apesar dos elogios rasgados por Peças Infernais, nunca imaginei que Príncipe Mecânico fosse ser um carrossel de emoções. Até o momento, com certeza é o melhor da trilogia.


29 de mai de 2017

[Resenha] Percy Jackson e os Olimpianos, A Maldição do Titã

em 29 de mai de 2017

34 comentários
Livro: Percy Jackson e os Olimpianos, A Maldição do Titã #3
Série: Percy Jackon e os Olimpianos
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 336
Gênero: Fantasia
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Aguardado com ansiedade pela grande rede de fãs da série Percy Jackson e os Olimpianos, 'A Maldição do Titã' dá continuidade à elogiada combinação de mitologia, aventura e muita ação que se tornou sucesso entre o público jovem brasileiro. Com uma base de fãs-clubes que alimenta espontaneamente diversos blogs, sites e comunidades na internet, divulgando, discutindo e acompanhando os lançamentos, Percy Jackson e os Olimpianos ganha ainda mais projeção com a expectativa da chegada ao Brasil da adaptação cinematográfica de O Ladrão de Raios, primeiro livro da saga. Nesse terceiro livro da série, um chamado do amigo Grover deixa Percy a postos para mais uma missão: dois novos meios-sangues foram encontrados, e sua ascendência ainda é desconhecida. Como sempre, Percy sabe que precisará contar com o poder de seus aliados heróis, com sua leal espada Contracorrente... e com uma caroninha da mãe. O que eles ainda não sabem é que os jovens descobertos não são os únicos em perigo: Cronos, o Senhor dos Titãs, arquitetou um de seus planos mais traiçoeiros, e os meios-sangues estarão frente a frente com o maior desafio de suas vidas: A Maldição do Titã.

Pega de surpresa com uma história que pensei que não ia gostar tanto, A Maldição do Titã trouxe reviravoltas que me fez ter mais empatia pelo que foi mostrado. Não conseguiu bater o segundo volume — O Mar de Monstros — que ainda é o meu favorito porém tem rumos bem interessantes que eu gostei. Acho que aos poucos estou sendo encantada pelo Rick Riordan.

Percy Jackson está em mais uma aventura pelo acampamento meio-sangue. Desta vez junto com Annabeth e Thalia, ele terá que ir a um internato atrás de dois meio-sangue que tem origem desconhecida. Porém como nada sai do jeito planejado, Cronos ainda está atrás dos meninos e fará de tudo para destruí-los. Além disso situações misteriosas estão acontecendo dando a entender que algo muito perigoso foi despertado.

"— O cheiro, minha senhora? Sim. Que cheiro? — perguntei. — Coisas que não caço há milênios estão se agitando murmurou Ártemis. —  Presas tão antigas que quase me esqueci delas." pág. 46


27 de mai de 2017

[Resenha] Notas Quentes

em 27 de mai de 2017

33 comentários
Livro: Notas Quentes #2
Série: Homens Marcados
Autora: Jay Crownover
Editora: V&R
Páginas: 312
Gênero: Jovem Adulto / Romance / Erótico
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐
Quando Jet Keller sobe no palco com aquela voz meio rouca, dedilhando intensos acordes de guitarra, todas as garotas vão à loucura. O corpo tatuado, o cabelo rebelde e o olhar sedutor fazem desse roqueiro um grande conquistador, capaz de levar a mulher que quiser para a cama. Muitos garotos sonham com a estudante de química, Ayden Cross. Seus olhos cor de uísque, as pernas super compridas, o ar de mistério e até o seu sotaque fazem qualquer um perder o juízo. Mas Jet é o único homem capaz de enlouquecê-la e tirá-la de sua vida certinha. Há muito tempo que Ayd e Jet se desejam, mas por acreditarem que são um o oposto do outro, têm evitado essa paixão. Porém, um desejo assim tão ardente não pode ser contido por muito tempo e o que está para acontecer entre esses dois será avassalador. Notas quentes é um romance tórrido, cheio de revelações e com intensas cenas de amor que irão ficar gravadas em você tal como um rock sedutor.

Quando pensamos que Jay Crownover não poderia te conquistar mais, ela faz mais um romance que irá aparentar ser clichê, mas que no final não é. A história vai crescer, mais um personagem ganhará destaque, e tudo que seria apenas mais um bad boy conquistando uma garota, se torna algo grandioso.

Notas Quentes traz a história da Ayden Cross. Ela é amiga da Shaw — protagonista do livro Na Sua Pele — e quando é arrastada mais profundamente para o grupo dos Homens Marcados acaba conhecendo Jet Keller. Jet é um cantor de uma banda de heavy metal e nunca quis ter status de famoso. Tocar suas músicas e ser reconhecido na sua cidade é o máximo que quer ter, além de trabalhar no seu estúdio ajudando bandas novas a estourarem. Após uma fatídica noite em que Jet rejeita Ayd por achá-la "certa" demais, faíscas ficarão soltas fazendo cada encontro ser tenso. Porém o passado de ambos baterá na porta, e o futuro irá colidir com essa vontade de serem um casal trazendo à tona que nem tudo é apenas nosso querer.


Ayden possui um passado não tão memorável. Ela saiu de Kentucky jurando deixar toda sua bagagem de situações erradas para trás, tentando construir um futuro sólido com a faculdade. Jet é tudo o que ela não precisava ter de volta. Quando seu passado e seu futuro chocam, ela irá perceber que tentar fazer uma "nova Ayden" não é possível. Tentar construir um futuro necessita de deixar seu passado vir à tona. Será capaz dela vencer essa barreira? E deixar Jet entrar no seu coração?


25 de mai de 2017

[Resenha] Ecos da Morte

em 25 de mai de 2017

10 comentários
Livro: Ecos da Morte
Série: The Body Finder #1
Autora: Kimberly Derting
Editora: Intrínseca
Páginas: 272
Gênero: Suspense
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Violet Ambrose tem dois problemas: o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela está cada vez mais desconfortável com sua estranha habilidade. Violet encontra cadáveres. Desde muito pequena, percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos: apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas quando um serial killer começa a aterrorizar a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas mortas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo, ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

Sabe aquele livro que você demora a começar a ler e lá pela metade você vai pegando o gostinho de quero mais? Ecos da Morte é assim.

Violet Ambrose poderia ser a típica adolescente de dezesseis anos que frequenta uma escola comum, com um melhor amigo fofo, pais protetores e que tem uma rixa com a rainha do baile da escola. Mas como eu disse, “poderia”, pois, Violet tem um dom: ela escuta os ecos dos mortos. Até os oito anos, Violet só havia encontrado corpos de animais mortos violentamente pelos seus predadores, mas tudo muda quando ela encontra na floresta o corpo de menina enterrada.


23 de mai de 2017

[Resenha] Um Milhão de Mundos Com Você

em 23 de mai de 2017

21 comentários
Livro: Um Milhão de Mundos Com Você #3
Série: Trilogia Firebird
Autora: Claudia Gray
Editora: HarperCollins
Páginas: 320
Gênero: Ficção Científica/Romance
Nota: 4.5/5
*exemplar cedido pela editora*
O destino do Multiverso está nas mãos de Marguerite Caine. Ela está no âmago de uma disputa multidimensional desde que viajou pela primeira vez com o Firebird, a invenção revolucionária dos seus pais. Paul Markov sempre esteve ao lado de Marguerite em suas viagens dimensionais, mas o último golpe da perversa Triad deixou sequelas. Cabe a Marguerite enfrentar a Triad e evitar a destruição dos Multiversos, sozinha. Bilhões de vidas estão em perigo. Os riscos nunca foram tão altos. Nesta épica conclusão da trilogia Firebird, todas as certezas serão questionadas: destino, família, amor e o Multiverso será transformado para sempre.

* Contém spoilers dos livros antecessores. A partir do 3° parágrafo é minha opinião de forma generalizada da trilogia. *

Após conseguir reunir os fragmentos do Paul e a possível cura para o Theo, Marguerite Caine quer tentar pôr um ponto final no plano da Tríade: acabar com as várias dimensões e tentar reunir todos os fragmentos da Josie. Com a ajuda de seus pais, das suas outras versões e de todas as pessoas possíveis em outras dimensões, Marguerite irá lutar contra uma versão sua do mal que está fazendo o plano do Conley funcionar. Será que uma vida vale mais que bilhões de outras? Ela será capaz de deter seu próprio eu e salvar as dimensões? 

Além disso, paralelamente Paul já não é mais o mesmo. Após ser fragmentado, Paul possui no seu interior característica de cada hospedeiro que ficou com uma parte sua, estando mais instável, frágil e completamente impulsivo. Não se reconhecendo mais, ele colocará em jogo seu amor pela Marguerite e talvez os dois não tenham seu final feliz mesmo que em várias dimensões aconteça e a sua teoria de destino esteja certa.

21 de mai de 2017

[Resenha] O Cão Que Guarda As Estrelas

em 21 de mai de 2017

14 comentários
Livro: O Cão Que Guarda As Estrelas
Autor: Takashi Murakami
Editora: JBC
Páginas: 132
Gênero: Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐
A história conta uma aventura vivida por dois companheiros, um simples senhor, sem dinheiro, emprego, ou família, e seu cachorro, que farão o possível para viver e sobreviver a sua “viagem” pelo interior do Japão.O diferencial da narrativa fica por conta do ponto de vista. Os acontecimentos são vistos sempre pelo olhar do cachorro e a perspectiva canina dos fatos e seus sentimentos são os companheiros do leitor ao longo das páginas.




Prepare seus lencinhos pois hoje eu trouxe uma história que vai fazer seu coração se derreter de tão linda e emocionante. O Cão Que Guarda As Estrelas é um mangá que retrata do ponto de vista do cachorro Happy o momento desde sua adoção por um velho senhor até o momento final da sua vida. E isso não é um spoiler, o mangá já começa nos mostrando o que acontece no final da aventura dos dois e isso já é o suficiente para as lágrimas começarem a cair.


19 de mai de 2017

[Resenha] Na Sua Pele

em 19 de mai de 2017

25 comentários
Livro: Na Sua Pele #1
Série: Homens Marcados
Autora: Jay Crownover
Editora: V&R
Páginas: 328
Gênero: Jovem Adulto / Romance / Erótico
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.

Adoro quando a leitura nos pega de surpresa fazendo uma mera história que você tinha expectativas ganhe proporções maiores. Foi rápido a maneira que conheci a série Homens Marcados — em menos de uma semana soube do exemplar e já comprei a série toda — que pela experiência do primeiro já sei que irá me marcar e entrar para os meus favoritos.

Na Sua Pele conta a história da Shaw Landon, uma garota que é considerada padrão. Obedece aos pais, faz a faculdade dos sonhos, namora o cara perfeito, porém nem tudo é o mar de rosas. Sendo ignorada pelos próprios pais e não sendo a pessoa que ela quer ser, em uma situação horrível que passa na escola acaba conhecendo Remy Archer. Remy é de uma família, carinhosa, amorosa que acaba acolhendo-a, e tem 2 irmãos sendo um deles seu gêmeo chamado Rule.


Rule é o típico cara todo tatuado, cheio de piercings, independente que só quer curtir a vida. Após a morte do Remy, ele se vê em uma confusão familiar sem fim. Tendo que todo domingo ir na casa dos pais para um brunch carregado pela Shaw, ele nunca notou que apesar da aparência mimada, ela possuía uma alma parecida com a sua. E Shaw sendo apaixonada por ele desde os seus 14 anos, mas que "fingia" um namoro com Remy até a morte do mesmo, nunca pode abrir-se. Até que uma noite louca após uma bebedeira grande, as linhas entre conhecidos, amizade e sexo ficam distorcidas. Será que ficará apenas como uma noite inesquecível?


17 de mai de 2017

[TBR] Próximas Leituras

em 17 de mai de 2017

19 comentários
Talvez eu esteja um pouco adiantada? Talvez, e ignorem a data haha. Como boa virginiana que sou tentarei pela primeira vez organizar as minhas próximas leituras. Para isso resolvi fazer essa TBR de 7 livros que quero ler até final de Julho. Sim amiguinhos colocarei um longo prazo para analisar se conseguirei mesmo porque quem acompanha o blog já viu que sou de lua e nunca leio o que planejo. Então prazo maior que a meta sai. Vamos ver quais são os livros escolhidos?

1. Notas Quentes, Jay Crownover



Não falei ainda da série aqui, mas já aviso de antemão que simplesmente me apaixonei pela escrita e a história da autora. Foi um Young Adult que me pegou de vez e que me conquistou. Quero muito ler o próximo, mas antes estou realizando umas leituras "obrigatórias". A resenha do primeiro vai sair em breve.


15 de mai de 2017

[Resenha] Dez Mil Céus Sobre Você

em 15 de mai de 2017

45 comentários
Livro: Dez Mil Céus Sobre Você #2
Série: Trilogia Firebird
Autora: Claudia Gray
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 336
Gênero: Ficção Científica/Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐
*exemplar cedido pela editora*
Marguerite Caine fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a sequestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos. Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Paul's em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre. Mas Marguerite acredita que é possível salvar seu amor sem sacrificar a família, e para isso pede a ajuda do brilhante Theo. Os dois criam um plano para recuperar Paul e o Firebird, mas para que ele dê certo eles precisarão superar um concorrente genial e vão colocar em risco não só sua vida mas também a de todas as versões de si mesmos em várias dimensões. Desta vez a missão leva os dois aos universos mais perigosos até então: uma São Francisco dividida pela guerra, o submundo do crime de Nova York e uma Paris iluminada onde a outra Marguerite esconde um segredo chocante. Cada salto deixa Marguerite mais perto de salvar Paul — mas sua jornada revela verdades sombrias que fazem com que duvide da única constante que encontrou em todos os mundos: o amor que sentem um pelo outro.

Dez Mil Céus Sobre Você tem um enredo muito mais trabalhado e desenvolvido que seu anterior. Com um final angustiante e eletrizante, com certeza Claudia Gray acertou em trazer mais a ficção propriamente dita do que o romance. Perca o fôlego do início ao fim.

Com algumas descobertas feitas viajando pelas dimensões, Marguerite Caine ainda quer acabar com o plano da Tríade de querer dominar esses paralelos e a tecnologia Firebird. Já em casa e pensando que seu único problema é enfrentar Conley, contratempos muitos maiores surgirão mexendo com toda sua família. As duas pessoas mais importantes da sua vida estão em perigo: Theo está viciado na substância Furtanoite — uma droga verde-esmeralda, injetável, inventada no Triadverso que permite que um viajante dimensional mantenha o controle da situação — e Paul tentando ajudar o amigo acaba sendo fragmentado nas dimensões — sua alma é dividida em várias partes, fazendo com que ele não se recorde quem é mesmo usando os lembretes do Firebird. Sem escolha, Marguerite entrará nos planos do Conley para salvar seu amigo e seu namorado. Porém, novamente estaremos lidando com a ponta de uma história enorme porque nem tudo é o que parece. Será que todas as versões de você mesmo possuem a mesma índole e caráter em todas as dimensões?

13 de mai de 2017

[Sessão de Autógrafos] Jojo Moyes

em 13 de mai de 2017

16 comentários
Aquele sentimento de que ainda não acredito que conheci essa mulher. Quando anunciaram a vinda da Jojo Moyes no Brasil, lá para início de Abril, já imaginava que seria um corre e corre para conseguir o tão sonhado autógrafo e foto com ela. E a Intrínseca — que de boba não tem nada — sabendo o quanto ela arrasta pessoas, soltou as informações um pouco mais adiante: 2 estados (Rio de Janeiro e São Paulo), dias de semana e apenas 200 senhas em cada um com o direito de autografar apenas 1 livro. 200 senhas e 1 livro autografado com uma autora conhecida mundialmente e que tem várias outras obras de sucesso!? Seria a correria do ano.

11 de mai de 2017

[Resenha] Mil Pedaços de Você

em 11 de mai de 2017

30 comentários
Livro: Mil Pedaços de Você #1
Série: Trilogia Firebird
Autora: Claudia Gray
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas:  288
Gênero: Ficção Científica/Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐
*exemplar cedido pela editora*
Marguerite Caine cresceu cercada por teorias científicas revolucionárias graças aos pais, dois físicos brilhantes. Mas nada chega aos pés da mais recente invenção de sua mãe — um aparelho chamado Firebird, que permite que as pessoas alcancem dimensões paralelas.  Quando o pai de Marguerite é assassinado, todas as evidências apontam para a mesma pessoa: Paul, o brilhante e enigmático pupilo dos professores. Antes de ser preso, ele escapa para outra realidade, fechando o ciclo do que parece ser o crime perfeito. Paul, no entanto, não considerou um fator fundamental: Marguerite. A filha do renomado cientista Henry Caine não sabe se é capaz de matar, mas, para vingar a morte de seu pai, está disposta a descobrir. Com a ajuda de outro estudante de física, a garota persegue o suspeito por várias dimensões. Em cada novo mundo, Marguerite encontra outra versão de Paul e, a cada novo encontro, suas certezas sobre a culpa dele diminuem. Será que as mesmas dúvidas entre eles estão destinadas a surgirem, de novo e de novo, em todas as vidas dos dois? Em meio a tantas existências drasticamente diferentes — uma grã-duquesa na Rússia czarista, uma órfã baladeira numa Londres futurista, uma refugiada em uma estação no meio do oceano —, Marguerite se questiona: entre todas as infinitas possibilidades do universo, o amor pode ser aquilo que perdura?

Mil Pedaços de Você foi uma das minha primeiras leituras de ficção científica. Mesmo tendo sempre medo de pegar algo assim e não entender, e diferente dos considerados clássicos, a suavização da história com o romance, a tensão, os mistérios à parte fez o desenvolvimento ser lido de maneira rápida. É a primeira vez que uma "revelação" esperada acontece e gosto. Porque a autora não fez somente o óbvio. Inovou, arriscou e para mim deu certo. 

Marguerite Caine é filha de dois cientistas que querem concretizar que o universo tem várias dimensões criando um aparelho que as pessoas possam transitar entre eles. Dimensões onde as mesmas pessoas existem, mas que por alguma decisão diferente ou atitude diferente acabam tendo realidades distintas. Tentando fazer com que o Firebird — nome dado ao protótipo que pode realizar essa façanha — funcione, nos seus últimos arranjos funcionais o pai de Marguerite é morto. Henry Caine morreu em um acidente de carro, porém foram descobertas evidências que dizem que foi assassinato: alguém sabotou os freios do automóvel fazendo com que Henry morresse e as pistas apontam para um único culpado: Paul Markov, considerado um filho adotivo da família e cientista que ajudou na criação do Firebird.


9 de mai de 2017

[Resenha] Anjo Mecânico

em 9 de mai de 2017

33 comentários
Livro: Anjo Mecânico #1
Série: Peças Infernais
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Gênero: Fantasia Urbana
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço, um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto à lembrança dos pais, que já morreram. Mal sabe Tessa que esse barulhinho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exército comandado por forças do Submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recém-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentará uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas na Londres vitoriana.


Voltar a algum livro da Cassandra Clare é como se eu voltasse a falar com uma velha amiga. Sendo ambientado na Londres de 1800, regressar ao mundo dos Caçadores de Sombras ganhou um novo olhar. Antes da criação e da existência de Jace, Clary, Simon e a maioria que está presente em Instrumentos Mortais, vejo alguns detalhes que fazem as pessoas preferirem esta trilogia que a série anterior. E olha, tenho que concordar.


7 de mai de 2017

[O que eu Li] Abril

em 7 de mai de 2017

15 comentários
Levanta a mão quem teve a faculdade/curso atrapalhando as leituras do mês?  o/ Pois é, infelizmente, tive várias provas uma atrás da outra e por isso li um número um pouco abaixo do eu esperava. Realizei a leitura de 6 livros. Com muito mais romance presente — nesse caso sendo mais específica com os eróticos — provo o que disse anteriormente que é quase impossível fazer metas comigo (tinha proposto ler mais fantasia). Vamos conhecer quais foram as leituras?


5 de mai de 2017

[Resenha] O Medo Mais Profundo

em 5 de mai de 2017

12 comentários
Livro: O Medo Mais Profundo #7
Série: Myron Bolitar
Autor:
Harlan Coben
Editora:
Arqueiro
Páginas:
272
Gênero:
Mistério / Suspense
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐

Na época da faculdade, Myron Bolitar teve seu primeiro relacionamento sério, que terminou de forma dolorosa quando a namorada o trocou por seu maior adversário no basquete. Por isso, a última pessoa no mundo que Myron deseja rever é Emily Downing. Assim, ele tem uma grande surpresa quando, anos depois, ela aparece suplicando ajuda. Seu filho de 13 anos, Jeremy, está morrendo e precisa de um transplante de medula óssea – de um doador que sumiu sem deixar vestígios. E a revelação seguinte é ainda mais impactante: Myron é o pai do garoto. Aturdido com a notícia, Myron dá início a uma busca pelo doador. Encontrá-lo, contudo, significa desvendar um mistério sombrio que envolve uma família inescrupulosa, uma série de sequestros e um jornalista em desgraça. Nesse jogo de verdades dolorosas, Myron terá que descobrir uma forma de não perder o filho com quem sequer teve a chance de conviver.

Sabe aquele livro que você começa achando que vai ser previsível e consegue no meio da história ter tantas reviravoltas e tramas que você nem imaginava? O medo mais profundo é um desses. Harlan Coben conseguiu me surpreender de tal maneira que o que eu estava levando dias para ler no meio da história se foi em questão de horas. Esse é um daqueles livros que vai te surpreender.


3 de mai de 2017

[Resenha] Tarde Demais

em 3 de mai de 2017

30 comentários
Livro: Tarde Demais
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 380
Gênero: New Adult / Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐❤️
Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida. Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida.  A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável. Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.

*Essa história possui MUITOS gatilhos. Se você já passou ou tem trauma ou reações adversas com cenas de estupro, violência, relacionamento abusivo, PARE aqui. Essa resenha não é para você*

Quando você pensa que não existe mais maneiras da autora arrancar teu coração, Colleen Hoover com inicialmente o pseudônimo de C. Hoover no Wattpad, te destroça. Confesso que quase 1 ano desde o lançamento do enredo na plataforma, tive que tomar coragem para ler. E hoje eu entendo porquê. Além de fortes emoções, você tem que ter estômago forte. Principalmente nós, mulheres.

Sloan é uma menina que sofreu desde criança. Filha de mãe ausente e drogada, ela ficou sem opções de escolhas na vida quando conheceu Asa. Ele é um bandido que revende drogas e se acha dono da nossa protagonista. Com a única coisa que Sloan não é capaz de fazer, e a que mantêm presa a ele, Asa paga os tratamentos do irmão dela — ele precisa de tratamento médico constante que é uma fortuna por mês quando não subsidiado pelo governo. Stephen é a única pessoa na vida que Sloan se importa e faria qualquer coisa sem pensar. Com isso, ela é infeliz, vivendo uma vida que não quer, com situações absurdas acontecendo e que só irão acabar com a chegada de um homem.


Carter é um policial que irá se infiltrar no grupo de vendas do Asa. Querendo desmascarar ele e o tráfico de drogas, irá disfarçar-se e entrar nesta situação ferrada. O que ele não esperava, é que uma garota despertasse seu interesse e pudesse colocar tudo a perder, afinal essa garota é Sloan, namorada do chefe da quadrilha.

Eu passei por tantas, tantas emoções — desde as ruins e até as de alívio — na narrativa, que é difícil de explicar. Como eu disse no aviso em cima, essa história traz muito da realidade e uma crueza tão grande, que te choca em primeira instância e não para menos já que um dos primeiros capítulos temos cenas de estupro. E quando você pensa que não pode piorar: piora. Asa é violento, possessivo, inconstante e abusivo de tal jeito, que te enoja e chegamos a chorar sem perceber — aconteceu comigo diversas vezes, e até de raiva.

"Por que cada vez que damos um passo à frente, somos obrigados a dar dez passos para trás?" 

É uma escrita tão parecida, mas ao mesmo tempo tão destoante do que conhecemos da autora que você em um primeiro momento fica confuso. Vemos uma nova interface da CoHo para fazer os leitores sofrerem. Tratar desses assuntos, mais decorrentes do pensamos e mais presente do que imaginamos, te faz abrir os olhos para o quanto a gente romantiza algumas coisas que NÃO são românticas. Todo o desenvolvimento passa longe de ser uma mera construção de romance, de ser apenas a história de um casal encontrando o amor. Apesar de ser "fictício", ao meu ver Tarde Demais não veio com essa missão. É tantas situações exemplificadas e chocantes, que ficamos sem reação e não paramos de ler até o fim. Traz um sentimento de que necessitamos ver punição, ver vingança acontecendo.

Também não preciso nem dizer o quanto esses personagens marcam, tanto para o bem quanto para o mal. Assim como a nossa personagem principal, vemos Carter como um "salvador". Sloan nos transpassa ser uma pessoa forte por tentar superar tudo que passou — e para mim é o ponto essencial da narrativa. Porém, até o epílogo onde acho que temos uma situação provocada por ela que não concordo — analisando dentro do contexto chega a ser "aceitável", contudo não é algo que apoio. É uma cena idealizada por ela, e quando surge a oportunidade realiza. (Leia e descubra do que eu estou falando, depois venha aqui discutir por favor!). 


E não preciso comentar o quanto tenho asco por um ser — não dá para chamar Asa de pessoa, desculpem — que é opinião quase unânime. Agradeço que apesar de encontrarmos motivos dele agir deste modo, em nenhum instante isso justificará as atrocidades que fez. E apesar de uma minoria de leitores, como sempre, quererem vitimizá-lo, ele NUNCA será a vítima. NADA justificará. Passado, família, doença não são argumentos para ter o caráter que ele tem. Bato palmas que durante todo o enredo a escrita deixa claro esse entorno.

Asa com certeza foi o melhor trabalhado em características, em ser construído e explicado. É nítido que o contexto foi trabalhado em cima dele — tem-se a impressão que o enfoque é na Sloan, e não é. Além disso, apesar dos elogios aos outros dois personagens falado acima, faltou pontos que nos fizesse ter maiores empatias. Alguns erros, acontecimentos não explicados deixam lacunas nas personalidades não me cativando tanto quanto pensei.

"Eu não tento convencê-la com mais palavras. Eu não a alimento com desculpas tardias. Eu apenas a abraço, porque não consigo suporta saber o que ela está sentido." 

Com um tema pesado a ser trabalhado, ainda assim encontraremos todas as qualidades possíveis de escrita. Inicialmente li a versão traduzida que com a autorização da autora foi publicada numa plataforma digital, que continha erros de concordância, português, que no geral não atrapalharam minha leitura. Temos essencialmente Colleen Hoover de qualquer maneira. Quando soube que foi escrito em um tempo de "bloqueio" dela, quase surtei por que imagine ela em um ótimo momento?! Recomendo muitíssimo a leitura. A obra é narrada pelo ponto de vista dos três, o que nos deixa a par da cabeça de cada um.


Na parte física, tenho minhas ressalvas quanto a capa escolhida pela editora. Não achei a altura da internacional, que é lindíssima, e confesso que só comprei para ter todas os volumes favoritados em físico. A diagramação é espaçada e limpa, e não posso opinar inicialmente sobre revisão ou erros ortográficos — quem sabe numa releitura.

A resenha está enorme — maior do que eu imaginava — todavia as minhas palavras não caberiam em uma resenha "padrão" do blog. Espero que tenham lido e entendido um pouco do que queria passar. Eu acho que como fã da autora, não poderia deixar de ler esse exemplar. Já falei para lerem? rs

"Eu não tento convencê-la com mais palavras. Eu não a alimento com desculpas tardias. Eu apenas a abraço, porque não consigo suporta saber o que ela está sentido." 

E vocês, leriam ou leram Tarde Demais? Conhecem a Colleen Hoover? Deixa nos comentários!

1 de mai de 2017

[TAG] Dias da semana em livro

em 1 de mai de 2017

16 comentários
Vi essa TAG no Paraíso das Ideias e achei bem interessante a comparação com os dias da semana, principalmente considerando o que pensamos das segundas-feiras. Vamos lá conferir?

DOMINGO Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse.


Se pudesse eu faria uma lista com 50 livros que se encaixariam nesse tipo, quando o livro é apaixonante ninguém quer que ele termine, não é mesmo? Mas eu tenho que escolher, então lá vai: Harry Potter, gente eu sou viciada nessa saga. Cresci lendo e vendo os filmes e a magia não vai acabar nem quando eu for velhinha.


TOPO