5 de mai de 2017

[Resenha] O Medo Mais Profundo


Livro: O Medo Mais Profundo #7
Série:
Myron Bolitar
Autor:
Harlan Coben
Editora:
Arqueiro
Páginas:
272
Gênero:
Mistério/Suspense
Nota:
4.5/5

Sinopse: Na época da faculdade, Myron Bolitar teve seu primeiro relacionamento sério, que terminou de forma dolorosa quando a namorada o trocou por seu maior adversário no basquete. Por isso, a última pessoa no mundo que Myron deseja rever é Emily Downing. Assim, ele tem uma grande surpresa quando, anos depois, ela aparece suplicando ajuda. Seu filho de 13 anos, Jeremy, está morrendo e precisa de um transplante de medula óssea – de um doador que sumiu sem deixar vestígios. E a revelação seguinte é ainda mais impactante: Myron é o pai do garoto. Aturdido com a notícia, Myron dá início a uma busca pelo doador. Encontrá-lo, contudo, significa desvendar um mistério sombrio que envolve uma família inescrupulosa, uma série de sequestros e um jornalista em desgraça. Nesse jogo de verdades dolorosas, Myron terá que descobrir uma forma de não perder o filho com quem sequer teve a chance de conviver.

Sabe aquele livro que você começa achando que vai ser previsível e consegue no meio da história ter tantas reviravoltas e tramas que você nem imaginava? O medo mais profundo é um desses. Harlan Coben conseguiu me surpreender de tal maneira que o que eu estava levando dias para ler no meio da história se foi em questão de horas. Esse é um daqueles livros que vai te surpreender.

"— Tempo e esperança plantam as sementes do desespero. [...] A morte é um término e os términos impedem o plantar." Pág 99

Em um medo mais profundo, Myron Bolitar é um agente esportivo e ex-astro do basquete que se depara com a notícia mais chocante de sua vida: ele tem um filho. E como se não bastasse isso, o garoto está morrendo e o seu possível doador de medula desapareceu sem deixar rastros. Depois de receber a visita de sua ex namorada, Emily Downing, Myron e Win embarcam em uma jornada contra o relógio para achar o doador desaparecido enquanto tem que enfrentar os problemas do passado que veio à tona junto com sua ex namorada.

Confesso que a história começou um pouco parada, contando sobre o relacionamento do Myron e seus pais, de como essa longa convivência o tornou o adulto que ele é no presente. O que eu achava que era um ponto sem muita atração na história me deu base para conhecer as características do personagem principal. Myron não é o típico protagonista frio e valentão, ele toma achocolatado, sonha em ter um relacionamento duradouro que nem dos seus pais, mas ao mesmo tempo ele tem um humor sarcástico e irônico, aquele típico provocador, entende? E isso é o que mais eu gosto nele, de como ele passa pelas situações sem perder esse humor e sem deixar de provocar quem quer que esteja em seu caminho. 

A aparecimento de Emily em sua porta o abalou muito mais que ele deixou transparecer, fantasmas do passado vieram à tona e ele não teve muito tempo para digerir isso. Afinal, como lidar com sua ex namorada (que o trocou pelo seu rival do tempo de escola) vindo a sua porta treze anos depois dizendo que você tem um filho e que esse filho sofre de uma doença rara e está morrendo? E como se não bastasse tudo isso, o único doador possível desapareceu sem deixar rastros. E como se não bastasse isso, Myron ainda tem que lidar com seu pai doente e sua firma indo à falência.

E o que eu pensei que seria apenas um livro sobre a busca do doador desaparecido se tornou um livro eletrizante, com uma trama muito mais envolvente, com mistério de assassinatos e que no final conseguiu responder todas as perguntas em aberto.

 “A ligação telefônica veio do nada. — Qual o seu medo mais profundo? — sussurra a voz. — Feche os olhos e imagine. Você consegue visualizar? A agonia mais terrível? [...] Agora imagine algo muito mais terrível…” Pág 98

Todos os personagens secundários são bem trabalhados e tem seus momentos de destaque. Confesso que não gostei da Emily e do que ela e Greg fizeram com o Myron. Mas Esperanza é um caso à parte, essa mulher consegue descobrir qualquer coisa, e Win que por sinal tem um jeito muito peculiar de gosto para meditação. 

Coben consegue descrever os detalhes sem ficar cansativo, é prazeroso de ler e a narrativa vai fluindo de tal maneira que todas as pontas vão se encaixando e se resolvendo naturalmente. O fato dos capítulos serem curtos também me agradou muito. O modo que ele mistura esse caráter investigativo com humor ácido no dia a dia dos personagens é incrível e bem articulado. 

Recomendo esse livro que, apesar de descobrir depois que ele é o sétimo volume da série Myron Bolitar, você consegue acompanhar sem se perder na história pois ela tem um começo, meio e fim. E quem puder acompanhar a série desde o primeiro volume, fica a dica.

E vocês, já leram ou querem ler O Medo Mais Profundo? O que achou do enredo? Deixa nos comentários.

12 comentários :

  1. Meninaaaaas!!! Qual de vocês escreveu esse post?

    Quase pirei quando vi que sua resenha era sobre um livro do Harlan Coben! Não há descrição de "com que gosto" que eu devorei o que você escreveu sobre "O Medo mais profundo"

    O Harlan é um gênio indomável! Eu simplesmente sou um colecionador de livros dele! Já tenho esse! Já o li, inclusive! E POR INTEIRO! Tenho que me conter para não fazer spoiler! Mas comprem! Comprem! É bárbaro! É incrível! Ele é gênio!

    Preciso complementar que ele é o único escritor a ter recebido a trinca de ases da literatura policial americana: o Anthony, o Shamus e o Edgar Allan Poe, todos justamente por livros da série de Myron Bolitar. O Harlan já foi traduzido para 41 idiomas diferentes e, não obstante, já vendeu mais de 70 milhões de livros! Ou seja: Muuuuuuito rico!

    Na França, ele é conhecido como "o mestre das noites em claro”. Sei tudo isso de cabeça! Porque sou muuuuuuuuuto fã dele!

    Aliás, os excertos que vocês retiraram do livro são excelentes momentos. Se bem que, para mim, todos os momentos dos livros dele são ótimos!

    Genial! Comprem! Comprem! Comprem! Super recomendo também! Recomendo a série toda!

    Amei o Post! Tanto que vou seguir o blog de vocês! Só pelo bom gosto da indicação!

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Me deparando com a sua resenha me lembrei que desde quando entrei nessa vida de blogueira, sempre prometo que vou ler algum livro do autor e até hoje,nada. Uma vergonha eu sei.
    Amo livros que me deixa zonza na trama, em que são tantos acontecimentos que não sei qual comprar como verdadeiro. Preciso ler um livro dele!
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não conhecia essa ator, apesar de já ter recebido indicações antes, nenhuma delas me deixou tão intrigada quanto a de vocês.
    Acontece que sempre ouvi que o livro era muito bom e bem clichê. Nunca me passou pela cabeça que ele tivesse uma boa construção.
    Agora estou com vontade de ler e descobrir quais são os mistérios que envolvem Myron.
    Tô necessitada desse livro.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Primeiro preciso dizer que estou apaixonada pelo seu blog, achei ele lindissimo, meus parabens.
    Agora vamos a resenha, gente enlouqueci, quero muito ler, mais muito mesmo, imagino que o final seja realmente surpreendente o que me instiga mais ainda a lê-lo, nunca havia ouvido falar, mas para ser sincera vou tentar ler o primeiro da série Myron Bolitar antes, quem sabe eu me apaixono e logo chego no sétimo.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sou muito fã do Harlan Coben e dos seus livros e caio de amores por essa série que é magnífica. Não considero esse o melhor livro da série mas o achei muito bom e trouxe informações muito relevantes para entendermos melhor o Myron. Também li esse volume sem saber que era o sétimo, mas se tem uma coisa boa nessa série é que não tem problema a ler fora de ordem pois apesar da sequência cronológica as histórias não possuem grandes ligações.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Sou fã do Coben e ele sempre acaba me surpreendendo com seus finais. eu acabei lendo a série fora de ordem, mas quero vê se compro todos os volumes e então ler na ordem correta.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Gostei muito da resenha
    Amando seu blog,esse tipo de gênero me agrada bastante,gostaria muito de ter o livro,a autora não conhecia por isso deu mais vontade de ler,parabéns pelo blog bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Como ainda não li nada desse autor, nenhum livro, fico com um pouco de receio de adquirir alguma obra e acabar não curtindo muito. Pelo que vejo a construção do mistério que ele cria e a evolução da história e muito boa, a ponto de envolver o leitor do começo ao fim da história. Tenho muita curiosidade em ler algo dele, quem sabe começo por essa obra.

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Sou louca para ler algo do autor, e esse livro é o que mais desperta meu interesse. Parece ser uma leitura eletrizante, de tirar o fôlego e repleta de mistérios e reviravoltas.
    Sua resenha aumentou ainda mais minha vontade de ler o livro. E espero realizar essa leitura em breve. <3
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Então, tenho maior vontade de ler o Harlan e essa série dele me chama sempre atenção. Vejo sempre comentários positivos e to tomando coragem pra encarar essas obras.
    Me parece uma série cheia de altos e baixos e também com uma boa dose de suspense, que são coisas que eu adoro em uma leitura.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  11. oie. nossa, que resenha bem construída, me deixou com vontade de ler, embora eu não seja a maior fã do coben, e só gostei de um dos seus livros que li. Gostei de saber desses relatos do passado e das relações de Myron, gosto de saber detalhes sobre as pessoas/personagens. e que legal que você conseguiu se situar bem no livro.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Sempre vi muita gente falando super bem desse livro e da escrita do autor, então tenho muita curiosidade em conhecer, principalmente começando por esse livro, apesar de ser no meio da série. Adorei a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir