24 de dez de 2017

[Resenha] Anohana

em 24 de dez de 2017

8 comentários

Após o ocorrido, cheios de culpa, pouco a pouco os cinco amigos se separaram e cada qual seguiu com sua vida. Anos depois do acidente, Jinta ainda parece ser o mais afetado pela morte da amiga. Ele desistiu dos estudos e vive quase insolado em sua casa. Mas, para a sua surpresa, em um certo verão, ele passa a ser visitado por Menma. A princípio ele acredita que aquilo não passava de uma mera alucinação causada pelo estresse e o trauma da perda da colega. No entanto, Menma revela ser um fantasma. A aparição da garota serve para Jintan, como ela o chamava, reencontrar seus antigos amigos e descobrir — e cumprir — a promessa que foi feita para Menma antes dela morrer. Realizando esse seu último desejo, a doce menina poderá seguir seu caminho. (fonte)

Anohana é um mangá completo em 3 volumes que sem perceber estará te tocando. Foi uma surpresa boa conhecê-lo, e ainda mais gostar. Invocando grandes clássicos do cinema dos anos 1980, como Os Goonies e Conta Comigo, Ano Hi Mita hana no Namae o Bokutachi wa Mada Shiranai (literalmente, “Nós Ainda não Sabemos o Nome da Flor que Vimos naquele Dia”), sendo simplificado para Anohana, narra a história envolvendo seis amigos: Jinta, Meiko, Naruko, Atsumu, Tetsudou e Chiriko. Quando eram ainda crianças, certo dia enquanto brincavam, Menma, como era chamada carinhosamente Meiko pela turma, acaba sofrendo um acidente fatal.


Passei os três volumes já de coração apertado sabendo que poderíamos ter um final não tão feliz, porém me surpreendi ao ver que não é como imaginei. É delicado pois sabemos da morte da Menma desde o início, então não é como se ela fosse reviver. Contudo, encontraram um tom que deixou algo sentimental ao mesmo tempo que fecha de modo conciso o ciclo. E o enredo é basicamente o citado: ver os 6 amigos se juntando, reencontrando, se "curando", afinal a morte precoce de uma das amigas abalou todos. É ver o quanto as amizades são importantes e devem ser valorizadas.

Dos protagonistas, Jinta é um personagens que te faz passar por vários altos e baixos no desenvolvimento, e quando entende-se a sua dor, deslancha para um menino que torcemos para voltar a ser feliz. Mesma coisa com a Meiko, que te cativa logo no início. Confesso que nas primeiras páginas achei ela boba e infantil, só que a partir do instante que entendemos que é seu jeito, flui. É difícil conter o choro na medida que descobrimos a culpa interna de cada integrante de um grupo que era tão unido e que se complementavam. É um constante vai e volta no passado e presente, intercalando a fase adolescente com a infantil.


Algumas informações e alguns pontas soltas não ficaram tão esclarecidas, sendo o ponto negativo, todavia que dá para imaginar após as cenas finais. Talvez seja a consequência do que foi proposto ao final. Anohana me chamou atenção pela capas que são lindas, e por um história que começa triste e acompanhamos tomar um rumo diferente ao longo do desenvolvimento.

Na parte física como falado acho as capas bonitas no tom branco trazendo os protagonistas, e com a parte interna dela bem colorida. Os traços da Mitsu Izumi são ótimos e do meu agrado, o que ganha pontos positivos. As folhas internas são de papel jornal o que infelizmente amarela muito fácil e é ruim, no entanto é o que mais encontramos nos mangás. No último volume da coleção ganhei um pôster e um card na compra em lojas específicas o que me conquistou também.

Lembrando que o mangá é adaptação de um animê. O sucesso é tão grande que temos uma novel, adaptação para o cinema com um longa animado e um filme com atores reais. Recomendo bastante!

Ficha Técnica
Nome: Anohana,
Autora: Cho-Heiwa Busters e Mitsu Izumi
Editora: JBC
Volumes: 3
Preço: 13,90
Classificação etária: Livre

E vocês, conheciam o mangá? Sabia destas várias adaptações? Curtiram? Deixa nos comentários!


8 comentários :

  1. nao costumo ler mangá, mas sem duvida é uma otima indicaçã pra quem curte
    amei a capa <3

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    ANOHANA!Não li o mangá,mas chorei horrores assistindo o anime.É tão tocante,tão emocionante que você não sabe se vai ter um final feliz.É um anime sobre crescer e superar uma dor.
    Deu ate vontade de assistir de novo.
    Quero muito ler o mangá.
    Beijos e Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  3. Olá Carol!!!
    ANOHANA!!!
    Eu tenho que admitir que esse foi o post dos comentários do dia que eu deixei por último, porque eu amo demais Anohana <3
    Eu chorei horrores com o anime, chorei com o longa animado e chorei com o live action...
    Resumindo eu só chorei com Anohana!!!
    E ele tem cada lição que toca a gente que não tem como não ser emocionante.
    Eu tô doida pelo mangá e fico muito feliz que você tenha tratado dele aqui no seu blog *-*
    Feliz Ano Novo Flor!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oiii tudo bem??

    Vejo bastante resenhas de Mangas, mas não gosto acredita.
    Apesar de não gostar do gênero adorei a resenha, e se um dia pegar pra ler, acho que pegaria um dessa forma, pois adorei a história, então vou anotar a dica.
    Adorei
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana!
    AAHH!!! É o destino. Meu namorado gosta e animes e ele quer que eu assista o anime desse mangá com ele. Mas eu sei que é triste. Não quero sofrer, mas aí você vem com essa indicação. Destino não é? Vou tentar da uma chance a esse anime. rsrs...
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu ainda não conhecia esse mangá, e fiquei bem curiosa. Adorei o drama, mesmo sabendo do destino do personagem, fiquei com vontade de saber tudo o que acontece.
    Uma ótima dica!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Olá! Menina, quero ele! Nossa, que premissa linda!quero saber mais dessa história, vou já procurar o anime. Parece ser delicado e triste, mas eu quero assistir! Obrigadão pela dica, beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Geralmente leio mais mangás com comédia ou romance, então este seria bem fora do gênero que estou acostumado. Assim como você, ficaria apreensiva com o final.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)

TOPO