21 de out de 2017

[Resenha] Confesse

em 21 de out de 2017

17 comentários
Livro: Confesse
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Gênero: New Adult / Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless. Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

Posso ler diversos livros da Colleen Hoover, e sei que os sentimentos de quando abro seus livros nunca mudará. Drama, dor, choro, perseverança, esperança e felicidade, são alguns dos elementos que se mistura num caleidoscópio de emoções, fazendo com que suas obras me toquem de maneira única. E apesar de sempre ser surpreendida, Confesse me conquistou mais do que imaginava, afinal ainda é Colleen Hoover.

Auburn Reed aos 20 anos conhece as alegrias e tristezas da vida maiormente que vários adultos. Indo morar em uma cidade onde não conhece ninguém e não é bem acolhida, ela tem um objetivo bem específico na vida. Contudo, tudo pode ser perdido quando ela conhece Owen Gentry, um artista que possui uma galeria famosa e que acaba contratando-a para trabalhar em um dia especial. Ele possui segredos. Ela possui segredos. Será capaz dela arriscar seu objetivo para ir atrás do amor? E Owen, qual sua confissão que o faz guardar tantos segredos e mentiras?


Após ler 9 enredos da autora, pensava que conhecia e entendia todos seus esquemas de escrita. Mas Confesse veio como uma tapa na cara. Usando alguns artifícios antigos — que ainda considero atraentes — somado a novos que dão "corpo" ao volume, ficou algo ótimo e interessante tanto para aqueles que querem conhecê-la, quanto para aqueles que já são fãs. Temos uma obra completa no sentido artístico aliado ao emocional. É impossível sair sem derramar algumas lágrimas.

O inicial "tiro no escuro" em que temos informações soltas sem aprofundamentos nos problemas e dramas pessoais, funciona e deixa-nos surpreso na medida do possível. Característico da escrita da CoHo, a omissão de partes importantes da vida de ambos, faz com que no decorrer da revelação dos os elementos, montemos um quebra cabeça. E principalmente o segredo do Owen, nos deixa de queixo caído. Não foi algo que passou pela minha cabeça — e particularmente gosto bastante de surpresas — e outro que perpassou a cair na obviedade, também choca que no caso são as surpresas da Auburn. Conteúdos reais e da atualidade que gera identificação pessoal.

"Que par nós dois formamos. Quero tanto lhe contar a verdade, mas também sei que a verdade não vai melhorar as coisas entre nós. A verdade faz menos sentido que a mentira, e nem sei mais qual das duas eu deveria escolher." pág. 111

Outro ponto positivo é a personalidade dos protagonistas. São construções tão explicadas e fundamentadas, que é impossível não se apaixonar. Cativantes, engraçados, dosados nos ideais de dramas e reflexões, arrisco a dizer que é um dos melhores casais da autora que leio em tempos. Essa carga dramática "pesada" sempre me conquista. É esse peso maior na tensão que a faz ser diferente das demais escritoras.

Em poucas páginas somos conduzidos numa avalanche amorosa, que mostra o quão real pode ser o sofrimento — mesmo aliado a ficção. As dores, as perdas e a carga emocional são indescritíveis. A cada novo exemplar, vemos que seus pontos essenciais não se perdem, só melhoram. O único ponto negativo que vejo é a construção do romance ter se situado de forma rápida. O desenvolvimento foi instantâneo — apesar de nas páginas finais existir a explicação desse instalove — o que confesso me fez iniciar a leitura com um pé atrás. Porém, a medida que somos melhores introduzidos e entendemos as motivações reais, a aceitação vem.


De forma geral Confesse entrou para o ranking dos meus favoritos. Foi uma história que me tocou por ter essa assimilação com os temas explorados, e com isso renovei minhas expectativas com o que esperar pela frente dela — Novembro, 9 que foi o último lido meu dela não me agradou quanto esperava. Recomendo bastante pois um NA/YA que nos faz enxergar a vida como ela é, aliado a esperança de algo melhor, é o que mais precisamos nos jovens. Não irá se arrepender!

Na parte física, gostei do esforço da editora em tentar uma capa parecida com a original, então não tenho muito o que reclamar — apesar das diferenças serem "gritantes". Nada tão aparentemente errado na revisão, e a diagramação é a padrão da editora. A narrativa é feito pelo ponto de vista dos dois protagonistas em primeira pessoa.

"Minha mãe diz que há pessoas que você encontra e, depois, passa a conhecer melhor, e que há pessoas que você encontra e já conhece bem. Sinto como se Owen fosse esse segundo tipo." pág. 169

Já quero ler um próximo livro? Sim já quero, entretanto acho que minha cota dela esse ano já estourou. Esperemos então. E vocês, já leram Confesse? Sentem vontade ou conhecem Colleen Hoover? Deixa nos comentários! 

17 comentários :

  1. Olá
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e fiquei bem empolgada para ler esse livro depois de ter lido a sua. Confesso que fiquei bem curiosa para saber mais sobre essa trama da Colleen.
    Gostei do seu blog e estou te seguindo
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Ainda não tive oportunidade de ler nada da autora mas tenho vontade.Esse parece ser uma boa pedida, pelo que li na sua resenha o casal agrada e vai fazer chorar,rs. Já adicionei na minha lista de desejados.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oiii

    Colleen é uma dessas autoras que seus livros nunca deixam ninguém indifernte, ou a gente ama ou a gente detesta, não fica ninguém no meio termo. Confesse é um dos livros que vejo sendo dos mais elogiados da autora e eu tenho bastante curiosidade em conferir essa história (mas cadê tempo pra isso?). A capa é linda demais!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nove... to boba. Nunca li nada dela e olha que só vejo elogios.
    Amo leitura que tira lágrimas rsrs e fiquei curiosa quanto as identificações com a atualidade. Céus eu preciso ler alguma coisa dessa mulher.
    Dica anotada.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eita, que resenha!
    Eu morro de vontade de ler esse livro e a sua resenha só conseguiu me deixar ainda mais curiosa. Acho a premissa desta obra completamente envolvente e não vejo a hora de ler.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Nunca li nada da autora, mas de jeito nenhum por falta de vontade, pois sou doida para conhecer a escrita dela que sempre é tão elogiada pelos leitores. Adorei tua resenha e essa é uma obra que certamente irei ler!

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu amo muito os livros desta aurora e eu tenho certeza que esse livro eu vou amar e muito. E a sua resenha só confirmou a minha certeza

    ResponderExcluir
  8. Oi Carol,
    Já li alguns livros da autora, mas não li Confesse ainda.
    Fiquei contente por você ter curtido tanto assim a leitura e por indicá-la. Acho que para ler e curtir os livros da autora, precisamos fazer a leitura com os olhos vendados, sem preconceito e esperar muito, sabe?
    Sua resenha está tão encantadora que estou quase pegando o livro na estante para ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi! Acredita que nunca li Colleen Hoover? Mesmo não sendo bem meu gênero, me parece uma história bem interessante, cheia de mistério e tal. Gostei bastante dos trechos que tu escolheu também, especialmente esse último. Vou colocar "Confesse" na lista de livros para ler quando terminar a TBR gigante que já tenho hauhauahau
    Parabéns pela resenha ^^

    Bjs da Cami

    ResponderExcluir
  10. OMG, sou apaixonada por essa capa! Sua resenha está incrível e fiquei mais curiosa ainda para conferir essa obra, a CoHo arrasa na sua escrita com uma pitada certa de romance e drama. Dica anotada, bjss!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Sou apaixonada nesse livro. Na verdade em tudo que a CoHo escreve. Esse em especial têm uma carga dramática muito envolvente e a cada página fiquei mais curiosa sobre o destino desses personagens. Existe um capítulo extra contando mais sobre uma cena que vale a pena ler.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho sérios problemas com a Coleen, eu gosto mas não amo. E eu queria muito amar. Estou com esse livro aqui e vou ler em breve, adorei ter a sua resenha p me fez ter um a maior vontade de ler e o que esperar.
    Obrigada.
    ps: adorei o cota de livros por ano pra autor rs.
    Elisabete Silva

    ResponderExcluir
  13. Oiii!

    Acredita que eu nunca li nada da autora?? hahaha não tenho tanta curiosidade em conhecer essa obra nem a escrita dela.
    Gostei da sua resenha e da sinceridade em relação a leitura.

    beijnhos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem? Eu gosto muito de dramas, mas às vezes eles acabam me cansando. Ainda assim, quero muito ler algo dessa autora, que ainda não li. Ia começar por O lado feio do amor, mas acabei fazendo TCC e, esse semestre, peguei outros livros, aí esqueci... Mas os livros dela parecem muito bons e bem elogiados, quero muito conhecê-los! ^^ Sua resenha me fez querer muito ler este! :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Ainda não li nada da CoHo, acredita? Tenho vontade de ler justamente o Novembro 9, que uma amiga leu e amou! Como os livros dela são muito elogiados, é claro que tentarei ler o mais rápido possível.

    ResponderExcluir
  16. Oi Carol! Não conheço nenhum livro da autora, mas parece que você recomenda bastante, rs. Não é meu estilo de livro, não curto New Adults principalmente porque eu não curto muito histórias com tanto romance. Mas que bom que você gostou tanto! Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Amo muito quase tudo o que já li da autora, dos lançados por aqui só falta esse, inclusive. Já comprei, só falta tempo mesmo. Adorei saber que você gostou tanto, que foi um dos seus desenvolvimentos preferidos, a Colleen realmente costuma nos oferecer esse caleidoscópio de emoções em que amo entrar.

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)

TOPO