21 de out de 2017

[Resenha] Confesse

Livro: Confesse
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Gênero: Romance/New Adult
Nota: 5/5
Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless. Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

Ler 500 livros da Colleen Hoover nunca muda os sentimentos que tenho quando abro alguns dos seus livros. Drama, dor, choro, perseverança, esperança e felicidade, tudo se mistura num caleidoscópio de emoções, fazendo com que suas obras me toquem de maneira única. E apesar de sempre ser surpreendida, Confesse me conquistou mais do que imaginava, afinal é Colleen Hoover.

19 de out de 2017

[Resenha] Percy Jackson e os Olimpianos, O Última Olimpiano

Livro: Percy Jackson e os Olimpianos, O Último Olimpiano #5
Série: Percy Jackson e os Olimpianos
Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Gênero: Fantasia/Aventura
Nota: 4.5/5
O aguardado desfecho da série que já ultrapassou a marca de 500 mil exemplares vendidos e é destaque nas principais listas de best-sellers do país. Os meios-sangues passaram o ano inteiro preparando-se para a batalha contra os titãs, e sabem que as chances de vitória são pequenas. O exército de Cronos está mais poderoso que nunca, e cada novo deus ou semideus que se une à causa confere mais força ao vingativo Senhor do Tempo. Enquanto os olimpianos se ocupam de conter a fúria do monstro Tifão, Cronos avança em direção à cidade de Nova York, onde o Monte Olimpo está precariamente vigiado. Agora, apenas Percy Jackson e seu exército de heróis podem detê-lo. Nesse quinto livro da série, o combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho.

Uma das maiores surpresas do ano, senão a surpresa do ano, é terminar a série Percy Jackson. Após começar desconfiada e com pé atrás em Ladrão de Raios, uma melhora em Mar de Monstros, decaída em A Maldição do Titão e uma novamente alta A Batalha do Labirinto, O Último Olimpiano me convenceu e me surpreendeu. Hoje finalmente entendo porque a série é tão aclamada, me fazendo pensar ler mais livros do Rick Riordan? Quem sabe?!

12 de out de 2017

[TAG] Marcadores de Livros

Qual leitor que também não adora ter um marcador?! No meu caso, que já não bastasse colecionar livros, marcadores fazem parte do pacote. E juntando o útil ao agradável, esta TAG vista no canal Minha Vida Literária chamada Marcadores de Livros consiste em mostrar os marcadores de páginas de acordo com que cada tópico pede.

Atualmente possuo uma coleção que deve girar em torno de 900 marcadores ou mais. Virou um hobbie, principalmente quando existe itens de livros que gosto bastante, por isso não será possível mostrar na totalidade. Então vamos ver quais foram os escolhidos?

1. Marcador com qualquer flor.



Gosto bastante desses marcadores da Liane Moriarty, que agora ficou bem conhecida por causa da série da Netflix. A coleção ainda está incompleta pois tem um marcador em formato de flor recortado que ainda não possuo.

10 de out de 2017

[O Que Eu Li] Setembro


Mês de Bienal + Rock in Rio + viagem + faculdade voltando e alguém achou que eu daria conta de ler mais de 10 livros!? Pois é, nem eu. Com isso resultei em 3 livros + 2 mangás lidos no mês. Mais do que eu esperava, confesso, foram leituras que queria realizar e continuações de séries que gosto bastante. Vamos conhecer quais foram?

8 de out de 2017

[Resenha] Riscos da Paixão

Livro: Riscos da Paixão #6
Série: Homens Marcados
Autora: Jay Crownover
Editora: V&R Editoras
Páginas: 304
Gênero: Jovem Adulto
Nota: 5/5
Asa Cross sempre foi um predador. Sua ficha criminal é a prova de que ele foi capaz de tudo para se dar bem. Nem mesmo sua irmã Ayden escapou de seus golpes. Além disso, os olhos dourados, a barba por fazer e o sotaque carregado sempre deram pistas de quanta encrenca ele representava. Após levar uma surra que quase tirou sua vida, o barman está tentando se endireitar. Os amigos de sua irmã lhe deram uma segunda chance. E todos os dias, Asa trava uma batalha interior para não voltar a ser um fora da lei. Royal Hastings é uma mulher determinada e capaz de fazer qualquer homem perder a cabeça. Porém, a ruiva está cheia de dúvidas em relação a si mesma e precisa lutar contra fatos do passado que a fazem acreditar não ser uma boa policial. Ela vem rondando o caminho de Asa. Os dois entraram num jogo de "mocinha e bandido" cheio de tensão. Ele sabe que a ruiva vai tirá-lo da linha. E tudo o que Royal quer é prender o bad boy nos lençóis de sua cama e em seu coração.

Termino a série Homens Marcados com uma dor no coração. Uma das melhores — senão a melhor série — de Jovem Adulto que li, Jay Crownover conseguiu deixar sua marca. Com personagens diferenciados e uma escrita inovadora, ela nos conquista do início ao fim. E não foi diferente com Riscos da Paixão.

6 de out de 2017

[Resenha] Outlander, O Resgate no Mar

Livro: Outlander, O Resgate no Mar #3.1
Série: Outlander
Autor: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Páginas: 592
Gênero: Romance/Romance Histórico
Nota: 4.5/5
Há vinte anos Claire Randall voltou no tempo e encontrou o amor de sua vida – Jamie Fraser, um escocês do século XVIII. Mas, desde que retornou à sua própria época, ela sempre pensou que ele tinha sido morto na Batalha de Culloden. Agora, em 1968, Claire descobre, com a ajuda de Roger Wakefield, evidências de que seu amado pode estar vivo. A lembrança do guerreiro escocês não a abandona… seu corpo e sua alma clamam por ele em seus sonhos. Claire terá que fazer uma escolha: voltar para Jamie ou ficar com Brianna, a filha dos dois. Jamie, por sua vez, está perdido. Os ingleses se recusaram a matá-lo depois de sufocarem a revolta de que ele fazia parte. Longe de sua amada e em meio a um país devastado pela guerra e pela fome, o rapaz precisa retomar sua vida. As intrigas ficam cada vez mais perigosas e, à medida que tempo e espaço se misturam, Claire e Jamie têm que encontrar a força e a coragem necessárias para enfrentar o desconhecido. Nesta viagem audaciosa, será que eles vão conseguir se reencontrar?

Ler Outlander é sempre um privilégio. O universo criado em cada novo volume só cresce e melhora indubitavelmente. Depois do final deixado em Libélula no Âmbar quis ler O Resgate no Mar o mais rápido possível e essa primeira parte posso falar com convicção: não decepciona!