29 de dez de 2017

[Resenha] Um Trono Negro

Livro: Um Trono Negro #2
Série: Três Coroas Negras
Autora: Kendare Blake
Editora: Globo Alt
Páginas: 336
Gênero: Fantasia
Nota: 4/5
A batalha pela coroa já começou, mas qual das três irmãs triunfará? Após os inesquecíveis acontecimentos da Cerimônia da Aceleração e com o Ano da Ascensão em andamento, as apostas mudaram Katharine, outrora a irmã mais fraca, agora está mais forte do que nunca. Arsinoe, após descobrir a verdade sobre seus poderes, deve aprender a usar seu talento secreto a seu favor, sem que ninguém descubra. E Mirabella, antes a favorita para o trono, enfrenta uma série de ataques enquanto vê a fragilidade de sua posição. Em meio ao perigo constante, alianças serão formadas e desfeitas na fantástica continuação de Três coroas negras. As rainhas de Fennbirn terão que combater a única coisa no caminho entre elas e a coroa umas às outras.

Novamente seremos sugadas e instigadas pela premissa até o final, porque apesar de ainda ter-se a presença de um começo lento, as reviravoltas e as ações finais compensam todo o restante. Pode-se dizer que é uma série promissora e que com certeza agradará quem é fã de fantasia.

Após os acontecimentos da Cerimônia de Ascensão, tudo mudou para as três irmãs. Nenhuma delas é mais a fraca ou não está equiparada as outras. A disputa pela coroa está acirrada e cada vez mais o prazo para que uma delas se torne rainha aperta. Enfrentando ataque de todas as partes, mudanças bem-vindas ou não, chegamos a um outro capítulo das três meninas, em que na sua tradição histórica somente uma sobreviverá.


Mesmo após horas do término da leitura, não sei o que pensar realmente do livro. Foi um enredo que gostei de ter conhecido por ser diferente e trazer ideias inovadoras, até  arriscando a dizer que é único. Porém, ainda vemos as mesmas falhas sentidas no primeiro volume: uma introdução arrastada. A autora demora a nos fazer conectar e engrenar na narrativa — o que vai acontecer depois das 100 primeiras páginas — aparentando ser apenas enrolação. O que funciona é a ambientação que nos deixa antenados para o que pode vir de surpresa, e que estas são bem pontuadas.

Teremos mais revelações sobre as rainhas, o quanto uma delas foi afetada por um incidente acontecido no antecessor, e o quão isso tudo vai mexer na sua vida e consequentemente na das outras. A dinâmica de torcer para alguém, de escolher "um lado" muda a todo momento pois as atitudes de todas amadurecem ou vão se modificando ao longo da narrativa. Até agora não tenho nenhuma preferida, perpetuada desde Três Coras Negras. É um pouco "frustrante" pois você fica perdido entre achar as situações boas ou não movido ao sentimento de um personagem, o que também mostra a qualidade da escrita da Kendare: nos deixar pender para todas.

"Bocas se abrem de leve. Todos hesitam, como se esperassem uma piada. Mas Katharine não está brincando e, eventualmente, Natalia vai até sua taça de vinho e levanta. Depois de um momento, os outros acompanham." pág. 181

E falando nas irmãs, é nítido o trabalho maior que envolve em criá-las e evoluí-las como pessoas. Uma delas especificamente ganhará uma força descomunal que modificará o que imaginávamos. Confesso que foi uma das que mais torcia no início, no entanto veremos que ela tomará outras "formas". Gosto desta mexida em algo que era óbvio, e quando pensamos que tudo se encaminha aos desfechos finais esperados, uma nova surpresa agita. Sinto que teremos revelações pela frente pois temos vários caminhos e suposições em aberto. Arsinoe, Katharine e Mirabella possuem defeitos e qualidades que deixam todas no mesmo patamar. Personagens secundárias ganham vozes — superior do que esperava — e talvez sejam a chave de mudar o rumo do enredo para melhor.

Tem-se uma insistência em embutir romances que na minha opinião poderiam ser melhores explorados mais à frente. É legal ver alguns capítulos rondando neste assunto contudo, acho que a fantasia e a estruturação criada são tão boas que deviam ter maiores destaques. Conseguimos ter algumas informações sobre o nascimento das trigêmeas, a volta de um dom até então perdido nos reinos e até mesmo mortes não esperadas. Existe uma preocupação grande em amarrar e fazer ligação dos elementos trazidos, o que é ótimo, só que ele perde força quando ocorrem momentos enormes de paixão desenfreada. Aliás uma das ocorrências finais com um dos casais formados vai abalar o que podemos esperar, justamente por fazer a retirada do fator paixão entre eles. Ou seja, sem o romance usufruímos de um melhor rendimento do universo.



Novamente elogio a escrita da Kendare e não acho explicação por falarem que é ruim. Encontramos a dose certa em quantidade de descrições de guerras e lutas aliados a uma cadência eficaz. Não vejo essa necessidade de apedrejamento todo. Achei bacana e encontro diversas pessoas gostando. Entramos no quesito gosto literário em específico neste tópico.

De uma forma geral é um bom exemplar que te deixa ansioso. Não temos um grande gancho final que ocasione expectativas para o sucessor. As possibilidades dos caminhos a serem tomados é o ponto principal. As cenas finais por si só são grandes reviravoltas não esperadas, fazendo com que a ligação para o próximo se perca na enormidade que elas foram. Recomendo aos que gostam do gênero! 

"Por muito tempo, Arsinoe sonhou com uma chance como esta. De fugir. Desaparecer. Mas a Deusa sempre deu um jeito de movê-la como uma peça de xadrez, colocando-a onde queria." pág. 217

Um Trono Negro foi lançado mais rápido do que imaginava — quase equiparado com lá fora — agora é aguardar a Kendare Blake escrever o próximo. O projeto inicial é que a série tenha 4 livros, todavia nada é garantido. Espero que tenham gostado! E vocês, conhecia Um Trono Negro? Leram Três Coroas Negras? Deixa nos comentários!

14 comentários :

  1. Olá
    Já conhecia o livro e confesso que adiei a leitura pois li resenhas divididas , uns amam e outros acham arrastado demais.Quero dar uma chance mas sabe quando vc fica com aquela dúvida? Não sou de me deixar levar por comentários mas já me decepcionei com uma série em que investi tempo de leitura e no final foi uma decepção. Quem sabe no futuro posso dar uma chance a essas irmâs?
    Gostei do post.
    Bom Ano Novo
    Jis Rocha
    Blog Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  2. Olá! Vi esse livro por aí e fiquei bem interessada no primeiro da série, já que lançaram esse bem rápido. Fiquei na dúvida se devo ou não ler, mas eles parecem ser leituras legais apesar da parte arrastada do começo, então acho que vou tentar, talvez eu goste e esse negócio de ficar dividida entre apoiar um ou outra acaba deixando as coisas mais interessantes. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana! Gostei da premissa da série, fiquei tentada à ler. Já conhecia a escrita da autora pelo mediano Ana Vestida de Sangue, mas como é uma série ainda com dois livros, talvez eu espere o lançamento de todos eles para ler.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Olá, ótima resenha. Acho interessante essa premissa das três disputarem o trono. Pelo seu post, parece que esse segundo livro é bem movimentado, cheio de reviravoltas.

    ResponderExcluir
  5. Oi Carol, eu não conhecia essa trilogia, achei interessante e não tenho problemas com começos arrastados, apesar de ninguém gostar não é? Mesmo que seja enrolação, mas por enquanto estou fugindo de sagas, pois tenho muitas para terminar. Beijos

    Nara Dias
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  6. Menina, introdução arrastada acaba comigo, tem que ter coragem para continuar, às vezes é algo que me faz desistir da obra, mesmo assim, curti a indicação do livro, vou me arriscar.

    ResponderExcluir
  7. Hummm não sei se leria não me convenceu e essa coisa de única não existe pq já me decepcionei depois rs
    Feliz2018!

    ResponderExcluir
  8. Eu não me interessei muito pela leituras desses livros, mas achei a sua resenha muito interessante e gostei de saber a sua opinião sobre a leitura do livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Vou ser bem sincera e confessar que ainda não superei o ranço do primeiro para animar ler o segundo. Confesso que discordo de você com relação à escrita da autora. Achei bastante limitada, se sustentando apenas em uma boa reviravolta, mas falhou na condução da trama, na apresentação do universo e na construção dos personagens. Além disso, não achei que o final do primeiro livro compensou as mais de 200 páginas de enrolação, apesar de ser realmente bom, e pelo que vi da sua resenha a autora repete os mesmos erros.
    Gostei de saber que ela desenvolve mais as três protagonistas, pois não gostei no primeiro livro, mas o fato de ainda ter um início lento e da autora continuar insistindo em romances (se forem os mesmos do primeiro, são totalmente sem sentido) me tiram a vontade de tentar ler esse segundo livro.
    Talvez o dia que a frustração com o primeiro livro tenha passado, eu consiga continuar. Mas, por enquanto, é uma leitura que descarto.
    De qualquer forma, adorei sua resenha e fico feliz que você tenha gostado da leitura, apesar das ressalvas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá Ana, eu tenho bastante curiosidade de ler essa série e pelos seus comentários ela parece estar bem bacana e eu gostei de saber que a autora desenvolve as três protagonista melhor nesse segundo livro *-* Só não coloco eles no topo da minha lista por ser uma série não finalizada =/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu tenho uma grande curiosidade com essa série, mas cada vez que vejo falarem que os erros se repetem e que é arrastada em alguns pontos, crio ressalvas.
    Acho que vou esperar lançarem todos os livros pra decidir.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Eu tô louca pra ler esse livro! Não vejo a hora de ver a história dessas tres mulheres, e nem asbia que tinha continuação! Amei seu post, quero pra ontem esse livro!

    ResponderExcluir
  13. Adoro as publicações dessa editora, acho todas muito bem pensadas. Gostei muito da capa e projeto gráfico desse livro, mas acho que seja de um gênero literário que não gosto muito. Deve ser interessante para quem curte a temática. Adorei o post :)

    Portal GATILHO
    https://portalgatilho.wordpress.com

    ResponderExcluir
  14. Não gostei muito por causa que não é o tipo de gênero que eu goste, mas por sua resenha vejo que muitos podem gostar. Amei o modo em que você escreveu e comentou sobre o livro, amei o quote também. Bjs

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)