27 de fev de 2018

[O Que eu Li] Janeiro

em 27 de fev de 2018

Comente aqui

Vamos que vamos porque 2018 começou com ritmo acelerado. Mais leituras do que previsto — na realidade mais modificação no percentual do que normalmente faço — Janeiro foi bem produtivo. Com o total de 8 mangás + 7 livros lidos, comecei a meta com o pé direito. Na realidade houve algumas ressalvas, mas explicarei mais a frente. Vamos ver como foi o mês detalhadamente!?

13 de fev de 2018

[TAG] Book Cover Elements

em 13 de fev de 2018

16 comentários

ÁGUA


Um livro que tenha água na capa:  além de ter água na capa, nada melhor que também ter água no título. Um dos melhores enredos da série Elementos, O Silêncio das Águas nos conquista logo nas primeiras páginas, e a personalidade da Maggie e do Brook só deixa o romance melhor ainda. Uma ótima leitura do gênero.


Um livro que tenha a cor azul na capa: confesso que ainda não li, e apesar de dividir opiniões sobre a capa ser bonita ou não, Despedaçada finaliza uma trilogia distópica que tenho muita curiosidade em continuar. Espero fazer isso ainda esse ano!

FOGO


Um livro que tenha fogo na capa: pensei que teria várias possibilidades de escolhas, entretanto me vi surpresa com o quão pouco livros tenho com fogo na capa — pelo menos aparente. Trono de Vidro, Império de Tempestade veio para representar. Ainda não lido, tenho altas expectativas para o que posso esperar da série do quarto volume para frente — onde parei.


Um livro que tenha a cor vermelho na capa: A Corrida do Escorpião apresenta um tom mais acobreado, mesmo assim não deixando de ser vermelho, e é uma das capas mais bonitas que tenho na estante. Além de ser uma coisa rara dentro da fantasia: livro único. Uma ótima dica para quem quer algo rápido e bom.

TERRA

Um livro que tenha algo relacionado à terra na capa: Não existe série mais ligada a terra do que Outlander. Representada por O Resgate no Mar parte II, podemos perceber os pedaços de terra e montanhas na imagem de capa. Não tenho grande apreciação por ela, no entanto como virou padrão, o que me resta é aceitar.


Um livro que tenha a cor verde na capa: também trazendo outra capa maravilhosa da minha estante — aliás a série toda possui capas maravilhosas — O Destino do Tigre foi o que me fez apaixonar mais ainda pela cultura indiana. Com informações  legais, Colleen Houck na época trouxe até então uma novidade no mercado que para aqueles que gostam de romance + fantasia + cultura diferente recomendo bastante!


AR


Um livro que tenha ar na capa: para esta pergunta fui bem criativa e decidi colocar Sway da Kat Spears. Com uma “fumaça” formando um coração na capa, acredito que se encaixe no quesito e é uma boa escolha para falar o quão maravilhoso é esse novo adulto que não tem o devido reconhecimento. Usando-se de piadas irônicas e sarcásticas quase ultrapassando o confortável, é uma ótima obra do gênero. Recomendo!


Um livro que tenha a cor branco na capa:  Minha primeira série de romance de época, e que me fez amar o gênero como gosto hoje em dia, nada melhor que colocar O Duque e Eu da Julia Quinn. Como a série tem “pano de fundo” a parte branca, acho que está mais do que representada no tópico.

Essas foram as escolhas para a Book Tag. Tentei ao máximo sair dos óbvios que indico, então espero que tenham gostado. Não irei taguear nenhum blog, mas sintam-se a vontade de fazer e mandar o link para cá que terei o maior prazer em ver. E vocês, conheciam a TAG? Concordam ou discordam de algo? Já conheciam as obras? Deixa nos comentários!

11 de fev de 2018

[Resenha] Maze Runner, A Cura Mortal

em 11 de fev de 2018

16 comentários
Livro: Maze Runner, A Cura Mortal #3
Série: Maze Runner
Autor: James Dashner
Editora: V&R Editoras
Páginas: 368
Gênero: Distopia / Ficção
Nota: ⭐⭐⭐
Por trás de uma possibilidade de cura para o Fulgor, Thomas irá descobrir um plano maior, elaborado pelo CRUEL, que poderá trazer consequências desastrosas para a humanidade. Ele decide, então, entregar-se ao Experimento final. A organização garante que não há mais nada para esconder. Mas será possível acreditar no CRUEL? Talvez a verdade seja ainda mais terrível... uma solução mortal, sem retorno.



A Cura Mortal finaliza a trilogia Maze Runner com mais perguntas do que respostas. Vindo de dois livros com bons enredos, aqui o autor deixa a desejar no que era proposto. Não que seja algo ruim, só não era o que eu esperava no mau sentido.

9 de fev de 2018

[Resenha] O Acordo

em 9 de fev de 2018

22 comentários
Livro: O Acordo #1
Série: Amores Improváveis
Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 360
Gênero: Jovem Adulto / Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Tocante, profundo, engraçado, sexy... ''O Acordo" é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página. Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

Depois de dezenas de resenhas positivas, comentários positivos e todo mundo elogiando, tenho que concordar que O Acordo é um ótimo livro. Sendo meu primeiro contato com a autora em Jovens Adultos, temos um patamar de escrita espetacular equiparado com seu eróticos. Já tenho altas expectativas para os próximos da série em que alguns dos enredos fazem mais meu estilo.

7 de fev de 2018

[Retrospectiva 2017] Melhores Leituras

em 7 de fev de 2018

1 comentário
Finalizo a Retrospectiva 2017, chegando no tópico, Melhores Leituras de 2017. Difíceis escolhas pois realmente senti que o ano foi proveitoso, mas para não trazer uma lista enorme resolvi enxugá-las em 6 livros.  Vamos ver quais foram? Lembrando que não tem ordem de mais ou menos favorito, e sim que estas foram as obras que mais gostei.

3 de fev de 2018

[Retrospectiva 2017] Piores Leituras

em 3 de fev de 2018

Comente aqui
Depois de uma leve atrasada – não tão leve assim, rs – trago para vocês a continuação da Retrospectiva 2017, trazendo as Piores Leituras do Ano. Sim, como tudo não é um mar de rosas, alguns livros me deixaram bem triste com o conteúdo. Alguns abaixo do esperado por já conhecer a escrita das autoras, acabaram entrando nesta lista de 4 títulos. Lembrando que não existe ordem do menos pior para o pior, e sim um geral de quais foram. Vamos ver?


1 de fev de 2018

[Resenha] Atraída por um Highlander

em 1 de fev de 2018

29 comentários
Livro: Atraída por um Highlander #1
Série: Trilogia McCabe
Autora: Maya Banks
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 336
Gênero: Romance de Época/Erótico
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Ewan, o mais velho dos irmãos McCabe, é um guerreiro decidido a destruir o seu inimigo. Agora que o momento é ideal para a guerra, os seus homens estão preparados e Ewan quer reaver aquilo que lhe pertence - até que uma tentação de olhos azuis e cabelo negro se atravessa no seu caminho. Mairin pode muito bem ser a salvação para o clã de Ewan, mas, para um homem que sonha com vingança, as questões do coração são um território desconhecido a conquistar. Mairin é filha ilegítima do rei e é senhora de propriedades valiosas que a obrigaram a esconder-se e a desconfiar do amor. Os seus piores receios acabam por acontecer quando é salva do perigo mas depois obrigada a casar com o seu salvador, Ewan McCabe, um homem carismático que está habituado a mandar. Mas a atração que sente pelo seu novo marido fá-la desejar o seu toque; o seu corpo ganha vida com a mestria sensual dele. E à medida que a guerra se aproxima, as forças, o espírito e a paixão de Mairin obrigam Ewan a derrotar os seus próprios fantasmas e a entregar-se a um amor que significa mais do que a vingança e a terra.

Primeiro livro da Maya Banks e posso dizer convicta: ela arrasa na escrita. Fiquei bem chocada com o quanto gostei e o quanto quero ler os próximos rapidamente. A soma de uma escrita maravilhosa com um tema favoritado, highlanders, fez uma mistura explosiva que funcionou.

TOPO