19 de mai de 2017

[Resenha] Na Sua Pele

Livro: Na Sua Pele #1
Série: Homens Marcados
Autora: Jay Crownover
Editora: V&R
Páginas: 328
Gênero: Jovem Adulto/Romance
Nota: 5/5
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.

Adoro quando a leitura nos pega de surpresa fazendo uma mera história que você tinha expectativas ganhe proporções maiores. Foi rápido a maneira que conheci a série Homens Marcados — em menos de uma semana soube do exemplar e já comprei a série toda — que pela experiência do primeiro já sei que irá me marcar e entrar para os meus favoritos.

Na Sua Pele conta a história da Shaw Landon, uma garota que é considerada padrão. Obedece aos pais, faz a faculdade dos sonhos, namora o cara perfeito, porém nem tudo é o mar de rosas. Sendo ignorada pelos próprios pais e não sendo a pessoa que ela quer ser, em uma situação horrível que passa na escola acaba conhecendo Remy Archer. Remy é de uma família, carinhosa, amorosa que acaba acolhendo-a, e tem 2 irmãos sendo um deles seu gêmeo chamado Rule.



Rule é o típico cara todo tatuado, cheio de piercings, independente que só quer curtir a vida. Após a morte do Remy, ele se vê em uma confusão familiar sem fim. Tendo que todo domingo ir na casa dos pais para um brunch carregado pela Shaw, ele nunca notou que apesar da aparência mimada, ela possuía uma alma parecida com a sua. E Shaw sendo apaixonada por ele desde os seus 14 anos, mas que "fingia" um namoro com Remy até a morte do mesmo, nunca pode abrir-se. Até que uma noite louca após uma bebedeira grande, as linhas entre conhecidos, amizade e sexo ficam distorcidas. Será que ficará apenas como uma noite inesquecível?

Quando li a sinopse do livro e apesar de adorar este tipo de clichê me surpreendi em ver pontos específicos completamente diferente do que encontramos no mercado. Pensamos que vamos lidar com um bad boy e uma mocinha inteligente, certo? Só que não. Os personagens irão além das características de aparências nos fazendo ver o porquê deste esteriótipo ser tão limitante. E Rule é mais abrangente porque ele é tatuador, tem tatuagens pelo corpo inteiro e é  cheio de piercings. Não lembro de até hoje ter lidado com personagens com essas específicas descrições — afinal o bad boy da literatura só vai até a roupa e o cabelo. Fora que essas denominações vão para as questões das personalidades do que propriamente o visual. As atitudes deles encaixam-se nestas palavras.

"Não devia sentir esse tipo de coisa pela Shaw, ela não devia ser a mulher que ia virar meu mundo de cabeça pra baixo. Pra ser bem sincero, me arrepiava o fato de ela ser mais atraída pelas minhas tattoos e pelo meus piercings e saber lidar melhor com eles do que qualquer uma que já tinha ido para no meu apê. Agora eu estava metido em confusão, com a garota errada na minha cama, e não fazia a menor ideia do que fazer com tudo isso." pág. 89

Esta questão foi uma das primeiras coisas que me chamou atenção na escrita da autora. Esse diferencial fez com que eu me interessasse mais e absorvesse melhor a narrativa. Eu praticamente li o livros em 2 dias de tão conectivo que o enredo é. Bem elaborado e desenvolvido com tensões na hora certa, pontuais e com motivos críveis, você passa as páginas sem perceber. Você começa esperando um dos óbvios clichês de romance e no final você vê que não é um clichê.

A segunda situação que me chamou atenção e talvez não seja de agrado a todos é a escrita. Não sei especificar se foi tradução ou a própria escrita da autora — o que eu acho ser bem capaz já que é comum no gênero na literatura americana — é o uso de gírias e "abreviações". Rule tem um linguajar bem coloquial e refletiu-se na narrativa inteira. Vi muita gente que se incomodou e não gostou, porém ao meu ver e entendimento é uma das características do protagonista. Então em nenhum momento me senti desconfortável lendo algo assim e até gostei porque consegui me apegar mais ao mesmo. Então eu só tenho elogios para a autora e dizer que fui cativada da melhor maneira possível.



Os personagens tanto principais quanto secundários são excelentes dando bastante liberdade para a montagem de vários dramas — e justamente por isso a série possui 6 livros — e mesmo assim a escrita não extrapola o tolerável principalmente para livros de casais onde se é comum ver uma enrolação no meio da trama para aumentar páginas. Somando tudo que foi citado, temos os elementos certo que me conquistaram ao ponto de tornar a escritora uma das minhas favoritas.

Já tenho muitas expectativas para o próximo, e confesso que comprei a série toda mesmo sendo um tiro no escuro, que no final está sendo positivo. Na parte física a capa é um típico Young Adult, então não ótima e nem ruim é apenas mais do mesmo que vemos no mercado. A revisão está impecável, não encontrando nenhum erro aparente e o que acho satisfatório é a diagramação. Bem espaçosa e limpa, temos uma leitura bem agradável e fluida. Outro ponto que me apaixonei foi a narrativa: feita em primeira pessoa temos tanto o ponto de vista da Shaw e do Rule. E não é repetido cenas nos dois pontos de vistas, a cada novo acontecimento vemos por um olhar.

"Soltei o ar, e parecia que tinha prendido a respiração por cem anos. De repente me liguei que estava fazendo a coisa certa pela primeira vez na vida. Não importava o que meus pais achavam, não importava o que rolasse a curto ou longo prazo." pág. 189

Recomendo muito para qualquer pessoa que é fã do gênero. É um volume com pitadas certas de drama, erótico, romance e declarações que você fica apaixonada. Aliás essa parte do erótico para aqueles que não gostam tanto, não é tão descritiva quanto outras autoras que conheço. Só que pode surgir surpresas no meio nem tão agradáveis dependendo da pessoa. Eu achei ótimo porque está dentro do proposto pelo exemplar, entretanto não é uma situação que todo tipo de pessoa lê.  Mesmo assim já falei para lerem, certo? rs

E vocês, já conheciam a série ou a autora? E o que acharam? Gostariam de ler? Deixa nos comentários!

21 comentários :

  1. Olá Carol, tudo bem?
    Não conhecia a série, mas o primeiro livro já me conquistou. Gosto de histórias clichês, e agora que você disse que vai muito além do que já conhecemos, fiquei mais curiosa ainda. Já está na lista.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Eu ainda não li essa série mas comecei o sexto livro agora, porém, não consegui me apegar muito a história e nem aos personagens, mas vou tentar ler mesmo assim.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Oi Carool!
    Não conhecia o livro, mas parece ser daqueles interessantes. Essas coisas improváveis sempre me atraem. E um tatuador bonitão? Parece cool hahaha
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sério que é tudo isso? Passei diversas vezes por esse livro e nunca me senti atraída. Agora acho que devo dar mais uma chance a ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Lendo a sinopse, achei que ia ser a história mais clichê do mundo, mas como você diz que surpreende, fiquei curiosa.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia a série.... Confesso que curto mais o lugar incomum mesmo. Os clichês são muito batidos e nada de novo trazem... Fico em estado "sonífero" quando leio algo que "já li". Teria que ler para ver aonde a história surpreende... Mas também confesso que me dá certa preguiça. Precisamos de algo novo! Sempre! Ainda que não dê certo!

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto do gênero e ainda não conhecia a série, realmente é mais do mesmo mas até que me deixou interessada. Gostei da sua resenha, ficou bem detalhada e sincera.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Owmm eu amo essa serie. O gênero é um dos meus favoritos e realmente não tem como não se encantar com a leitura. Concordo com você é uma leitura fluida e linda e uma narrativa maravilhosa. Que bom que você já adquiriu toda a serie tenho certeza de que você vai amar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Acho que já li um livros dessa série e curtir, não sei porque não continuei.
    Acho que dentro do gênero ao qual pertence, a trama é bem interessante e com certeza me deixa animada para ler.
    Sendo também uma leitura fluida já me deixa ligada, sentido falta disso em muitos livros que estou lendo.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Eu li essa série quando ainda disponível em inglês e tinha gostado bastante, mas ainda não conferi como ficou traduzida.
    Todos os personagens são bem cativantes a sua maneira.
    Espero que sua leitura continue sendo agradável, e em breve te conto qual o meu mocinho favorito hehehehe
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  11. Oiee Carol ^^
    Tão bom ser surpreendida por uma história para a qual já tínhamos expectativas, né? Eu já tinha visto sobre esse livro antes, mas como estou fugindo um pouco dos romances, principalmente dos NAs, não o leria agora. Fico feliz em saber que você gostou tanto desse livro, espero que os próximos também sejam muito bons :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Oiii
    Não me interessei pelo livro, apesar dos pontos levantados ainda não consigo desassociar a imagem de clichê da minha cabeça. YA já foi uma gênero que li muito, mas estou tentando abrir as minhas opções e estou com uma vontade imensa de ler gêneros mais 'obscuros' como thriller psicológico no momento. Quem sabe num futuro eu repense a decisão.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Nossa, pela sua empolgação com à resenha sem dúvidas foi uma leitura e tanto em? Kkk. Confesso que à obra não faz bem o meu estilo de leitura, mas não tiro o mérito que à mesma deve ser. Achei bacana à autora não deixar os secundários apenas como personagens avulsos. Até mais ver
    Bjks

    ResponderExcluir
  14. OIe,
    Já dizia a minha avó que os opostos se atraem. hahaha Um Bad boy e uma moça certinha..
    Confesso que não gosto muito de romances nesse estilo, com uma pegada erótica, mas que continuam clichês na história principal. Boa sorte om a leitura dos próximos volumes. Mesmo com a resenha muito bem escrita, vou deixar passar a indicação.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  15. Oie
    Não costumo ler romance hot, não pq eu não gosto, mas pq sou autora e escrevo esse gênero, aí evito ler para não misturar as estações, ainda mais esse livro que tem o título parecido com um dos meus 😫. Mas curti sua resenha e sua empolgação, também acho muito importante não focar o enredo apenas no casal principal e dar mais espaço para os secundários, aproveito para te convidar a ler minha obra, chamada: Em seus Braços,

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Apesar de ser um livro que me agrade muito, pois amo romances assim, este eu não leria por fazer parte de uma série, e como estou fugindo de livros assim, esse eu deixaria mais para o final da fila, rs.
    Adorei a sua resenha e as fotos também ficaram lindas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. olha, apesar de nao curtir o gênero, achei sua resenha bem escrita... eu não leio esses romances em parte pelos clichês... sobre o bad boy tatuado, ja vi em outros personagens descrição semelhante...
    espero que você aprecie a leitura dos demais volumes da série...
    bj...

    ResponderExcluir
  18. Oi, Carol!
    Eu gosto de histórias reais, mas não consigo me encantar pelos romances clichês, não sei se isso parece um absurdo, mas não fiquei muito tocada pela história do casal! Mas, espero que outras pessoas aproveitem o livro, pois afinal, cada um tem sua preferência e é isso que é bom, todos temos espaço para ler nossas histórias favoritas! Obrigada pela dica! Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  19. Oiii Ana tudo bem querida?
    Gostei do nome de cara já e fiquei extremamente envolvida com a história e como o enredo se desenvolve, quem sabe futuramente eu leia, sua resenha ficou ótima e suas fotos também.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho que falar que não me chamou atenção em nada. Fiquei com impressão que é mais do mesmo.
    Mas fico feliz que tenha gostado. Que bom que exitem livros pra tipos deferentes de leitores.

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Nao conhecia a broa nem a autora, pela capa jamais poderia imaginar o que poderia rolar dentro do livro... rs.... Gosto mt de livros com essa pegada e fiquei bem curiosa para saber o que esses dois tem de tão opostos que é capaz de torná-los únicos um para o outro. Dica mais que anotada! :)

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir