25 de nov de 2017

[Resenha] Como Agarrar Uma Herdeira

em 25 de nov de 2017

12 comentários
Livro: Como Agarrar Uma Herdeira #1
Série: Agentes da Coroa
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Gênero: Romance de Época
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐
Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou. Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso. A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente. 

Após 9 meses sem ler romance de época, e com nenhum incentivo à voltar, eis que Arqueiro lança a duologia Agentes da Coroa. Nada como Julia Quinn — primeira autora a me fazer conhecer os romances de época — para reencontrar a vontade de ler o gênero novamente. Diferente e ao mesmo tão característico da autora, Como Agarrar uma Herdeira agrada todos que leem.

Caroline Trent possui uma herança que só poderá conduzir quando completar 21 anos. Antes, e agora com 20, ela passa por vários tutores que de alguma forma ou outra acabam só se interessando pela soma de dinheiro que vem como sua bagagem, deixando-a de lado. Sendo este último, Oliver, o pior de todos, Caroline tomará um susto ao tentar ser estuprada pelo filho dele, Percy. Com uma saída para lá de inusitada da situação, quando ela pensa em se esconder até completar a idade que terá acesso a seu dinheiro, ela acaba sendo sequestrada por Blake Ravenscroft.


Blake acha que ela é a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, a quem ele deve capturar para completar sua última missão. Ainda sem saber a verdadeira identidade da nossa garota, Blake acaba levando-a para sua casa e lá descobre que nem tudo é como aparenta ser. E pior, possui sentimentos confusos surgindo. Porém, seu passado dita que ele não pode se apaixonar mais, ou até mesmo casar, afinal sua última grande paixão acabou morta e deixou cicatrizes profundas. Será capaz de Blake se render ao amor? E Caroline, aceitará ser a segunda na vida dele?

Eu nunca tinha dado tantas risadas e gargalhadas em outro livro do gênero. Cheio de sarcasmo e ironia, os protagonistas com suas personalidades cômicas tiveram papel fundamental em me fazer gostar do livro. Com uma pegada mais leve, ele se diferencia dos demais justamente por esse ar alegre. É difícil você não imaginar as situações em que eles se colocam e não abrir um sorriso. A carta da autora logo nas primeiras páginas fala o quanto foi difícil conhecer a Caroline entretanto, a partir de um determinado momento que conseguiu captar uma característica atípica dela, fluiu. E que característica! A cada início de capítulo temos uma palavra não tão usada no vocabulário que nossa protagonista anota em um caderno junto com uma frase para entender seu significado. É hilário cada frase formada.

"Se suas mãos não estivessem amarradas, Caroline teria batido palmas de alegria. Ela não teria conseguido fugir de modo mais eficaz de Prewitt Hall nem se tivesse arranjado transporte por conta própria." pág. 25

Uma mistura também de aventura, suspense e ação trazida pela profissão do protagonista — e que dá o nome da duologia — deixa o pacote completo de um perfeito romance para ser lido despretensiosamente. Finalizado em algumas horas, o enredo te cativa logo nas primeiras folhas e ainda tem uma cadencia fluida e excepcional que não te deixa parar de ler. Além de ter quase o mesmo nome da protagonista, dificilmente você não se identificará em algumas cenas desastradas que ela se mete.

E este sentimento de aproximação e cativação não será somente com o casal, mas também com os personagens secundários. A autora tem um dom que faz gostarmos até daquelas pessoas que tem passagens rápidas pela história. Desde o mordomo, cozinheira até a irmã do protagonista, acaba que temos uma pequena admiração. E claro, fazem alguns momentos se tornarem único, como por exemplo quando os funcionários da casa tomam partido da nossa prisioneira em uma determinada cena. É de dar altas risadas. 


Temos uma pitada do que poderemos esperar no volume a seguir pois o amigo do Blake, o marquês de Riverdale traz também a ironia como personalidade. Nem preciso dizer como já estou ansiosa para o segundo né?! De uma forma geral esta obra foi excelente. Me fez voltar o interesse por romances de época, tem seus pontos positivos que me identifico, já é de uma autora consagrada no Brasil e que só aumenta mais ainda sua lista de exemplares bons trazendo um ótimo conteúdo para passar ao tempo, fugindo um pouco do clichê por trazer a comédia em destaque. Única coisa negativa, é não ter mais páginas!

Na parte física a capa é bem delicada e bonita, o que de primeira e até a finalização do conteúdo gostei bastante. Retrata e traz um foco diferente do que encontramos bastante nas capas do mercado. O título, apesar de ser a tradução direta do original, me deixou confusa até as últimas frases do volume, que é onde vai ser explicado e condizer a escolha. Na revisão alguns erros de ortografia pequenos e a diagramação é a padrão da editora.

"Não queria pensar no que sentia por Caroline. Não queria analisar esse sentimento, esmiuçá-lo nem tentar rotulá-lo. Porque estava apavorado com a possibilidade de que, se fizesse isso, a única palavra que resultaria seria amor, e essa teria sido a piada mais cruel de todas." pág. 238

Se eu já pretendo ler o segundo? Assim que adquirir! Raro também de se encontrar, duologia é bem fácil de finalizar. E como já vi características de quem encontraremos no sucessor — a mocinha é ligada a uma velha conhecida na série Os Bridgertons — só tenho as expectativas aumentadas. Que venha Como Se Casar com um Marquês!

E vocês, conhecem Julia Quinn? Já leram a obra dela? Conhecem Agentes da Coroa? Deixa nos comentários!

12 comentários :

  1. Olá! Tudo bem? Amo JQ, mas confesso que depois que conheci o trabalho de Florência Bonelli, Tessa Dare, Mary Balogh, Lorraine Heath, entre outras autoras excepcionais, JQ perdeu um pouco do glamour para mim. Ainda leio e gosto muito dos livros dela, mas se for escolher entre um livro dela e um da Florencia, por exemplo, fico com Florencia! Adorei a resenha e ele está na minha lista, mas para ler em um momento de ressaca literária! rsrsrs
    https://www.facebook.com/colecionando.romances/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu simplesmente adorei essa duologia. Achei a história divertida e Caroline uma personagem bem astuta. Sem contar o jogo de palavras que a Julia Quinn fez ao longo dos capítulos.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Nunca li nada da Julia Quinn, mas quero muito ler, pois vejo todos falarem super bem dos livros... Adorei tua resenha e fiquei bem curiosa pra ler esta duologia!

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol,
    Eu me apaixonei pelo gênero recentemente e também achei ótima a notícia de que é uma duologia. A outra série da autora é muito longa, acho que vou iniciar por essa que é bem curtinha. Já gostei da diversão misturada com o suspense. Parabéns pela resenha.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee ❤
    Me apaixonei pela escrita da Julia Quinn quando li "O duque e eu" da série Os Bridgertons e já quero ler os outros. Ainda não li Agentes da Coroa, mas pela sua resenha e por outras resenhas que vi também, já quero ler urgentemente.
    Bjos, Bia! ❤

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é tão divertido. Um dos maos engraçados da Julia, e olhe que eu já li todos dos Bridgertons. Assim como você eu adorei essa história e estou louca para conhecer a do James.
    Bjs.
    Amanda Nery
    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii Ana tudo bem?
    Eu não sou muito chegada em ler livros assim de época, mas gostei muito de saber a sua opinião e achei fascinante essa capa que está muito linda.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Definitivamente não é algo que eu leria, pois não gosto muito desse gênero. Mas a sua resenha tá tão bem escrita que até deu vontade de fazer uma leitura de teste haha Boa sorte com o blog!

    ResponderExcluir
  9. Awnn esse livro parece ser muito fofo e divertido. Amo romances de época e fiquei bastante curiosa para conferir a escrita da Julia Quinn. A sua resenha está ótima, obrigada pela dica. Bjss!

    ResponderExcluir
  10. Ri tanto com estes dois, no final me peguei pensando, imagine se a Julia esperasse algo melhor para o livro... Também não vejo a hora de ler o outro livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  11. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro mas da autora sim, claro, ela vem ficando cada vez mais conhecida!

    Ainda bem que gostaste das personagens, tanto das principais como das secundarias, e que queiras ler o seguinte!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  12. Ouço e leio muito a respeito dos livros de Julia Quinn, mas ainda não consegui ler nenhum, sou muito receosa quanto a essas histórias... Mas senti vontade de tentar ler esse, gostei muito dessa resenha. Beijos


    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)

TOPO