20 de set de 2017

[Resenha] Maze Runner, Prova de Fogo

Livro: Prova de Fogo #2
Série: Maze Runner
Autor: James Dashner
Editora: V&R Editoras
Páginas: 400
Gênero: Distopia
Nota: 4.5/5
O Labirinto foi só o começo... o pior está por vir. Depois de superarem os perigos mortais do Labirinto, Thomas e seus amigos acreditam que estão a salvo em uma nova realidade. Mas a aparente tranquilidade é interrompida quando são acordados no meio da noite por gritos lancinantes de criaturas disformes – os Cranks – que ameaçam devorá-los vivos. Atordoados, os Clareanos descobrem que a salvação aparente na verdade pode ser outra armadilha, ainda pior que a Clareira e o Labirinto. E que as coisas não são o que aparentam. Para sobreviver nesse mundo hostil, eles terão de fazer uma travessia repleta de provas cruéis em um meio ambiente devastado, sem água, comida ou abrigo. Calor causticante durante o dia, rajadas de vento gélido à noite, desolação e um ar irrespirável – no Deserto do novo mundo até mesmo a chuva é a promessa de uma morte agonizante. Eles, porém, não estão sozinhos – cada passo é espreitado por criaturas famintas e violentas, que atacam sem avisar. Manipulação, mentiras e traições cercam o caminho dos Clareanos, mas para Thomas a pior prova será ter de escolher em quem acreditar.

Distopias é definitivamente um gênero que me surpreende, e com Prova de Fogo não foi diferente. Com ainda perguntas à serem respondidas do início ao fim, vamos acompanhar um mundo caótico e testes que colocarão nossos personagens em riscos. Aguente pois é coração na boca.

Após escapar do Labirinto e da Clareira, Thomas e seus amigos acham que pela primeira vez estão em um local seguro. Recebendo comida, cama, roupas novas, eles terão um dia "normal" para alguém que passou por tantos sofrimentos. Só que no dia seguinte, algo muda. Acordados com Cranks — pessoas que tem a doença Fulgor no estágio mais avançado e que perdem completamente sua humanidade e existindo somente seu lado "animal" — nas janelas, ele percebe que os testes não foram finalizados. Mais uma vez sendo provados pelo CRUEL, os sobreviventes terão que atravessar um deserto para chegar ao Refúgio Seguro. No caminho encontrarão provas, lutas e principalmente novas respostas em que nem todos sairão vivos. Será capaz do Thomas conseguir? E seu grupo, quantos irão resistir?


Trilogias são séries sempre arriscadas no quesito de ter uma parte que é sempre desnecessária, ainda mais no segundo livro. Ouvi muitos comentários e muitas resenhas falando justamente disso sobre Prova de Fogo. Então começar com um pé atrás ocasionalmente foi bom porque no final fiquei maravilhada. Assim como o antecessor, a cadência e a fluidez da escrita do James Dashner te cativa a querer mais. A cada virada de página nos vemos presos em algo que no final pudesse decepcionar, mas não decepcionou.

Novamente ele traz bastante questionamentos, dúvidas, perguntas sobre o universo criado. Algumas pistas são colocadas e respostas aparecem, porém no essencial vejo que ficará bastante coisa "no ar" porque é praticamente nulo responder a quantidade deixada em um único volume — possivelmente explique a necessidade e a quantidade de "extras" que tem. Tenho fascínio por histórias assim pois exime você a pensar, a imaginar e principalmente a fazer suposições. Quando você supõe algo e o autor vai lá e te mostra que não é aquilo, é difícil que ele não conquiste o leitor. Mostra que o autor sabe trabalhar o psicológico, sabe trabalhar no drama e no suspense. E aqui é o que não falta.

" — Será que isto aqui é diferente o que nos fizeram enfrentar no Labirinto? Lá, a gente ficava preso dentro de paredes, com tudo o que a gente precisava pra sobreviver. Agora, não temos nada nos prendendo, mas nenhum modo de sobreviver, a não ser se formos para onde nos disseram. Não é uma ironia, ou algo parecido?! " pág. 111

Traições não esperadas, mortes, armadilhas planejadas, mentiras contadas, tudo é um balde grande de choque ao longo do caminho. Pensamos que as dúvidas acabariam após a saída do Labirinto, entretanto é justamente ao contrário. O mistério e os questionamentos ficaram bem maiores. Funcionou como intermediário de uma trilogia pois trouxe algo novo e ao mesmo tempo deu continuidade a algo que era ótimo.

Um plot twist enorme ligado a traição era esperado porque tinha tomado alguns spoilers, contudo a maneira como foi descrita me chocou. Não esperava essa intensidade e carga emocional presente, e principalmente não esperava que o Thomas sentisse tanto. Conseguimos sentir a dor ao mesmo tempo que discordamos de algumas situações que serão desencadeadas. Além disso as últimas páginas novamente deixa-nos de boca aberta. Reviravoltas inesperadas e principalmente um gancho enorme que te obriga a correr para ler o outro foi fundamental para me fazer apegar ao desenvolvimento. Não sei o que esperar.



Dos personagens conhecidos e os novos, Thomas e Minho ainda são meus escolhidos. Posso adicionar a Brendha porém parece que tem um mistério rondando ela, então espero não me decepcionar. Ainda acho um grupo grande para ser trabalhado na narrativa em uma aventura, e justifica a alta quantidade de mortes, também dando a liberdade dos leitores gostarem de quem se identificar mais. É bom e ao mesmo tempo não é.

Na parte física a capa é uma das mais bonitas. Gosto desses tons coloridos em ambientes escuros. O único problema, assim como no anterior, é a minha edição ser sem orelhas porque veio num box especial. Quando comprei sabia só que agora manuseando é um incomodo. Recomendo a olharem as versões antes de comprar. Na revisão está tudo perfeito, e a diagramação é um problema por ser bem apertada e bem perto do miolo, que para os mais cuidadosos às vezes não incomoda. Repito: isso são problemas da versão econômica do box. A narrativa é feita em terceira pessoa pelo ponto de vista do Thomas.

"Continuem a reagir bem às Variáveis; lutem para sobreviver, e serão recompensados com o reconhecimento de terem desempenhado um papel fundamental na tentativa de salvar a raça humana. E salvar a si próprios; é claro." pág. 64

No geral é bom um livro que deixa um gosto de quero mais para o sucessor. Quem gosta do gênero, e dos filmes, com certeza amará as obras. Estou bem ansiosa e com expectativas para o próximo, e tenho certeza que essa será uma série das minhas favoritas no gênero. Que venha A Cura Mortal!

E vocês, leram Maze Runner? Assistiram os filmes? Deixa nos comentários!

18 comentários :

  1. Oi Carol, infelizmente eu não sou muito chegada nessa trilogia, apenas assisti ao filme e achei fascinante, quem sabe a leitura seja fluida para outras pessoas, mas acho q para mim trancaria ahahahaha
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Gosto de distopia, mesmo achando que ela requer muita atenção, ainda mais nos casos de trilogias.
    Eu nunca li nenhum dos livros e nem mesmo vi o filme, mas meu irmão diz serem muito bons.

    Bom final de semana, Carol.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie!
    Esses livros estão na minha lista de desejados, vi o primeiro livro uma vez na livraria e não liguei muito, mas depois que assisti o filme, fiquei super interessada em ler, principalmente por ser do gênero distopia, que é um dos meus gêneros favoritos!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gosto de livros (e porquê não dizer filmes?) do gênero, e estou louca para ler este. Me parece do tipo que te pega e você não consegue parar de ler.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu não assisti e nem li Maze Runner, infelizmente não me atraiu nem a ver o filme. Não sei explicar o porquê já que gostei de outros do gênero. Quem sabe um dia dou uma chance. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Carol!
    Li esse trilogia ano passado e foi uma leitura bem arrastada, tinha algumas que não me prendiam, mas outras eram bem intensas e impossível de largar o livro, não foi aquela distopia que me agradou muito, inclusive já troquei os livros rsrs' enfim, que bom que está gostando, o último livro me decepcionou um pouquinho, mas quem sabe com você seja diferente...

    beijos!
    https://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Fantasia para mim só rola em filme e livros eu raramente leio nesse gênero. Assisti aos dois filmes dessa série e amei! E embora o livro pareça ter mais detalhes do que a adaptação eu não sei se leria por uma questão de gosto, mas fico feliz que tenha gostado da obra.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Tenho muita vontade de ler os livros dessa série, pois os filmes são bem legais, então a série deve valer muito a pena. Adorei sua resenha.


    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  9. Hey,
    Sou apaixonada pelo gênero. Esse ano li tantos livros bons que esse amor está crescendo. Quando teve o 'boom' desse livro, quis fazer a leitura imediatamente, mas fui adiando, adiando, adiando.
    Fiquei muito contente por o livro ter te agradado e, principalmente, por o autor trazer questionamentos nessa obra, algo que espero sempre em livros do gênero.
    Dica anotada, sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem?
    Já tive tanta vontade de ler a série, mas passou, quem sabe um dia volte?
    Gosto da premissa dos livros e adoro distopias, então talvez eu goste.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Distopia é um gênero maravilhoso, não leio com muita frequência, pois, geralmente, os que leio, são mais densos, então gosto de dar um tempo de um livro para outro, gostei de conhecer Prova de fogo por meio de sua resenha e fiquei com vontade de ler, sobre não ter orelhas no livro, também não curto muito.

    ResponderExcluir
  12. Gosto de distopias, na verdade é meu gênero preferido, mas não encontro um diferencial que me atraia em Maze Runner.
    Mesmo com suas considerações positivas de que ele deixa um gostinho de quero mais, não tenho a intenção de ler.

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, a sua resenha ficou muito boa, mas a obra não chama muito minha atenção no momento, quem sabe futuramente.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Ainda não conheço mas tenho curiosidade, sempre vejo comentários. Gostei bastante da sua resenha e das imagens que usou. Vale a pena a indicação, bjo

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li nenhum livro da série, mas é bacana saber que, ao contrário de outras, o segundo livro não decepciona. Já tá na lista.

    ;*

    ResponderExcluir
  16. Uma amiga me contou que é muito melhor que oo filme, como sempre, e também bem diferente. Eu achei o filme legal mas não o suficiente para querer ler os livros...os personagens sei lá não me conquistaram...
    Gostei da resenha, parece mesmo ser um livro emocionante.... São tantas coisas para ler que acho que ainda naão leria. Mas sua resenha motivou um pouco. bjos

    ResponderExcluir
  17. Olá, ainda não li Maze Runner, mas tenho uma amiga que ficou apaixonada pelos livros. Gostei da sua resenha. O livro já está na minha listinha de leitura há algum tempo, mas pretendo realizar a leitura em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu tenho essa série inteira aqui mas ainda não criei coragem em começar a leitura. Adorei a sua sinceridade na resenha e que o livro te surpreendeu, apesar das opiniões negativas que você ouviu. Espero curtir tanto quanto você!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)