30 de jul de 2018

[Resenha] Doce Lar

em 30 de jul de 2018

17 comentários
Livro: Doce Lar #1
Série: Sweet
Autora: Tillie Cole
Editora: Essência
Páginas: 320
Gênero: New Adult / Romance / Erótico
Nota: ⭐⭐⭐
Aos vinte anos, Molly Shakespeare acha que já sabe de tudo.  Ela leu Descartes e Kant. Ela estudou em Oxford. Ela sabe que as pessoas que te amam também te deixam. Mas quando Molly se muda da cinzenta Inglaterra para começar uma nova vida nos Estados Unidos, ela descobre que ainda tem muito a aprender. No Alabama os verões são mais quentes, as pessoas mais intimidantes e os alunos de sua nova escola muito mais viciados em futebol. Após conhecer o famoso quarterback Romeu Prince, Molly só consegue pensar em seus olhos castanhos, cabelos loiros, físico perfeito... e em como sua vida tranquila e solitária parece estar a ponto de mudar drasticamente.

Doce Lar com suas polêmicas à parte quando a editora anunciou o lançamento, cumpre o papel de ser um romance para cativar os leitores. Tillie Cole tem uma grande fama lá fora pela sua escrita, e aqui também, e com certeza esse renome faz jus pelo que ela escreve.

27 de jul de 2018

[Resenha] Cinder

em 27 de jul de 2018

12 comentários
Livro: Cinder #1
Série: Crônicas Lunares
Autora: Marissa Meyer
Editora: Rocco
Páginas: 448
Gênero: Distopia / Romance / Fantasia
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.

Antes mesmo de começar Cinder, tinha altas expectativas sobre a história e Marissa Meyer conseguiu cumprir todas. A mistura de distopia com contos de fadas dá certo e nos deixa antenados com o enredo, fazendo com que ele flua de maneira rápida e de modo que queremos ler mais. Dei o pontapé inicial para a série Crônicas Lunares.

25 de jul de 2018

[Resenha] Tempestade de Guerra

em 25 de jul de 2018

11 comentários
Livro: Tempestade de Guerra #4
Série: A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 702
Gênero: Fantasia
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Mare Barrow aprendeu rápido que, para vencer, é preciso pagar um preço muito alto. Depois da traição de Cal, ela se esforça para proteger seu coração e continuar a lutar junto aos rebeldes pela liberdade de todos os vermelhos e sanguenovos de Norta. A jovem fará de tudo para derrubar o governo de uma vez por todas — começando pela coroa de Maven. Mas nenhuma guerra pode ser vencida sem ajuda, e logo Mare se vê obrigada a se unir ao garoto que partiu seu coração para derrotar aquele que quase a destruiu. Cal tem aliados prateados poderosos que, somados à Guarda Escarlate, se tornam uma força imbatível. Por outro lado, Maven é guiado por uma obsessão profunda e fará qualquer coisa para ter Mare de volta, nem que tenha que passar por cima de tudo — e todos — no caminho.

Tempestade de Guerra era um livro que eu esperava começar com expectativas baixas pois A Prisão do Rei foi uma péssima leitura. No entanto, me vi animada a lê-lo quando analisava as resenhas sobre. E de fato as expectativas baixas que imaginava não é encontrado, de certa forma. Não é o melhor da série na minha opinião — que ainda fica com A Rainha Vermelha — porém, termina de forma satisfatória um ciclo que acompanhei durante 3 anos, deixando leitores da série contentes.

23 de jul de 2018

[Papo Sério] Séries de livros

em 23 de jul de 2018

17 comentários


Vamos falar sobre um assunto que tem me incomodado bastante? É sobre séries infinitas. O mercado literário passa por um momento em que séries, trilogias, quadrilogias estão em alta. Ou seja isso condiz que para os leitores quanto mais volumes melhor. Mas parando para refletir um pouco, até quando quantidade reflete em qualidade?

18 de jul de 2018

[Indicação Por Gênero] Sobrenatural

em 18 de jul de 2018

1 comentário

Para classificar um livro como sobrenatural, na minha opinião ele precisa se interligar a existência de seres/pessoas/criaturas não reais como anjos, demônios, lobisomens, bruxas ou algo deste tipo. Por muitos acharem ser uma subdivisão do gênero fantasia, e de fato não deixa de ser, faço a separação deste gêneros pois muitos outros acabam por se encaixar em outro gêneros, fazendo o Sobrenatural ser bem amplo. Com isso, das postagens de indicações está será a que mais terá variedade de subgêneros como romance, fantasia, jovem adulto entre outros. Vamos ver quais foram?!

16 de jul de 2018

[Resenha] Bruto e Apaixonado

em 16 de jul de 2018

23 comentários
Livro: Bruto e Apaixonado #1
Série: Irmãos Lancaster
Autora: Janice Diniz
Editora: Harlequin
Páginas: 256
Gênero: Romance / Erótico
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Mário Lancaster e Natália Esteves parecem não ter nada a ver um com o outro: ele é um ex-peão de rodeio e ela, uma empresária sofisticada de uma metrópole. Ela deve demitir funcionários da maior fábrica local, e ele é o responsável por convencê-la a mudar de ideia.  Eles estão em lados opostos, mas a química entre os dois é impossível de ignorar. Bruto e Apaixonado é o primeiro volume da série Irmãos Lancaster e uma história irresistível de amor, superação, sedução e, claro, caubóis atraentes e possessivos.


Conhecer a escrita da Janice Diniz e seu livro Bruto e Apaixonado foi uma ótima escolha. Com as editoras valorizando cada vez mais os autores nacionais, o primeiro livro dos Irmãos Lancaster conquista logo nas primeiras páginas, nos permitindo entrar numa história viciante. 

13 de jul de 2018

[Resenha] Filha das Trevas

em 13 de jul de 2018

13 comentários
Livro: Filha das Trevas #1
Série: Saga da Conquistadora
Autora: Kiersten White
Editora: Plataforma 21
Páginas: 471
Gênero: Fantasia Histórica
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Lada Dragwlya e o irmão mais novo, Radu, foram arrancados de seu lar em Valáquia e abandonados pelo pai – o famigerado Vlad Dracul – para crescer na corte otomana. Desde então, Lada aprendeu que a chave para a sobrevivência é não seguir as regras. E, com uma espada invisível ameaçando os irmãos a cada passo, eles são obrigados a agir como peças de um jogo: a mesma linhagem que os torna nobres também os torna alvo. Lada despreza os otomanos. Em silêncio, planeja o retorno a Valáquia para reclamar aquilo que é seu. Radu, por outro lado, quer apenas se sentir seguro, seja onde for. E quando eles conhecem Mehmed, o audacioso e solitário filho do sultão, Radu acredita ter encontrado uma amizade verdadeira – e Lada vislumbra alguém que, por fim, parece merecedor de sua devoção. Mas Mehmed é herdeiro do mesmo império contra o qual Lada jurou vingança – e que Radu tomou como lar. Juntos, Lada, Radu e Mehmed formam um tóxico e inebriante triângulo que tensiona ao limite os laços do amor e da lealdade.

Fugindo do que esperamos e encontramos em grande quantidade no mercado dos livros de fantasia, Filha das Trevas me surpreende de forma positiva, deixando um tempero de que vem algo ainda melhor pela frente. Bem curiosa com o que podemos esperar da Saga A Conquistadora.

11 de jul de 2018

[Resenha] Uma Noiva Para Winterborne

em 11 de jul de 2018

17 comentários
Livro: Uma Noiva Para Winterborne #2
Série: Os Ravenels
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 327
Gênero: Romance de Época
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer - nos negócios e em tudo mais. No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda. Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão. Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade. Com uma trama recheada de diálogos bem-humorados e cenas sensuais e românticas, Uma Noiva Para Winterborne é o segundo volume da coleção Os Ravenels.

Se já tinha me apaixonado pela família Ravenel no volume anterior, em Uma Noiva Para Winterborne fiquei mais encantada ainda. Com protagonistas que queria muito me aprofundar, a história deixa a série em alta e com muitos leitores tendo um enorme carinho por Helen e Rhys.

9 de jul de 2018

[O Que Li] Junho

em 9 de jul de 2018

11 comentários
Junho teve os 30 dias bem atarefados com a faculdade, mas até que me surpreendi e consegui manter um bom ritmo de leitura. Com o total de 6 livros + 4 mangás lidos, tivemos um mês recheado de romances, principalmente de época. Vamos conferir quais foram os livros ?!

6 de jul de 2018

[TAG 50%] Balanço do 1° semestre de 2018

em 6 de jul de 2018

13 comentários
Créditos de imagem: Literatura Estrangeira

Mais uma vez respondendo a TAG dos 50% (2017 também respondi aqui), ela nos traz um balanço das leituras realizadas no primeiro semestre de cada ano. Sem delongas, afinal é grande, vamos conferir quais foram minhas respostas?!


4 de jul de 2018

[Resenha] Um Sedutor Sem Coração

em 4 de jul de 2018

13 comentários
Livro: Um Sedutor Sem Coração #1
Série: Os Ravenels
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 320
Gênero: Romance de Época
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas. A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon. Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar. Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu? Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.

Depois de uma sequência de livros medianos de romances de época, tinha-se um bom tempo que não me apaixonava tanto por uma família como aconteceu com Os Ravenels. Começou-se com pé direito a coleção que certamente terá maravilhosos capítulos pela frente.

2 de jul de 2018

[Resenha] Um Planeta em seu Giro Veloz

em 2 de jul de 2018

17 comentários
Livro: Um Planeta em Seu Giro Veloz #3
Série: Uma Dobro no Tempo
Autora: Madeleine L'Engle
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 272
Gênero: Fantasia / Ficção Científica
Nota: ⭐⭐⭐⭐
Um unicórnio, um menino e o vento, juntos em uma só velocidade!  Quando Charles Wallace Murry, agora com quinze anos, grita em desespero a invocação de uma antiga runa para afastar a escuridão, uma criatura radiante aparece. É Gaudior, unicórnio e viajante do tempo. Charles Wallace e Gaudior devem viajar até o passado através dos ventos do tempo e tentar encontrar um Pode-Ter-Sido, um momento do passado em que todos os eventos que se seguiram até o presente podem ser mudados, e o futuro da Terra – esse pequeno planeta em seu giro veloz – pode ser salvo.


Continuação a série Uma Dobra no Tempo, Um Planeta em seu Giro Veloz surpreende por trazer um enredo interligado e ao mesmo tempo distante do primeiro e segundo volume. Com os protagonistas em idades diferentes do encontrado antes, seremos impactados por mais um capítulo desta história fantástica que nos cativa do início ao fim.

TOPO