23 de mar de 2018

[Resenha] Como se Vingar de um Cretino

em 23 de mar de 2018

21 comentários
Livro: Como Se Vingar de Um Cretino #1
Série: Lessons in Love
Autora: Suzanne Enoch
Editora: Harlequin
Páginas: 288
Gênero: Romance de Época
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?



Trazendo personagens excepcionais e um enredo inovador, Suzanne Enoch me conquistou com Como Se Vingar de Um Cretino. Um forte candidato a ser um dos melhores do ano em romances de época, há tempos não lia algo tão bom no gênero.

Georgiana Halley e Tristan Carroway tem um passado. Cortejada e seduzida por causa de uma aposta, Georgie fechou seu coração de vez e sente raiva inestimável por Tristan. Vendo que a reputação de cretino dele não muda, ela se empenha em fazê-lo aprender uma lição: nunca mais abandonar nenhuma mulher. Com estratégias e planos traçados, nossa mocinha não contava com uma situação: acabar reacendendo a paixão que existe entre os dois. Será capaz dela perdoá-lo por toda situação passada? Quais foram os reais motivos do Tristan tentar seduzi-la?!


Primeiro contato com a escrita da autora, saio maravilhada da história e querendo mais. Com uma escrita fluida e leve, dando voz ao que quer passar, me vi encantada logo nas páginas iniciais. É incrível o quanto um desenvolvimento diferenciado — até o momento não conheço narrativa parecida — pode dar um olhar distinto no exemplar. Sem desandar nos acontecimentos e colocando cenas legais em momentos ideais, fui rendida. É praticamente algo único.

Temos protagonistas de personalidades explosivas que ao mesmo tempo demonstram suas fragilidades. Georgiana foi uma bela surpresa, e é um dos pontos positivos. Língua afiada, temperamento quente, decidida e talvez denominada de empoderada, embarcamos na sua aventura sem questionamentos. E a medida que entendemos seus medos, suas desconfianças, várias peças da trama são encaixadas. As conversas e embates com Tristan trazem momentos hilários — com cenas que fazem dar altas gargalhas — e demonstra que ela não abaixa cabeça para ninguém. Claro que para um relacionamento funcionar algumas coisas serão cedidas, no entanto nota-se que ela não perde a sua essência. Aliás o que fará os dois se unirem será justamente essa oposição do usual das mulheres da época.

"Tristan deu um sorriso sinistro. Independentemente do que estava acontecendo, não iria deixar que Georgie vencesse. Vale tudo no amor  e na guerra —e isso definitivamente, era uma coisa ou outra." pág. 95

Nosso Visconde de Dare é que passará por altos e baixos — pelo ponto de vista feminino tomaremos as dores do grande segredo — que no final terá sua rendição. Pensei que em um dado momento ele perderia seu encanto por uma persistência específica, contudo acho que deixou ele mais fofo e querido aos nossos olhos. Teve um bom trabalho na sua construção, e alguns secundários me deixaram curiosa com o que podemos esperar da série em geral. Tem problemas que podem serem trabalhados no futuro de uma forma melhor.

Como quem não esperava nada, suas diversas tensões e pequenas reviravoltas nos deixam cativados e presos até saber se terá o final feliz. Foi uma mistura prazerosa de ler, e que tenho certeza que encantará aqueles que já são fãs do estilo. Quando pensamos que a história encaminha-se para uma decisão final, rumos diferentes aparecem e deixa tudo embaralhado. Confesso que cheguei a duvidar se acabaria da maneira que idealizava de tantos percalços bons que foram encaixados. Soube-se moldar o drama.


De uma forma geral, saio com a sensação certeira que entrou para os meus queridinhos. Tenho livros seletos que indico a amigos que querem arriscar no romance de época ou sair da mesmice, e este é um desses. Dificilmente você não será capturado e cativado pelo conteúdo. É óbvio que recomendo fãs!

Na parte física a troca de capa foi essencial — a primeira era igual a outra obra também de romance de época — e que na minha opinião a segunda escolha foi melhor ainda. Gosto do plano de fundo masculino, pouco explorado em romances de época, demonstrando conexão com o conteúdo e título. Sua diagramação com detalhes é caprichada e a opção dos tons marrons misturado ao amarelo harmonizou visualmente. Belo trabalho da editora! Parabenizo a Harlequim por ouvir seus leitores que são os clientes. Esta postura demonstra a preocupação da mesma com quem compra seus produtos. Nota 10. Citado, mas bom relembrar, a narrativa é feita em terceira pessoa pelo ponto de vista do casal principal intercalado.

"Uma coisa parecia certa: Tristan nutria mesmo certo afeto por ela. E Georgie estava começando a gostar dele mais do que se sentia confortável em admitir. Se tinha certeza de uma coisa, contudo, era que gostar de Tristan Carroway era uma caminho certeiro para um coração partido." pág. 176

Não esperava que ocorresse esta grande identificação e paixão pela obra. Estou procurando outras leituras da Suzanne Enoch —olha a indireta para a editora lançar o mais rápido possível rs — porque escritas assim não devemos deixar escapar. Parece elogios demais, entretanto realmente fui pega de surpresa em algo que não tinha expectativas. Espero que tenham gostado!

E vocês, já leram o livro? Conheciam a autora? Ficou curiosa? Deixa nos comentários!

21 comentários :

  1. oii tudo bem ?
    esse livro me chamou tanto atenção que fiquei com vontade de ler mais confesso que estou com medo ultimamente tenho pegado livros de época que só me decepcionaram mais vou da uma chance a esse pq parece bem legal , fiquei bem curiosa com sua resenha irei ler esse mês se conseguir .

    bjs

    https://estantedasara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quando vi esse livro pela primeira vez confesso que não senti nem um pouco de interesse em lê-lo, no entanto ao ler sua resenha e me deparar com tantos elogios e percebe que a leitura lhe agradou bastante, fez com que eu me sentisse cativada a dar uma chance. Mesmo que eu não seja muita fan de romances de época o fato da escrita da autora ser fluida, e a história desse Marques ter muitos altos e baixos e nos prende por queremos saber qual será seu desfecho já me chamou a atenção.

    VENHAM PARTICIPAR DO SORTEIO: kit da Tag Livros de fevereiro, O alforje, Bahiyyih Nakhjavani
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não, ainda não li a história. Mas essa sensação de primeiro contato com um autor e gostar é maravilhosa hahahaha <3 Gostei da capa e da premissa, faz tempo que não leio romances de época.
    Dica anotada.

    Beijos

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Sua resenha ficou ótimaa!! Fiquei muito curiosa com a obra e amei as fotos que você postou, deu para ver um pouco de como a diagramação é bonita!

    Mari Barros, Blog Diversamente

    ResponderExcluir
  5. Oi, como vai?
    Amei as fotos que você fez, ficaram muito criativas!
    Esse não é o tipo de livro que eu estou lendo no momento, mas a sua resenha ficou muito legal.


    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Desde que a editora revelou a capa eu estou morrendo de curiosidade com esse livro, eu amo o gênero e a premissa me agradou demais. Eu adorei a sua resenha e não vejo a hora de ler e matar a curiosidade.

    ResponderExcluir
  7. Quero muito ler esse livro, gostei muito de outro livro da autora. Já está na minha lista!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Essa editora sempre manda bem demais nos romances de época! Essa capa é linda, eu não conhecia a autora mas já quero pra ontem, a trama me parece sensacional e a sua resenha me deixou super empolgada.

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Não conhecia nem a autora nem a obra e adorei saber dela! Amo romances de época de qualquer tipo e tenho certeza que irei gostar desse também. Amei a dica e já estou anotando aqui, espero poder ler em breve!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. São empolgação quanto a qualidade desse romance de época é contagiante. Já tinha visto o livro, mas não conhecia a premissa dele, então saber que ele entrou para seus queridinhos torna o livro bem atrativo. Vamos anotar a recomendação.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia, mas não sei se iria gostar . Tô meio cansada de romances rs Ainda mais que por mais que ela se vingue - eles vão se apaixonar e terão o tal final feliz.
    Que bom que vc gostou! Bjs

    ResponderExcluir
  12. O meu exemplar desse livro chegou esses dias, amo romances de época mas ainda não li nada da autora, e depois de ler essa sua resenha e ver que gostou tanto a leitura, já vou correndo ler o meu.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Eu nunca li nada dessa autora, mas este livro tem despertado minha curiosidade desde que teve o problema com a capa. Adorei essa que eles escolheram e achei até mais bonita do que a anterior.
    Adorei a descrição dos personagens, especialmente da Georgina, que acredito ser o tipo de protagonista que conquista minha simpatia e que provoca muitas risadas.
    Gostei muito de conferir sua resenha e fiquei ainda mais curiosa para conferir o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi Ana Caroline tudo bem? Eu conheço a escrita de Suzanne Enoch em Herói nas Highlands, um livro muito bom, gosto muito da sua escrita, esse está na minha lista já. Linda sua resenha parabéns, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Pense num livro que estou louca para ler e com a resenha o desejo aumentou ainda mais.....ahhhhh.Todo livro de romance de época que vejo já quero,sou louca por esse gênero.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Eu tive oportunidade de ler Suzanne Enoch e amei a escrita. Comprei esse ebook e estou bem animada para conhecer mais da Georgina.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Estou super ansiosa para ler este, já li outros da autora e adoro a escrita dela, sem falar que o gênero é o meu favorito! Adorei a resenha e não vejo a hora de ler!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá Ana, pelos seus comentários o livro parece estar bem bacana, gostei de saber que ele tem algumas reviravoltas que deixam o leitor preso no enredo *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  19. Ola
    Adorei a sua resenha, me deixou empolgada em ler, isso poruqe não é meu gênero de leitura favorito, mas gostei, principalmente por ter reviravoltas, o que não deixa a leitura melosa demais.
    Dica anotada.
    Bjus

    ResponderExcluir
  20. Oiee Ana ^^
    O nome da autora não me é estranho, se não me engano, cheguei a ler um conto dela uma vez. Adoro romances de época, mas ando dando uma pausa neles e buscando coisas um pouco diferentes - acabei de ler um thriler psicológico incrível e já quero mais...haha'
    Fico feliz que tenha gostado da história e dos personagens, as mocinhas empoderadas e sem papas na língua são as melhores, né?
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Como já mencionei outras vezes, já muito romances de época. Dei uma pausa longa por estar enjoada ou decepcionada com nas novas "versões" extremamente calorosas..rsrs Não me acostumei a ver Damas e/ou senhoritas com atitudes muito fora dos padrões da época. enfim, essa sou eu. Mas, de tanto ler resenhas positivas de livros das autoras Julia Quinn e Lisa Kleypas, agora vou incluir essa autora. Vou acabar quebrando a barreira que levantei e me entregando a essas leituras.
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)

TOPO