9 de set de 2017

[Resenha] Submissa

Livro: Submissa #1
Série: The Enforcers
Autora: Maya Banks
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Gênero: Romance/Erótico
Nota: 1/5
Eles não seguem as regras. Eles fazem as regras. Uma nova série que vai mexer com você da cabeça aos pés. Poder, sedução, dinheiro, submissão, dominação, dor e prazer… Nesse jogo que está prestes a começar, o amor não entra nas regras. Será que você está preparada? Evangeline nunca soube o que é viver no luxo, pois sempre teve que trabalhar duro para ajudar os pais e conseguir sobreviver em Nova York. Típica garota do interior, sente-se deslocada em meio à metrópole e percebe que ingenuidade e sinceridade, que sempre foram suas características mais marcantes, são vistas como defeitos pelos nova-iorquinos e, principalmente, por seu ex-namorado que a seduziu e a abandonou. Ele se apossa do que quer, sem remorso e sem culpa. Drake Donovan é um magnata do entretenimento e um dos milionários mais cobiçados do mundo. Ele e seus “irmãos” ergueram um império em Nova York, e o seu maior empreendimento é a badaladíssima Impulse, a casa noturna mais exclusiva da cidade. Acostumado a ter todos na palma da mão, Drake sente seu inabalável mundo balançar quando vê uma jovem com ar angelical e inocente perdida em sua boate. Quem era aquela garota? Ele não tem ideia, mas de uma coisa tem certeza: ela será dele! Ela não sabe se é capaz de dar o que ele deseja. Incentivada pelas amigas, ir sozinha à Impulse parece o plano perfeito para Evangeline se vingar do ex-namorado canalha. Mas o que está prestes a acontecer vai mudar sua vida para sempre. Uma proposta… Uma tentadora oportunidade de ter tudo aquilo que nem em sonhos ela imaginaria possível. O preço? Submissão total e completa.

Ganhei o primeiro volume da série no Clube do Livro da Gutenberg. Quase morri ao descobrir que era uma trilogia.

 #ochorélivre
Já estava no meio da leitura quando descobri essa informação, então decidi terminar a leitura mesmo não tendo gostado de nada. Eu até sou fã dessas histórias de dominador/submissa, mas aqui não consegui me identificar com a protagonista e nem com o "mocinho". Eu sei que por ser trilogia, a primeira trama tende a ser superficial e não envolve muito sentimento. Contudo, Evangeline é insegura, imatura, sem personalidade e todas as outras características que vocês podem pensar para essas mocinhas submissas. Só que ela apresenta momentos de lucidez ao desafiar os guarda costas gatos que encontra durante o (longo?) período de uma semana.


Drake Donovan segue o padrão: dominador, rico, com passado obscuro, superprotetor e por aí vai. Quem realmente rouba a cena são os guarda costas que ele escala para cuidar da Evangeline enquanto trabalha e não pode dar atenção a ela. Fiquei curiosa com eles, queria história com cada um, mas acho que isso é só meu subconsciente tentando gostar de alguma coisa.

"— Se quer me interrogar, poderia ao menos continuar a fabulosa massagem nos meus pés - ela disse, com uma voz desgostosa." pág. 62

Evangeline tem momentos de coragem e rebeldia, mas rapidamente se deixa ser apaziguada e traz a culpa pra ela. Ela tem um alto índice de culpabilidade. Isso me incomodava demais. A pior cena é quando Drake diz que os pais a contactarão através dele. Fiquei chocada com as reações dela e dali em diante tudo que o casal protagonista fazia me irritava. Outra coisa que odiei foi a relação de submissão que "Vangie" já enfrentava com as amigas. OI???? A menina é abandonada na primeira oportunidade só porque a amiga-rainha-de-todas não gosta da resposta da Evangeline. As outras não tem voz na situação e escolhem o lado, deixando a rejeitada em uma situação delicada. Por causa dessa separação, o final do livro é o ponto alto de toda a trama. 

"Evangeline abriu a tampa, enfiou a mão lá dentro e, para a completa surpresa de Drake, tirou um dos cupcakes que tinha lhe dado como sobremesa na noite anterior. Ela segurou o bolinho sob o nariz de Maddox para provocá-lo. — Melhor agora?" pág. 35 

Maya Banks conseguiu a proeza de me deixar curiosa com o que acontecerá com o casal principal agora de Drake cagou a porra toda. Sabemos que Drake comanda um império mafioso e perigoso, e pensando estar protegendo Evangeline, ele arrasa com ela no único momento de segurança e rebeldia que a coitada resolve ter. Arrasada, ela faz o que? hein hein hein?!?!


Isso mesmo que vocês pensaram. Agora Drake Donovan precisa correr contra o tempo antes que seus inimigos encontrem seu bem mais precioso.
"— Você é a única coisa boa na minha vida. O único sol que já tive em uma vida mergulhada em cinza. Não posso viver sem você." pág. 283

Observação bem banal, mas importante: O título original é Mastered. Eu traduziria como Dominada (que faz total sentido) e evitaria a confusão com outra trilogia da autora lançada aqui no Brasil: The Surrender.  Mesmo tendo odiado a construção da história preciso ler o que vai acontecer. Eu sei, tenho problemas :'( Mas é isso que nos faz leitoras compulsivas. E vocês? Já leram? Concordam o discordam comigo? Deixem nos comentários.

0 comentários :

Postar um comentário

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)