11 de fev de 2018

[Resenha] Maze Runner, A Cura Mortal

em 11 de fev de 2018

16 comentários
Livro: Maze Runner, A Cura Mortal #3
Série: Maze Runner
Autor: James Dashner
Editora: V&R Editoras
Páginas: 368
Gênero: Distopia / Ficção
Nota: ⭐⭐⭐
Por trás de uma possibilidade de cura para o Fulgor, Thomas irá descobrir um plano maior, elaborado pelo CRUEL, que poderá trazer consequências desastrosas para a humanidade. Ele decide, então, entregar-se ao Experimento final. A organização garante que não há mais nada para esconder. Mas será possível acreditar no CRUEL? Talvez a verdade seja ainda mais terrível... uma solução mortal, sem retorno.



A Cura Mortal finaliza a trilogia Maze Runner com mais perguntas do que respostas. Vindo de dois livros com bons enredos, aqui o autor deixa a desejar no que era proposto. Não que seja algo ruim, só não era o que eu esperava no mau sentido.


Após os acontecimentos de A Prova de Fogo, CRUEL fará de tudo para ter em mãos a cura do Fulgor. Porém, Thomas que é uma peça chave desta solução, não será tão colaborativo. Se recusando a acreditar em qualquer palavra dita por alguém que trabalha para eles, se verá em uma aventura onde a verdade sobre o seu mundo aos poucos aparecerá. Quem são eles? O que o Fulgor fez com a sociedade? O que irá acontecer? Em um fim épico, Thomas estará num dilema entre se salvar ou salvar o que restou da população mundial.


Existem desenvolvimentos e histórias que naturalmente precisam deixar mais perguntas que respostas, até mesmo para fazer o leitor refletir e imaginar vários caminhos. Confesso que na minha opinião, em distopia isso não funciona. Distopias, que podemos encaixar dentro do gênero da fantasia, é ligado à criação de uma pessoa. Como o mundo funciona, o que é o errado e o certo, o que são os objetos, as pessoas, praticamente tudo. Terminar sem deixar nítido diversos pontos do ambiente é praticamente tiro no pé, e infelizmente é o que acontece.

Infelizmente mesmo, pois era uma narrativa que tinha me conquistado. Me vi chegando nas páginas finais sem entender muita coisa — talvez explicando a existência de diversos livros anteriores ao tempo de Maze Runner — o que desagrada a quem espera desde o primeiro volume respostas. É um final abrupto demais e aberto, o que frustra.

"Continua falando, sem parar, inspirando e expirando ao proferir as palavras que mais odeia. O Thomas que está sonhando se vira e foge, correndo rumo à escuridão." pág. 119

Por mais que eu fale em ressalvas, ainda existe pontos positivos. Temos situações que não se espera, umas que fazem chorar e outras que absolve certas atitudes de personagens, fazendo com que o andamento seja primoroso; não deixa em nenhum momento a balança pender para algo maçante e chato, até chegar ao final súbito. Acredito que muitas escolhas que James Dashner fez foi para chocar, dando certo em específicas cenas. Outras, achei desnecessário e que me chateou, porém foi porque me apeguei ao grupo principal. Teremos reviravoltas a todo instante, deixando alta a adrenalina de qual próximo passo esperar.

Falando nos protagonistas, Thomas ainda continua sendo peça fundamental para tudo que ocorre, e ocasionalmente temos o reaparecimento de alguns secundários. Gostei da Brenda ganhando mais destaque, e foi uma garota que me colocou dúvida durante o livro inteiro se era confiável ou não — isso vem das várias traições que temos durante a trilogia. Minho, Theresa, New e Caçarola é uma turma que irá trazer surpresas boas ou não. Fica a dica!


Colocar um novo local para dar continuidade aos acontecimentos foi acertado. Com uma menor participação da empresa CRUEL e mais liberdade aos Clareanos, uma nova perspectiva nos é dada. Ação, aventura, locais novos, estratégias novas é constante. Como falei, é difícil parar de ler, além de criar altas expectativas. Por isso chegar nas páginas finais e ver um movimento previsível e que não explica nada, deixa-nos tristes. É como se tivesse jogado na lata do lixo todo o sofrimento que as pessoas passaram por nada.


De uma forma geral chega a ser conflitante o sentimento deixado. Pela obra como todo, eu recomendo Maze Runner porque os dois primeiros valem a pena. O terceiro pode entrar nesta categoria, tirando os dois últimos capítulos e o final. As ideias trazidas são únicas e chamam atenção como distopia, e querendo ou não você é cativada pelas pessoas inseridas. Diferente do filme, temos um acesso maior à explicações e descrições além de pequenas modificações. O filme funciona — e foi o que me fez ler os livros — de maneira diferente, também encantando.


"Com o coração caindo em um abismo negro, Thomas puxou o gatilho." pág. 282

Na parte física, a minha edição é a que vem no box considerada econômica. A capa é conectada ao conteúdo — específico a uma cena — e o título em conjunto. Falando nele, o título em alto revelo tem a ver com as cores usadas na arte, o que traz um ótimo visual. Pela minha edição ser a econômica, não temos orelha e a diagramação é bem apertada, o que particularmente não gosto. Todavia, acredito que não haja esses problemas na edição “normal”. Assim como os outros a narrativa é feita em terceira pessoa pelo ponto de vista do Thomas, e não lembro de ter visto erros de ortografias ou de revisão.

Sendo o último e ao mesmo tempo não sendo — ainda temos Ordem de Extermínio pela frente que vai se passar antes de Correr ou Morrer — não tenho vontade no momento de lê-lo, confesso. Como é uma meta acabar com a série esse ano, pegarei-o em algum momento. Me resta esperar que as conclusões dos sucessores sejam melhores. Espero que tenham gostado! E vocês, já leram a série? Conheciam? Deixa nos comentários! 

Resenhas anteriores:
Maze Runner, Correr ou Morrer #1
Maze Runner, Prova de Fogo #2


16 comentários :

  1. Quero muito ler essa série, está na minha wishlist! =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana, tudo bem?
    Estou super atrasada na leitura dessa série, preciso começar a leitura dela logo, amo esses mundos distópicos que os autores estão criando em seus livros. Ótima indicação para os seus leitores.

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii Ana tudo bem?
    Essa não é uma série que sou muito chegada a ler, apenas em assistir os filmes e achei muito bacana a sua opinião, ainda mais que deu apenas três estrelinhas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oii!
    Eu vou ganhar os livros da trilogia Maze Runner e mal posso esperar pra ler, ainda não vi os filmes, quero ficar na expectativa ^^

    Fernanda Reads <3

    ResponderExcluir
  5. Acredita se eu falar que nem os filmes me prenderam? Eu vejo muitas pessoas elogiando e odiando essa série e eu confesso que me encontro neutra. Não me agradou mas também não desagradou só não me sinto na vontade de ler e nem ver nada deles. Parabéns pela resenha, gostei de conferir sua opinião.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Não assisti nenhum filme da série e também não li os livros. Mas sei que são muito bem comentados, porém infelizmente não é meu estilo de leitura! Adorei o post, mas dessa vez passo a dica!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Nunca li a trilogia mas ela parece incrível! Dizem que os livros são muito bons e eu adorei sua crítica

    ResponderExcluir
  8. Olá Ana,
    Ainda não li nenhum dos livros dessa série nem assisti aos filmes, mas tenho vontade, pois a trama enche meus olhos. Confesso que saber que esse livro foi ambíguo, eu não fiquei interessada em fazer a leitura. Acho que esses sentimentos tão conflitantes não vão me agradar, pelo menos, não nesse momento.
    Adorei sua sinceridade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Até hoje ainda não li nem assisti nada de Maze Runner, não consegui me interessar pela história apesar de sua resenha mostrar pontos instigantes, quem sabe um dia eu faça essas leituras. =)

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Vejo falarem super bem dessa série, porém não acho que seja meu tipo de leitura. Ótima resenha!

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bom ?

    Apesar de nao gostar muito do gênero, adorei a sua resenha. Tenho visto muitos comentários positivos sobre esses livros :)


    Beijos,
    Thalita Sousa

    ResponderExcluir
  12. Não li a série ainda, apesar de ter vontade. Só me confundi um pouco com este ter finalizado e ao mesmo tempo não ter finalizado a série...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Carol, é muito ruim quando autor deseja um pouco a desejar, particularmente fico bem frustrada, sem falar que essa coisa de me deixar com mais perguntas que respostas, eu fico tipo: oi?! Como assim?!
    Bom, apesar de ser uma série amada e elogiada por muitas pessoas, eu nunca me interessei por ela, kkk não me julgue. Kkkk

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  14. Eu li apenas o primeiro livro dessa série e faz um bom tempo, lembro como me marcou e concordo contigo, o primeiro está entre os melhores, certamente. Eu ainda não vi os filmes porque pretendo seguir lendo a série, apesar das suas ressalvas, creio que irei gostar.

    ResponderExcluir
  15. Ola
    Ainda não li a série, quando eu fui comprar me falaram pra não comprar pois eu não iria gostar, mas outra pessoa disse que eu perdi a chance de ler uma série incrível. em que fiquei com dúvidas...
    Espero ler no momento certo.
    bjus

    ResponderExcluir
  16. Eu já não estava animada para conhecer essa saga, e agora sabendo que o desfecho é em aberto, tenho menos vontade ainda! ODEIO final aberto, gente. Parece que deu preguiça no autor, sabe? Sei lá. Deixo a dica passar ^^

    ResponderExcluir

Olá! Colocar um comentário me deixaria muito feliz pois saber sua opinião é essencial para o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre :)

TOPO