31 de mai de 2017

[Resenha] Príncipe Mecânico

Livro: Príncipe Mecânico #2
Série: Trilogia As Peças Infernais
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Gênero: Fantasia/Romance
Nota: 5/5
Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres (ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada) foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.

Cassandra Clare não acabou com meu coração. Ela destraçou, me entregou e avisou: tem mais histórias pela frente. E pensar que apesar dos elogios rasgados por Peças Infernais, nunca imaginei que Príncipe Mecânico fosse ser um carrossel de emoções. Até o momento, com certeza é o melhor da trilogia.

Após o primeiro confronto com Mortmain, Tessa Gray está com mais perguntas que respostas. Com sua origem ainda desconhecida, junto de Will, Jem e todos que vivem no Instituto de Londres, tentará capturar Mortmain para entender o porquê dessa vingança contra todos os Caçadores de Sombra. Contudo, como nunca nada é fácil, essa busca envolverá várias pessoas que colaboram com as informações ou não, e principalmente situações perigosas afinal ela ainda é um alvo.



Paralelamente Will e Jem estão deixando-a cada vez mais confusa. Seus sentimentos ficam conturbados pelas ações dos dois — quando um se afasta o outro aproxima, quando um decepciona o outro auxilia — fazendo com que não saiba o que pensar ou agir. Seu coração diz uma coisa, porém a razão diz outra. Como será que ela lidará com os acontecimentos? E principalmente, na busca desse inimigo, Tessa se perderá ou se encontrará?

Terminei o livro me perguntando o que Cassandra Clare fez?! Quando pensamos que ela não pode e não vai piorar a situação que já é péssima, pode ter certeza que está enganado. A facilidade que a autora faz reviravoltas atrás de reviravoltas, criando um universo e expandindo-o de maneiras inacreditáveis, é de surpreender. Não é à toa que a série está tornando-se minha favorita.

O desenvolvimento do enredo foi bem produtivo ao mesmo tempo que foi retraído para grandes revelações virem no sucessor e último volume. Eram muitas perguntas. Apesar de satisfazer nossa curiosidade com algumas respostas, mais questionamentos eram gerados a partir dessas respostas. É um ciclo que te vicia a ler sem parar e quando vê já está terminando as páginas. A essência da fluidez da escrita está nisso, em trazer a narrativa para você de modo que não queira parar. É fascinante como é natural ao ser humano que a cada descoberta gere mais dúvidas.

"Tessa respirou fundo. Passara o dia ansiosa para procurar Will, preocupada com ele, imaginando onde estaria, mas agora que estavam indo para o coração sombrio de Londres, só conseguia sentir medo." pág. 149

Sua característica principal — deixar plot twist nas páginas finais, fazendo uma reviravolta atrás da outra — está evoluída. Confesso que eu esperava menos intensidade do que os acontecimentos deixam. É tão de deixar o queixo caído que você se pergunta como não pensou naquilo antes? É literalmente fantástico e vale a pena porque mostra um avanço nessa formulação. Aprender com suas falhas anteriores e melhorá-las são para poucos.

E aquela sensação de você ser amiga(o) dos personagens!? De estar tão conectados com eles que se sente parte da trama!? Isso é bem definido e escancarado com o trio principal. Wil, Jem e Tessa te conquistam de uma forma que você fica abismado quando algumas situações acontecem. É fato que teremos um triângulo amoroso, e pela primeira vez, me sinto dividida com quem nossa protagonista deve ficar. É de cortar o coração quando acontece uma cena decisiva com relação ao que esperar dos três.



O destaque maior com certeza irá para o amadurecimento do Will. Tinha falado que achava-o parecido com o Jace de Instrumentos Mortais na primeira resenha, e ainda mantenho minha opinião, mas reforço novamente que parece ser uma versão evoluída. Muitos pontos são específicos, muitas diferenças são expostas, fazendo com que talvez quem não tenha gostado tanto da outra série, possa se arriscar em Peças Infernais — já que a maioria das reclamações se partem por causa dos personagens.

Defendo novamente que parece ser de longe a melhor escrita do mundo dos Caçadores de Sombras. Explorar outra vertente de um sistema já conhecido sem torna-se repetitiva é difícil. Até porque você quer elementos novos — ainda mais em fantasia — só que de modo que não desmonte o que já temos de informação. E a entrada da época da Revolução Industrial foi fundamental em trazer novos conhecimentos. Bem explorada, enriqueceu algo que já poderia enjoar os fãs. Tiro meu chapéu por tudo que foi feito.

Estou maravilhada com o que encontrei e o que posso esperar em Princesa Mecânica. Chegamos um ponto da trama que teremos que cair de cabeça com o que vier. Apesar de ter noção do que possa acontecer por causa da ordem cronológica de leitura confusa do mundo Shadowhunter, tem muitas aspectos que não foram expostos. E estou bem ansiosa do que esperar até mesmo por causa da última página: Cassandra terminar o volume com toque de maestria. Ah e duvido você conseguir acertar!

"— Gosto dele — disse —, mesmo que não devesse. No começo achei que ele fosse apenas uma coisinha venenosa e bonita, mas já mudei de ideia. Existe uma alma sob toda esta bravata. E ele é muito vivo, uma das pessoas mais vivas que já conheci. Quando ele sente alguma coisa, é tão brilhante e afiado quanto um raio." pág. 240

Na parte física, diagramação é a padrão da editora, revisão sem nenhum erro aparente, e a capa igual ao original — infelizmente a minha não é holográfica.  A narrativa é feita em 3° pessoa.

E vocês, já leram Peças Infernais? Tem vontade? Deixa nos comentários!

30 comentários :

  1. Oiii Carol tudo bem?
    Acho tão linda essa edição que fico sempre a babar de encantamento, não é uma obra que me agrada muito, mas quem sabe futuramente meu gosto acabe se modificando, otima resenha e lindas fotos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Bom que o personagem amadureceu. Que bom que você está maravilhada com a espera de Princesa Mecânica. Ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho vontade faz tempo. E sua resenha só aumentou essa minha vontade. Beijos'

    ResponderExcluir
  3. Ahhh Carol! Para! Vc já me convenceu a ler essa trilogia. rss
    E os outros livros também. Só me resta perguntar... quando terei minha vida de volta? Bjus

    ResponderExcluir
  4. Olá Carol,
    eu gosto muito de Instrumentos Mortais, mas As Peças Infernais é a coleção do meu coração, ali Cassandra me empolgou, destroçou e invadiu meu coração. Sua resenha descreveu muito bem toda a trama e como a Cassie nos faz sentir, amei, ler suas palavras me fez querer ler a série novamente, obrigada por isso.

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  5. Olá!!! Após um profundo suspiro, tenho que dizer que eu amo a escrita da Cassandra! Senti tudo o que você descreveu sobre as reviravoltas e sensações que ela provoca em seus personagens e em nós, seus leitores. De fato, ela consegue trazer frescor a um mundo de lendas já tão exploradas, nos deixando à vontade e ao mesmo tempo surpreendendo!!! Adorooooo <3

    www.blogpapelpapel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu simplesmente adoro essa série e todas as suas nuances. Acho que a editora caprichou no projeto gráfico e mesmo com um tempinho de lançado ainda continua atraindo muitos leitores.
    Adorei suas considerações!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Esse é um livro que não tenho vontade de ler e essa é a primeira resenha que leio dele. Adorei sua resenha, mas passo a dica desta vez! Também nunca li nada dessa autora, mas acredito que deve ser bom, já que se trata de uma série!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi linda,

    Eu ainda não criei coragem para conhecer a escrita da Cassandra. Tenho A Dama da Meia-Noite aqui, mas a preguiça por ser uma série mega extensa me deixa quieta, porém depois que eu apresentar meu TCC eu encaro essa preguiça e desânimo e leia a série Shadowhunters.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu fico feliz que tanta gente ame os livros da Cassandra Clare mas eu sinceramente não os leio e nem tenho vontade mais. Fazer o quê? Às vezes não tem química nenhuma entre a escrita do autor e você.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carool! Se você acha que esse volume destroçou o seu coração espere para ver o último haha. Concordo plenamente, Cassandra Clare tem uma escrita envolvente e muito viciante, eu não curto triângulos amorosos, mas ela fez com que, assim como a Tessa, os leitores também tivessem a dúvida de qual dos dois seria o escolhido por ela, e o Will e o Jem são maravilhosooos! Eu me lembro de ganhar o segundo e o terceiro volume no meu aniversário e foi o melhor presente da minha vida haha,porém eu li em três dias cada um, depois fiquei com uma ressaca literária gigante. Sua resenha está linda! Fiquei feliz por saber que você teve os mesmos sentimentos que eu, ansiosa para saber a sua opinião do último. Bjss!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia, mas fiquei com muita vontade de ler, sim!
    Pela forma empolgante que você falou do livro, me pareceu uma história muito bacana e interessante.
    Grata pela indicação! Beijos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  12. Olá Carool, tudo bem?

    Eu já conhecia o livro, mas mesmo com sua bela resenha, ainda não fui convencido, não me despertou a vontade de ler a série. Eu sim, adorei as fotos, ficaram belas. Está de parabéns pela publicação, ficou competente!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Essa capa já deixa a gente com vontade de devorar o livro! Com essa resenha então, acho que ele vai furar a fila!

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Olá! Por alguma razão que não consigo explicar, nunca li Cassandra Clare ou me senti particularmente empolgada com a série. Talvez seja questão de momento. A sua resenha é bem clara sobre o cuidado da autora com o universo que ela criou e o desenvolvimento dos personagens. Obrigada pela sua indicação. Vou pensar na série. Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Olaa
    Tentei ler uma vez uma obra da Cassandra, porem infelizmente não funcionou comigo, hahaha não meu julguem
    Porem dr tanto ver resenhas e post e fora que as capas são divinas
    Acho que vou tentar de novo
    Beijos
    Adorei

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Esse gênero não me seduz, mesmo com capas lindas e holográficas, não é o tipo de leitura que procuro, mas que bom que você curtiu!

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Sou completamente apaixonada por essa série, é a minha série preferida da Cassandra. Realmente o final deste livro nos deixa sem chão, mas preciso dizer que “princesa mecânica” é simplesmente perfeito e vc vai amar!! Boa leitura!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  18. Olá! Acho linda essa série, eu tenho mas ainda não li todos. Muito boa sua resenha. Em breve estarei compartilhando a indicação também, bjoo

    ResponderExcluir
  19. Heiii, tudo bem?
    Como nao amar Trilogia As Peças Infernais???
    Na verdade com nao amar tudo que a Cassandra Clare lança ne?
    Essa trilogia é daquelas pra ler e ficar no chão.
    Foi otimo relembrar da historia aqui e já fiquei com saudades de ler tudo de novo.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  20. Oi!! Sua resenha é bem empolgante sobre a serie, me fez ter vontade de ler. Eu comecei a serie Instrumentos mortais, mas não consegui terminar a serie. Quem sabe um dia dou uma chance para Peças Infernais. Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem? Eu ainda não li essa série e também não terminei "Instrumentos Mortais", na verdade empaquei no segundo volume. Espero poder mudar isso o mais breve possível. Possuo esta série em questão em e-book, então acredito que será mais fácil realizar a leitura. Espero gostar. Sua resenha está ótima! Obrigada pela dica e até mais.

    ResponderExcluir
  22. Não me julgue haha mas eu tenho preguicinha dos livros da cassandra. Ela faz séries bem longas e eu não sou muito fã disso. Já tentei ler e não fluiu. Não posso opinar muito sobre o livro, mas sua resenha foi empolgante e nitidamente tu curtiu bastante a leitura (apesar dela ter dilacerado seu coração, mas acho que isso é o objetivo).
    Www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  23. Oieee, quando resolvi ler os livros desta serie não esperava gostar tanto a CC tem um jeito de nos prender em seus livros que não tem como largar! gostei bastante e espero ler mais da autora.

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. olá não conheço a série, mas amei a capa. A Record como sempre arrasando na capa quanto na diagramação. Nunca li nada sobre a Cassandra, apesar de saber que é uma escritora muito famosa.

    Adorei a sua postagem, esta de parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oiee, tudo bom? Eu li os dois primeiros da serie Instrumentos Mortais e lembro que gostei bastante! E sim, Clare é a rainha do plot twist! Hahahah Seus finais são sempre arrebatadores e deixam o leitor curioso para saber o que irá acontecer. Tenho vontade de reler os dois que li e ler o restante, inclusive essa trilogia, pois adoro esse mundo que ela criou <3 Gostei da resenha!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Oi Carool, sua linda, tudo bem?
    OMG!!!! Seu texto está apaixonante, quanta empolgação. Não tem como sair daqui agora e não querer ler essa trilogia urgente. Eu concordo com você, sempre fiquei curiosa com a história que a autora iria contar aqui, já que existe uma série anterior, a impressão é de que não haveria muito o que explorar. Por isso estou impressionada com a qualidade da obra. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá...

    Tenho bastante curiosidade de ler essa trilogia. Adorei a resenha e fiquei ainda mais interessada em fazer a leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Essa trilogia está na minha lista de leitura tem tempo, mas ainda não me aventurei nela nem sei o por que. Toda vez que leio resenhas como a sua lembro que "preciso" conhecer essa história.rs.

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    A Cassandra realmente consegue estraçalhar o nosso coração. Eu ainda não tive a oportunidade de ler essa série, mas já li todas as outras dela e sou simplesmente apaixonada pelo universo que ela criou. Adorei poder conferir a sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Ah eu amo tanto o universo criado pela Cassandra Clare, que sou suspeita para falar.
    Gosto como as séries se encaixam, como uma complementa a outra.
    Dá até um aperto aqui de vontade de ler tudo de novo!
    Essa trilogia eu até tenho resenha também :)

    Boutique de Clichês

    ResponderExcluir