24 de mar de 2017

[Sessão de Autógrafo] Julia Quinn

Mês de Março está sendo de grandes novidades! Pois é, irei começar outro tópico que terá um espaço aqui que é contar como foi minha experiência com sessões de autógrafos. Nessa primeira vez será com uma diva do romance de época e do meu coração, Julia Quinn.

Julia já era uma "conhecida" minha pois em 2015 ela veio na Bienal do Rio e em uma sessão por fora. Apesar da correria de sempre que é para os autógrafos, principalmente na Bienal, tudo foi excelente nos dois dias. No primeiro consegui 2 livros autografados não nominais, e na livraria mais dois nominais. Por ter tido dois eventos bem tranquilos e por um deles ser no mesmo local — Livraria Travessa do Shopping Leblon — que anteriormente fui muito bem atendida, achei que 2 anos depois iria ser a mesma coisa. Infelizmente, não foi assim.



O primeiro evento, em Nova Iguaçu dia 05/03 foi bem calmo e mais organizado do que esperava. Não conhecia o shopping, nem o local, por isso meu pai resolveu me levar e acabei chegando por volta de 7hrs da manhã, sendo que a sessão era às 15hrs. Já estou acostumada a chegar bem cedo em situações assim, afinal anos indo atrás de autores já me fez perceber que em filas pode acontecer de tudo.

Com uma organização que rasgo elogios para a Saraiva, as senhas foram distribuídas na hora certa, lá embaixo com a fila já formada pois antes de 11hrs já tínhamos em torno de 200 pessoas — eram 300 senhas — e sabíamos que se subisse aquela fila para a entrega de senhas somente na loja, teríamos confusão. Com respeito total as pessoas, a livraria foi bem solícita e ajudou. Por isso acabei sendo a número 4

E as 8 horas de espera valeram a pena. A autora é de uma carisma enorme, muito simpática e que sempre retribui nosso carinho dado. É sempre uma alegria para mim falar com ela, e por mais que não seja expert em inglês, nós vemos a alegria estampada no rosto dela de estar aqui. Não fiz a compra do box em si, apenas os livros em avulsos, mas ela também autografou as caixas de quem levava. Neste dia, o sacrifício toda valeu bastante.



Como todos devem saber, a mulher é uma fabricadora de histórias tendo no Brasil 13 livros lançados. Fazendo as contas 4 livros autografados em 2015, mais 4 do dia 05 — esse era a quantidade permitida por pessoas — e eu tinha mais 4 comprados para receber autógrafo, resolvi ir também na sessão do dia 12/03 no Leblon.

Um pouco cansada porque desde o domingo passado não conseguia parar e descansar direito, resolvi chegar um pouco mais tarde já que desta vez iria de transporte público. Chegando por volta de 9hrs, pensei que iríamos ter o mesmo tratamento que 2015, a fila iria subir, iriam dar as pulseiras numeradas, ninguém iria fular fila e tudo estaria em ordem. Só que não.

Por volta de 11hrs já tínhamos novamente mais de 200 pessoas na fila, e se não me engano tinha mais gente do que em Nova Iguaçu. Ao chegarmos quase no horário de 12hrs, que seria realizado a entrega da senha, os seguranças do shopping fizeram a fila subir de poucas e poucas pessoas. Já tendo gente furado fila e na minha frente, sim não estava com os melhores dos humores e contar com o bom senso do ser humano é difícil, ao chegar na loja me deparo com outras situações impensáveis. 



Primeiro fizeram fila preferencial. Sim, teve gente com bebê no colo querendo pegar senhas na frente de todo mundo. Sim, tinha idosa querendo pegar senha na frente de todo mundo. Na frente de quem madrugou para chegar cedo, de quem saiu de casa cedo, ficou horas em frente ao shopping esperando. Sabe como a livraria se posicionou? Dando senhas para essas pessoas primeiros.

Eu não sou contra e acho no dever ter filas preferencias em bancos, supermercados e tudo mais, porém em filas de evento? Sou super contra. Ao meu ver levar filho, se valer de idosa para passar a frente de pessoas que chegaram HORAS antes, comeram mal, ficaram sentados no chão é injusto. Sei que no caso do idoso ele não tem condições de passar esse tempo todo, mas como já falei 1hr antes do evento ainda tinha senha disponível. Custava entrar e esperar só um pouco na fila? E levar bebê, criança de colo, para mim é pior ainda. Eventos assim NÃO é lugar de criança. Se não tem como deixar para alguém cuidar, okay, mas era nítido que levaram a criança para conseguir privilégios.

Fora essa primeira bola fora da Travessa, ainda tivemos notícias piores ainda. As senhas não eram numeradas, ou seja, o atendimento seria na ordem da fila formada. Imagine a bagunça que isso causou na loja né? Uma simples caneta e numeração nas pulseiras antes da entrega, evitariam todas as confusões. Mas a livraria preferiu se omitir causando várias situações bem desagradáveis. Sem numerar as pulseiras se formou uma fila enorme dentro da loja sem as pessoas poderem sair para comer e ir ao banheiro com medo de perder o lugar. Não tinha estrutura para suportar o número alto de pessoas e ainda por cima nós éramos obrigada a nos espremer perto das prateleiras para os clientes passarem porque era mando da loja. As pessoas que não conseguiram ficar dentro da loja, formaram fila em frente a livraria, mas não podiam sentar no chão porque os seguranças não deixavam. Detalhe que cachorro frequenta o shopping, mas pessoas que estavam esperando por algo desejado não podiam sentar no chão. Fomos tratados da pior maneira possível.

Foto 2015 livraria Travessa, Foto 2015 Bienal do Rio, Foto Saraiva 2017


Valeu a pena no final? Valeu por pura e simplesmente causa da Julia. Não me arrependo de ter ido, pois recebi o mesmo tratamento que nas outras vezes - bom humor, carisma — e ainda por cima ela assinou objetos que ela não podia, mas voltar a Travessa, nunca. Isso manchou  de vez tudo que eu tinha elogiado em 2015.

Duas situações completamente opostas que de alguma forma me marcaram para o bem ou para o mal. Fiquei feliz de ter todos os volumes da estante assinados e ter visto o sorrisão da autora falando que somos os melhores fãs empatados com os estadunienses, YAY. Que pena que não tivemos bate-papo como anteriormente, porém sei que rapidinho ela estará de volta e com certeza teremos tempo de bate-papo. Como sempre idealizo, os bons momentos suplantam os ruins. Já pode trazer de novo ela Arqueiro <3

E vocês, tem experiências com autógrafos? Já foi mais ou menos como esse? Deixa nos comentários!

38 comentários :

  1. Oi, Carol!
    Caramba, que chata essa situação toda na Travessa. Poderiam ter se organizado muito melhor para receber a autora e vocês. Que bom que no fim de tudo valeu a pena por ela.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Legal sua experiência. Sou fã de quadrinhos e todo ano vou a Comic Con Experience em SP. Já peguei fila de 3 horas pra pegar um autografo e no final tudo valeu a pena hehehe

    Cara, vejo muita gente falando dos livros da Julia Quinn e preciso ler o primeiro pelo menos, pra ver se vou gostar.
    E você é fã mesmo eim? 3 fotos com a autora hehehehehe

    Um grande beijo Carol!
    Hugo

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito bom saber como foi sua experiência, que chato as pessoas furando fila sem ter consciência mais que bom que deu tudo certo e a autora como você disse super carinhosa compensa todo estresse e chateação .
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ain, que bom que você conseguiu ir. Eu estava louca par ir também mas não consegui. Gostei de saber que o evento foi tão bem organizado e que as senhas foram distribuídas direitinho, você chegou bem cedo mas foi melhor do que perder a vez!!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Sessões de autógrafos são maravilhosas, não é? Mesmo cansativas é algo do qual eu amo participar mas infelizmente não pude ir nas da Julia Quinn. Uma pena que não tenha tido uma boa organização na segunda sessão e que tenham tido pessoas que queriam se aproveitar (seja pela fila presencial ou furando fila). Infelizmente até em sessões de autógrafos isso acontece.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Que disposição chegar tão cedo assim, mas quem frequenta evento sabe que é imprevisível mesmo. Nossa se eu tivesse passado pela sua situação eu iria ficar muito irada. Adoro ir a eventos mas tem locais e empresas que nem deveriam ter o privilégio de sediar um. Um grande exemplo que uma mesma coisa pode ser feita de maneira prática ou de forma porca. Odeio quando deixam as pessoas esperando horas na fila e não liberam logo as senhas, é simples... se já tem pessoas esperando é só começa a dar as pulseiras e ir liberando o pessoal evitando tumulto e aglomeração.
    Mas no fim das contas acabamos sendo recompensados pela recepção e alegria dos autores.

    Beijos.
    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Acompanhei a cobertura da sessão de autógrafo pelo instagram da editora e fiquei bem curioso com tudo que estava acontecendo lá. Mesmo não sendo fã da autora e nem do gênero que ela escrever eu fico feliz por saber que você gostou, foi um prazer saber com detalhes o que houve e ter acesso a sua experiência, adorei! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir

  8. Eita, de sete da manhã para três da tarde é muito tempo de espera, tem que amar muito a escrita, ainda bem que o evento foi organizado, já pensou, depois de tanto tempo esperando e ainda ser desorganizado? Agora, sobre as filas preferenciais, eu discordo de você, totalmente, alteridade é algo bem interessante.

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Essa autora causou aqui em? Tipo, todo mundo pulou ao saber da vida dela para o Brasil kkjk, eu nunca li nada dela, mas gosto do gênero que ela escreve e se tivesse por perto, seria mais um insetívoros para adquirir uma de suas obras kjk. Enfim, que bom mque deu tudo certo. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá Carool, tudo bem?

    Nunca li nada da autora, mas quando você gosta de um autor, a sensação de tirar uma foto, ter um autógrafo daquele que considera o seu favorito(a) ou que está entre esses, deve ser muito boa. Parabéns!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que aventura! Ainda não tive a oportunidade de ir à um desse eventos, mas já peguei algumas dicas kkk. A Julia parece ser super simpática e muito atenciosa com suas fãs, que bom que mesmo com alguns problemas deu tudo certo. Bjss!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Que chata essa situação, mas que bom que no final você conseguiu seus exemplares autografados e tirado foto com a Diva.
    Sem dúvidas essas são as melhores sensações para um leitor!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?
    Ai que amor, eu não sou muito fã da autora, mas imagino a emoção que rondou este dia!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  14. Oi!

    Aí que legal sua experiência 😍 quando ela esteve em São Paulo não consegui levar o meu para autografar 😔
    Foi uma pena a situação de furar fila ne? Pelo menos você conseguiu rs .. valeu o estresse.

    ResponderExcluir
  15. Oiii tudo bem??

    Nossa que ruim, se a livraria não tem como fazer um evento desde porte, pra que fazer então, você também é animada viu, ir 2 vezes, chegar cedo, o máximo q faco é chegar com uma hora de antecedência, não sirvo pra isso. KKKK
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  16. Oiii!!

    Eu não fui na sessão da autora mas eu gostei de ver que vc conseguiu ver a autora.
    Sobre a sua experiência, sinto muito!
    Acho que pior que fila preferêncial é o fato de pessoas guardarem lugar na fila. Quando eu fui ver a Meg Cabot, cheguei às 05:30 da manhã era a número 18 dá fila, o pessoal começou a entrar na frente e e eu virei 33...
    Mas pelo menos a Saraiva nos tratou bem, podia sentar no chão e tinha um Starbucks.
    Uma pena esse desrespeito dá Travessa.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Lindas as fotos e deve ter sido bem emocionante. Ela é uma graça e apesar de ter lido apenas um livro dela, já garanto que lerei tudo!!!
    Discordo com você sobre as preferencias de fila. A lei contempla todo tipo de atendimento, seja evento ou não e acho que é um direito conquistado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Ah que legal Ana, fico feliz que tenha conseguido o autógrafo e falar com ela, parece ser uma autora bastante querida, está conquistando o coração dos leitores.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?

    Onde moro, na Grande Florianópolis, raramente tem sessões de autógrafos, e quando tem costuma ser de autores que não tenho muito interesse. Mas, os poucos que tiveram, foi de "boaça".

    Não vou tecer muitos comentários, mas achei a forma como vc falou dos Dogs que frequentam o shopping meio grossa, eles, em muitas vezes, são mais limpos que as pessoas. rs

    Bom, que vc tenha uma experiência melhor da px vez.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  20. Olá! Nossa, foi quase uma jornada épica, uma pena que na última tenha sido estressante. Mas, quando gostamos tanto de um escritor, no final, vale a pena. Nunca fui em sessões de autógrafos, mas ficaria na fila pelo Nicholas Sparks, amo esse escritor, beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi linda,

    Já tive muitas experiências com eventos e algumas foram bem chatas, como a primeira vez que fui na Turnê Intrínseca e furaram a fila, mas acabou que os moços que trabalhavam na Leitura tiraram os furadores de fila haha.

    Apenas não deixe de ir nos eventos por causa dessas coisas.

    Queria muito que a Julia tivesse vindo para cá. :(

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Olá, tudo bem?
    Owmmmm inveja branca
    queria tanto ter a oportunidade de conhecer a Julia
    Ela é minha autora favorita juntamente com a CoHo.
    Parabénsss
    Amei as fotos e o post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Que legal!! Eu estou bem triste pois não consegui ir pra São Paulo no dia da sessão de autógrafos </3
    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Oii
    Queria ter ido no evento em Curitiba, mas estava sem condições, infelizmente. Muito triste que desta vez não foram atenciosos com o publico, mas, cada lugar tem uma organização (ou, desorganização) e as vezes esta livraria não tem grande experiencia com sessão de autógrafos. também ficaria brava com a situação da fila preferencial, isso não deveria MESMO existir em eventos.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  25. Olá!!
    Que bom que valeu a pena e que você saiu satisfeita do evento apesar dos contratempos! Imagino a sua emoção ao posar ao lado da autora!! As fotos ficaram lindas.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  26. Olá Carol, tudo bem?
    Menina, 8 horas na fila? Eu fiquei 6h na sessão do Leblon,hahaha.
    Concordo com você, o evento foi bem desorganizado e bem bagunçado e várias pessoas entraram na minha frente. Mas o importante, é que conseguimos.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oie, tudo bem? Que pena que dessa vez foi tão complicado :( É realmente triste um evento desse porte tão desorganizado. Mas pelos nossos autores favoritos vale o esforço, não vale? Adoraria conhecer a Julia também <3 Adorei as fotos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Olá, nossa que pena que foi de certo modo ruim essa última experiência! A Julia parece ser amável! Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro dela, e sequer a ir em um evento literário (sim, nunca fui num evento literário, nem em uma Bienal). Mas fico feliz por ter conseguido mais autógrafos a sua coleçao!
    Ps: odeio do fundo da minha alma quando furam fila.
    Beijos!!
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  29. Eu nem consigo imaginar o quanto deve ser ser maravilhoso receber o autógrafo de um autor que você tanto admira, fico feliz que tenha conseguido mesmo com tantos problemas. Aliás, achei bem desnecessária toda essa confusão, se tivessem feito como da última vez, teria sido bem melhor mesmo.

    ResponderExcluir
  30. Oie, tudo bem?
    Nem imagino o quão bom deve ser conhecer uma autora e ter um autografo!
    Realmente é muita sacanagem levar crianças em eventos assim só para ir na fila preferencial e esta falta de organização foi muito desnecessária...
    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Olá,

    Nunca fui a eventos de autores internacionais, mas passei por uma situação bem parecida na Livraria Cultura durante o Mochilão da Record do ano passado, sei o quanto é desagradável. Enfim, que bom que no fim deu tudo certo né. Deve ser ótimo morar num estado em que sempre recebe eventos de grande porte, quem mora no Nordeste, infelizmente, não tem a mesma sorte.

    ResponderExcluir
  32. Um sonho que ainda não foi realizado por mim! Aaamei saber que essa maravilhosa pisou em terras brasileiras. Amo cada um dos seus livros e da sua escrita.

    ResponderExcluir
  33. Olá!

    Na única vez que peguei autógrafo de autor gringo (Brittainy C. Cherry), foi tudo bem organizado, sem dor de cabeça, mas essa da Travessa é de matar. Fila preferencial? Isso que dá ter preguiça, mas o que vale mesmo é o autógrafo, isso que importa!

    ResponderExcluir
  34. Olá
    Teve sessão de autógrafos aqui em BH também, Queria muito ir, mas estava trabalhando alguns amigos meu foram. Cheguei a chorar no dia,má infelizmente não deu. Vi muitas pessoas falando que ela é um amor super simpática. Queria muito ter ido, mas quem sabe na próxima né? Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Oito horas de espera! Não isso não é pra mim. Eu realmente não suporto filas.
    Bom, fico feliz por você ter tido contato com a autora. Deve ser incrível.

    Beijos

    ResponderExcluir
  36. Olá,
    Nossa quantos dissabores nesse evento hein... E a Travessa ainda foi omissa... uma pena.
    Vi outra postagem sobre a sessão de autógrafos em outro local que fora bem mais organizada.
    O bom é que conseguiu seus autógrafo rsrs

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  37. Olá! Gosto muito do trabalho da autora, tenho vários livros dela e logo que vi anunciando que ela estaria nesses eventos, tive muita vontade de participar, mas é uma pena que não foi possível dessa vez. Amei as fotos e que bom você ter conseguido. bjoooooo

    ResponderExcluir
  38. Olá...acho que você é mesmo fã da Julia, vive "perseguindo" a autora, kkkk

    Queria ter essa oportunidade.
    Minha mãe adora os livros dela, lê tudo o que sai. Eu ainda não li nada, mas pretendo em breve.

    Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)