24 de jan. de 2022

[Resenha] Sangue e Mel

em 24 de jan. de 2022

3 comentários

Livro: Sangue e Mel #2
Série: Pássaro & Serpente
Autora: Shelby Mahurin
Editora: Galera Record
Páginas: 517
Gênero: Fantasia / Romance
Nota: ⭐⭐⭐⭐+ 0,5
Após o incidente no Modraniht, Lou, Reid, Coco e Ansel estão fugindo não apenas do coven das Dames Blanches, mas com mesma intensidade do reino e da igreja. Eles se tornaram, agora, verdadeiros fugitivos destituídos de um abrigo para garantir sua proteção e segurança. Para sobreviver, eles precisarão não apenas de organização e estratégia, mas, sobretudo, cúmplices. Aliados fortes. E, na companhia constante uns dos outros... um pouco de paciência. No entanto, à medida que o desespero de Lou intensifica, um lado sombrio de sua magia se manifesta com cada vez mais frequência – uma versão de seu próprio e complexo poder que pode custar a Reid algo que ele não pode jamais arriscar perder. Mas Reid, obstinado, não parece inclinado a abandonar sua promessa. Sempre leal e unido a Lou, seus votos foram incontestáveis: aonde ela for, ele irá.
Até que a morte os separe.

Sangue e Mel é a aguardada continuação de Pássaro e Serpente, um livro de fantasia que conquistou muitos leitores quando lançado. E comigo, não foi diferente. Estava ansiosa para descobrir os novos desdobramentos desse universo, e Shelby Mahurin conseguiu manter em altar a história, na qual, saio roendo as unhas para Deuses e Monstros. A resenha é sem spoilers, tudo bem? Vamos lá!

17 de jan. de 2022

[Resenha] A Aurora da Lótus

em 17 de jan. de 2022

Comente aqui
Livro: A Aurora da Lótus
Autora: Babi A. Sette
Editora: Verus
Páginas: 350
Gênero: Romance / Romance Histórico
Nota: ⭐⭐⭐ + 0,5
*exemplar cedido pela editora*
Egito, 1283 a.C. Dentro do bairro hebreu vive Zarah, uma jovem que sonha com a liberdade e com dias melhores para o seu povo. Salva de um ataque por Ramose, um comandante egípcio, ela se envolve em um jogo de sedução e é arrebatada por uma paixão proibida. Ramose é o inimigo, mas tem nas mãos a promessa de uma vida melhor não somente para ela, como também para o seu povo. Virando as costas para os costumes e o acolhimento de sua gente e para o convívio com David, seu melhor amigo, Zarah escolhe a possibilidade de viver um grande amor e acaba entregue a uma paixão intensa e obsessiva, em que desejo, ciúme e posse se misturam. Agora, para reescrever a sua história, Zarah terá que percorrer uma jornada de volta à sua essência e descobrir até onde é capaz de ir em busca da liberdade e do amor verdadeiro.

Mais um livro da Babi A. Sette para a categoria de lidos que adorei! A Aurora da Lótus é um romance singular e maravilhoso, capaz de surpreender até seus fãs de longa data — a autora se arrisca a sair da sua zona de conforto, trazendo algo, até então, inusitado no seu catálogo.

16 de dez. de 2021

[Retrospectiva 2021] Melhores Leituras

em 16 de dez. de 2021

Comente aqui

Olá, leitores, tudo bem? E chegamos na última parte dessa saga da Retrospectiva 2021, falando das Melhores Leituras do ano! Não foi difícil escolher os títulos que entrariam nessa categoria, pois realmente alguns me marcaram fortemente ao longo desses meses. Sem mais delongas, vamos conhecê-los?!

15 de dez. de 2021

[Retrospectiva 2021] Piores Leituras

em 15 de dez. de 2021

Comente aqui

Olá leitores, tudo bem? Acomode-se na cadeira, pois chegamos na segunda parte da Retrospectiva 2021, comentando das Piores Leituras/Decepções do ano. Até que, felizmente, a lista não é enorme nesse ano, sendo o único e grande problema, o fato de uma das minhas escolhas, ser extremamente hypada nesse universo literário. E por conta disso, reforço fortemente que esta é a minha opinião, e não verdade absoluta.

7 de dez. de 2021

[Retrospectiva 2021] Maiores Surpresas

em 7 de dez. de 2021

Comente aqui

Outro final de ano, e já estamos aqui fazendo as postagens que tornaram-se tradicionais do blog. Como uma espécie de Retrospectiva, é aqui que separo algumas das minhas leituras ao longo do ano em categorias. 

3 de dez. de 2021

[Resenha] Nightfall

em 3 de dez. de 2021

2 comentários

Livro: Nightfall #4
Série: Devil's Night
Autora: Penelope Douglas
Editora: The Gift BR
Páginas: 644
Gênero: Romance Dark
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐💗
O que acontece quando são cinco contra um e não há lugar para onde fugir? EMORY: Eles a chamam de Blackchurch. Uma mansão isolada em uma localização desconhecida e remota, onde os ricos e poderosos enviam seus filhos desajustados para que esfriem a cabeça longe dos olhares indiscretos. Will Grayson sempre agiu como um animal. Irresponsável, selvagem e alguém que nunca se apegou a regras, fazendo sempre o que ele queria. De forma alguma, seu avô se arriscaria à humilhação de ver o nome da família na lama outra vez. Mesmo que a última vez não tenha sido inteiramente sua culpa. Ele pode até ter gostado muito de me encurralar nos cantos dos corredores da escola quando ninguém estava olhando, para que ninguém percebesse que o Sr. Popular, na verdade, queria colocar a mão na pequena e pacata nerd que ele amava perturbar, mas... Ele também podia ser cordial. E cruel em uma tentativa de me proteger. A verdade é que... Ele tem todo o direito de me odiar. Aquilo tudo é minha culpa. Tudo. A Noite do Diabo. Os vídeos. As prisões. Eu sou culpada por tudo isto. E não me arrependo nem um pouco. WILL: Eu nunca me importei em estar preso. Aprendi há muito tempo que ser tratado como um animal te dá permissão para agir como um. Ninguém nunca olhou para mim de outra forma. O único erro deles é achar que qualquer coisa que eu faça, é por acidente. Posso ficar aqui nesta casa sem Internet, televisão, bebidas ou garotas, mas sairei daqui com algo muito mais assustador para aqueles que são meus inimigos. Um plano. E uma nova matilha de lobos. Eu só não esperava que meus inimigos viessem até mim. Não faço ideia de quem a enfiou aqui dentro ou se realmente a intenção era deixá-la à minha mercê, mas posso farejá-la se escondendo pela casa. Ela está aqui. E quando a equipe de segurança vai embora depois de deixar os suprimentos, os portões se fecham e a porta da minha jaula é aberta, dando-me livre acesso à mansão e ao terreno da propriedade, por mais um mês sem supervisão alguma... Um sorriso se espalha pelo meu rosto quando me lembro... Blackchurch abriga cinco prisioneiros. Eu sou apenas um de seus problemas.

Ler Devil's Night me deu a sensação de adentrar uma montanha-russa onde não falta adrenalina, e não existe freio. Terminar a série foi simplesmente estarrecedor, e demonstra o quanto os livros da Penelope Douglas podem ser caixinhas de surpresas (sim, eu sei que temos Fire Night pela frente, contudo, é praticamente uma novela rápida). Com maestria, temos um romance dark único que conquista, que enlouquece nas descobertas e nos deixa de coração acelerado, onde Nightfall encerra  brilhantemente a jornada.
TOPO